Início » Jogos » Conferimos a Unreal Engine 4 de perto

Conferimos a Unreal Engine 4 de perto

Avatar Por

Direto da GDC, em San Francisco – Na edição passada do GDC, conferimos as novidades que a Epic Games levou até a Unreal Engine 3, uma das soluções tecnológicas mais usadas hoje na indústria de games. Neste ano, demos uma olhada de perto na Unreal Engine 4, a versão mais moderna que deve ser o motor de vários games da próxima geração.

A apresentação começou com um panorama geral sobre a Unreal Engine e como a ferramenta foi criada para dar mais agilidade e produtividade a equipes de produção de games, do indie ao triplo A, considerado padrão máximo na indústria de games. Jogos como Mass Effect 3, Gears of War Bioshock usam a Unreal Engine. Na sequência foi anunciado o suporte ao Oculus Rift, que está disponível desde ontem a desenvolvedores que quiserem já implementar o novo dispositivo de realidade virtual em seus games.

Uma das novidades da versão passada foi a funcionalidade de exportar games feitos pela UE3 em Flash. O primeiro demo que vimos foi uma repetição do ano passado, exceto por um detalhe: tudo foi exportado diretamente para HTML5, JavaScript e WebGL. Em uma parceria com a Mozilla, a Epic Games pretende em breve permitir que games de alta qualidade sejam jogáveis no navegador do usuário sem necessidade de plugins ou interpretadores, aumentando a performance dos games.

Na sequência foram apresentados trailers de Daylight e Primal Carnage Genesis, dois games que estão sendo produzidos com a UE4. Após os trailers veio o primeiro momento de surpresa: o tech demo Elemental, que você pode conferir abaixo, foi exibido com a renderização sendo feita em tempo real em um kit de desenvolvimento do PlayStation 4.

A próxima parte da apresentação foi ligada mais as ferramentas e funcionalidades. Uma que chamou atenção foi o Blueprint, um gráfico de workflow da engine que mostra em tempo real que funções ou parâmetros estão sendo acessados. É como ver o motor de um carro funcionando no meio de uma corrida.

O sistema de iluminação da engine mudou bastante. A luz agora é baseada em física, dando mais realismo as cenas. O sistema de partículas, com partículas emissoras de luz, também impressiona bastante, junto com o cálculo de colisão entre partículas. Para ilustrar foi exibido um pequeno reel de um robô soldando um cano, o que parecia extremamente realista.

Também foram exibidas melhorias nos sistemas de Inteligência Artificial, construção de terrenos e folhagens, um dos grandes desafios em jogos 3D. Para o processamento de vários desses elementos, a engine já terá integração com a tecnologia PhysX da Nvidia, otimizando muita a performance do que é renderizado.

Para fechar, exibiram o demo Infiltrator rodando em um PC com a placa de video Nvidia GeForce GTX 680.

A partir de hoje todos os licenciados já podem começar a desenvolver com a UE4. Quem não tiver 350 mil dólares sobrando para adquirir uma licença completa pode baixar as ferramentas da UE3 gratuitamente no site da engine.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

edsssilva
Apesar de tudo tem alguns jogos que escapam.

Estou jogando um jogo chama Mars online, não tem o glamour dos jogos aclamados,mas o jogo tem bons gráficos e uma jogabilidade excelente.
Pra mim o estilo do jogo deixar a gente num vicio danado, passo horas jogando e faz mais de 2 anos e ainda não enjoei.O desenvolvedores usaram o Unreal Engine 3 nele.
edsssilva
Animações dos jogos é tudo lindo, até nos consoles mais antigos a gente via como são de encher os olhos.
Agora, o jogo em si deixar a gente numa frustração que só não seria maior pq não pago. hehehe
Ezequiel Gervasio Gouveia
Concordo com vc....
Os gráficos de alguns jogos de smartphones já são melhores que os do Ps2...
Aliás,tem o emulador do PSP para Android/IOS(PPSSPP),e já está rodando até GOD OF WAR SPARTA,lento mais está(emulador beta ainda)....
E vc lembrou certo,os preços dos jogos para smartphones,que chega a custar no máximo uns 14 reais,e na promoção uns 2 reais,já os de consoles passam dos 100 à 200 reais..Além do preço do console que tb é muito caro..
E vc citou Battlefield....Vai sair o Battlefield 3 para smartphones ainda esse ano...
Lucas Galvão
Exato! Tenho Wild Blood 1 e 2. E Méldéls Eu posso plugar via HDMI (do iPhone pra TV) e jogar pela TV como se console fosse. Gráficos 720p. Monstro!

Sem contar que tem uma coisa que vcs não estão se ligando. Preços dos jogos. App Store (Apple), por exemplo, os jogos variam entre 1 a 9 dólares. Jogos para PS3, você paga de 100 a 250 reais.

Sério, não vale a pena ter console com preços absurdos. Você gasta 2000 reais num celular FODA e ganha nos jogos que te divertem mais que alguns jogos de console.

Veja Battlefield pra smartphone, a qualidade gráfica é gigante! Real Racing 3. Asphalt 7, Fifa 13.

Essa "guerra" é das boas, hein? :P
Ezequiel Gervasio Gouveia
A gravação ficou ruim por causa do app usado ...
Mas isso aqui é um joguinho casual?
Wild Blood UE3
https://www.youtube.com/watch?v=4Nlh8xPLIlY
Rodrigo Fante
Só para isso não, mas também para isso, sim.
Ezequiel Gervasio Gouveia
As pessoas pagam mais de 2,000 apenas para fazer ligações...Imagine para joguinhos causai,como vc diz....
Eu mesmo não gosto de consoles/PC para jogar...Nos smartphone é legal e principalmente para passar o tempo em qualquer lugar que esteja, completamente diferente do PC/Console...
WILD BLOOD,entre outros,são ótimos e usa a UE..Poderia ter melhores gráficosmas não iria rodar em todos os smartphones..Perderiam dinheiro.
Wild Blood é incrível
TaylerPadilha
É verdade, uma pena. Até porque, faz muito sentido investir num aparelhinho de R$ 2.000 para rodar joguinhos casuais, certo? (^.^)
Ezequiel Gervasio Gouveia
UE4 nos smartphones somente daqui uns 5 anos,né?
Triste...