Início » Internet » Mozilla faz parceria com Samsung para criar novo motor de renderização Servo

Mozilla faz parceria com Samsung para criar novo motor de renderização Servo

Por
6 anos atrás

Não foi só o Google que decidiu seguir em uma direção diferente com o Chrome. Pouco antes da empresa anunciar a mudança da engine Webkit no Chrome para sua recém-criada Blink, a Mozilla anunciou uma parceria com a Samsung para desenvolver algo parecido. As empresas criaram um novo motor de renderização especialmente para Androids.

Servo na vida real: um simples atuador giratório. | Crédito: Wikimedia.

Servo na vida real: um simples atuador giratório. | Crédito: Wikimedia.

O motor se chama Servo e foi criada baseada na linguagem de programação Rust, também desenvolvida pela dupla de empresas em conjunto com vários programadores. A linguagem está em desenvolvimento há alguns anos e seu principal trunfo, segundo a Mozilla, é a segurança: por ser ‘segura por padrão’, a empresa diz que “erros de gerenciamento de memória que podem levar a vulnerabilidades ou travamentos são prevenidos”. Além disso, a Rust também foi criada para aproveitar ao máximo o potencial do hardware de novos celulares, que estão ficando cada vez mais poderosos. Especificamente aqueles com processadores de arquitetura ARM.

Apesar do anúncio citar que o Servo será implementado em dispositivos Android, nada impede que o motor seja implementado no navegador Firefox. Atualmente na sua versão 20, ele ainda usa um motor chamado Gecko.

Curiosamente, no post do blog oficial em que anuncia a nova engine, a Mozilla sequer menciona o nome Firefox. O navegador já tem uma versão para Android há algum tempo e seria natural que o Servo fosse integrado nele. Mas nada impede a Samsung de implementar a engine no seu próprio navegador e deixar o Firefox de lado.

De qualquer maneira, o Google não vai gostar muito da mudança. Mas como a gigante da web está focando em desenvolver o Chrome (atual navegador padrão do Android), a Samsung não tinha escolha senão adotar um navegador mais novo ou criar o seu próprio. E como diria um certo CEO, você não chega a 500 milhões de amigos (ou, no caso, aparelhos vendidos) sem fazer alguns inimigos.

Mais sobre: , , , ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.