Início » Internet » Mozilla faz parceria com Samsung para criar novo motor de renderização Servo

Mozilla faz parceria com Samsung para criar novo motor de renderização Servo

Avatar Por

Não foi só o Google que decidiu seguir em uma direção diferente com o Chrome. Pouco antes da empresa anunciar a mudança da engine Webkit no Chrome para sua recém-criada Blink, a Mozilla anunciou uma parceria com a Samsung para desenvolver algo parecido. As empresas criaram um novo motor de renderização especialmente para Androids.

Servo na vida real: um simples atuador giratório. | Crédito: Wikimedia.

Servo na vida real: um simples atuador giratório. | Crédito: Wikimedia.

O motor se chama Servo e foi criada baseada na linguagem de programação Rust, também desenvolvida pela dupla de empresas em conjunto com vários programadores. A linguagem está em desenvolvimento há alguns anos e seu principal trunfo, segundo a Mozilla, é a segurança: por ser 'segura por padrão', a empresa diz que "erros de gerenciamento de memória que podem levar a vulnerabilidades ou travamentos são prevenidos". Além disso, a Rust também foi criada para aproveitar ao máximo o potencial do hardware de novos celulares, que estão ficando cada vez mais poderosos. Especificamente aqueles com processadores de arquitetura ARM.

Apesar do anúncio citar que o Servo será implementado em dispositivos Android, nada impede que o motor seja implementado no navegador Firefox. Atualmente na sua versão 20, ele ainda usa um motor chamado Gecko.

Curiosamente, no post do blog oficial em que anuncia a nova engine, a Mozilla sequer menciona o nome Firefox. O navegador já tem uma versão para Android há algum tempo e seria natural que o Servo fosse integrado nele. Mas nada impede a Samsung de implementar a engine no seu próprio navegador e deixar o Firefox de lado.

De qualquer maneira, o Google não vai gostar muito da mudança. Mas como a gigante da web está focando em desenvolver o Chrome (atual navegador padrão do Android), a Samsung não tinha escolha senão adotar um navegador mais novo ou criar o seu próprio. E como diria um certo CEO, você não chega a 500 milhões de amigos (ou, no caso, aparelhos vendidos) sem fazer alguns inimigos.

Mais sobre: , , , ,

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Jean Carlos Souza
Mas o fire fox tem se saído melhor que o chrome no quesito "gasto de memória".
Lidiane Coelho
seria uma boa

Olá pessoal, descobri uma forma muito interessante de Ganhar Dinheiro na Internet postando anúncios no seu Facebook! Para maiores detalhes acesse: www.webgd.net/4427
Thanara Corrêa
Seria isso uma tentativa de introduzir o Mozilla em smartphones Samsung já de fabrica?
Bruno Rodrigues
é esperar para ver como todas essas mudanças iram se comportar para nós
Jéferson Guimarães
Hmm, será que isso estará presente no Firefox OS também?
goo_dsd
O Gecko tem sua qualidades no navegador, a única coisa que me incomoda e o uso excessivo de RAM do Firefox de PC, espero que o novo motor ajude neste quesito. assim não necessitando do plugin de Flash.
Vitor
De qualquer geito seria mesmo um subordinado ao navegador, assim como todo motor de renderização é...
Felipe Rodrigues
"Servo na vida real: um simples atuador giratório."
Ou um subordinado, Homem sujeito a um senhor. haha
(Fonte: Dicionarioweb)
Vitor
Acho que o Gecko jamais será substituido. É o melhor motor de renderização atualmente, porque mudá-lo?
Rafael Silva
O atual navegador padrão do Android é o Chrome. Como a Samsung planeja se desviar do Android no futuro, com o Tizen, é melhor ter preparado uma alternativa para quando a transição acontecer, IMHO.
Gabriel
Faz sentido esse projeto, acredito que os navegadores podem aproveitar melhor os processadores de arquitetura ARM. Vide o Razr i que acaba se destacando nos benchmarks de navegação devido a arquitetura similar aos desktops, mesmo sendo menos poderoso que os concorrentes.
RamonGonz
De qualquer maneira, o Google não vai gostar muito da mudança. Mas como a gigante da web está focando em desenvolver o Chrome (atual navegador padrão do Android), a Samsung não tinha escolha senão adotar um navegador mais novo ou criar o seu próprio.

Não entendi essa parte, acho que perdi alguma coisa. Porque a Samsung precisa criar um navegador proprio?