A “plataforma de petróleo em chamas” chamada Nokia (segundo o próprio CEO Stephen Elop), diretamente das terras frias da Finlândia, continua em apuros para distribuir os celulares e smartphones pelo mundo. O mais recente relatório de resultados financeiros mostra que a fabricante voltou a perder em número de vendas de aparelhos, apesar de ter conseguido aumentar as vendas da linha Lumia.

Primeiro, vamos ao volume de telefones que a empresa reportou nesta semana.

nokia_volume

Dá para ver claramente que os smartphones estagnaram entre setembro do ano passado e março deste ano. A categoria de não-smartphones também apresenta uma situação ruim: ela despencou em março. Analistas dizem que este trimestre tradicionalmente não apresenta fortes vendas, já que não tem nenhuma data comemorativa significante. Sem falar que muita gente ainda está se recuperando das compras feitas nas festas de fim de ano.

Veja agora o gráfico de distribuição de celulares pelo mundo (em milhões de unidades).

nokia_distribuicao

Repare que o Symbian praticamente morreu em termos de importância no volume de celulares distribuídos pela Nokia. O feixe azul é quase imperceptível. A linha Asha, que apresentou avanços de setembro de 2012 para dezembro do mesmo ano, começou a encolher. Enquanto isso, a linha Lumia cresceu. Ponto para o Windows Phone e possivelmente ponto para os novos modelos de celulares mais em conta que a Nokia começou a vender desde o fim do ano passado. O Lumia 520, por exemplo, custa 599 reais aqui no país.

Neste momento, as ações da Nokia na bolsa de Nova York caem mais de 10%.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

brainiac marco
Só se largar o WP8 que por sinal é um remendão
brainiac marco
MS comprar e obrigar a usar o WP8 foi um tiro no pé! Android é muito melhor
Cristiano Dias de Sá
Alexandre, mercado não diz qual produto é melhor. Tem muito mais coisas q fazem um produto ser bem vendido do q a qualidade do mesmo. Estude um pouco antes de escrever bobagem.
Cristiano Dias de Sá
Alexandre, mercado não diz qual produto é melhor. Tem muito mais coisas q fazem um produto ser bem vendido do q a qualidade do mesmo.
Roberto Paes
A Nokia pode até cobrar caro em alguns modelos, mas ela baixa o preço dos dela, coisa que a Samsung e Apple não fazem, e os trouxas pagam 1,600 reais em um tel com mais de 2 anos de vida.
Fer
O fato da Samsung ser a maior fabricante, mostra que é!
Luandersonn
Não acompanha o Google e Apple mas estão melhorando sim. Tanto é, que está ajudando a Nokia. Apesar do artigo está com ar de negatividade, a tendencia que ela vem apresentando é melhorar.
Guilherme Macedo C.
Mobile há tempos vem ganhando investimentos estratosférico da Microsoft e nunca decolou. Os números são decepcionantes para o investimento aplicado e as parcerias feitas. Espero que a coisa melhore. Ninguém quer ver somente Google e Apple por aí.
Alexandre Ribeiro
Se fabricasse celulares decentes, não estaria nesta situação... O mercado não é burro.
Alexandre Ribeiro
Sim, Windows Phone falido, depois de dois anos de mercado, menos de 2% de market share...
Alexandre Ribeiro
Desculpa, mas não é o que diz o mercado...
Luandersonn
Não, não é. É questão de investimento. A Microsoft investe mais onde da lucro ou onde é mercado chave para ela. O Mobile só agora está recebendo altos investimentos, e agora que o Windows Phone vai começar a ganhar mercado. Só agora a Nokia está pegando o tranco. Não se preocupe, logo logo eles vão começar a ganhar mercado.
Guilherme Macedo C.
Não, não estou brincando.
Guilherme Macedo C.
A Microsoft do mercado móvel é a mesma Microsoft de sempre, ou seja, tem poder econômico e força política suficiente pra ser dominante em qualquer mercado. Isso resume bem o fracasso que está sendo o Windows Phone, que entrou há praticamente 3 anos no mercado, com parcerias fortíssimas, mas não deslanchou, ficando atrás até mesmo do Bada.
Luandersonn
Isso ajuda, mas não é a única razão, é uma bola de neve. E a Motorola tá mais pra lá do que pra cá, a diferença é que o Google tá absorvendo os prejuízos.
Exibir mais comentários