Início » Aplicativos e Software » Waze, o app de trânsito que está sendo disputado entre Facebook e Google

Waze, o app de trânsito que está sendo disputado entre Facebook e Google

Aprenda a usar o app de mapas que te ajuda a (tentar) desviar do trânsito

Avatar Por

Criado como um sistema de mapas social, o Waze ganhou as manchetes do noticiário de tecnologia nas últimas semanas. Rumores sugeriam que o Facebook estaria interessado na aquisição da empresa, que tem base em Israel, por “míseros” US$ 1 bilhão – seriam mais dados sobre o seu trajeto para Mark Zuckerberg vender aos anunciantes da rede social.

No entanto, o Google, que já possui sua própria solução de mapas, o Google Maps, obviamente não ia dar essa brecha, e especula-se que o gigante das buscas também tenha feito a sua proposta de aquisição do Waze na mesma casa do bilhão de Obamas.

Enquanto os dois titãs da internet disputam o Waze entre si, o que interessa mesmo para o consumidor final – sim, você mesmo! – é que o Waze pode ajudar a economizar preciosos minutos nos trajetos do dia a dia, em especial se você morar em cidades com trânsito complicado como São Paulo.

Saiba onde está parado, de acordo com quem está dirigindo

O Waze aposta no mesmo conceito que muitas rádios usam ainda hoje: botar fé na informação de quem está na estrada. Quando ativado, o app passa a percorrer os trechos nos quais você circula. Acompanhando a movimentação de diversos Wazers, é possível determinar automaticamente qual é a velocidade média de uma pista, dado que é mostrado na tela em casos de lentidão. Quando o tráfego está intenso, a rua se torna laranja e, quando a velocidade de locomoção é muito baixa, ela aparece em vermelho.

Balõezinhos também informam a velocidade média da pista – ao fazer uma rota, o próprio Waze já se encarrega de evitar as vias congestionadas, e ao perceber que a velocidade está baixa, o motorista pode já se programar pra sair mais cedo, mais tarde, ou dar aquela calibrada na paciência pra colocar o pé na estrada 😉

waze-telas-velocidade

A velocidade média da pista é detectada automaticamente, e se transforma em informação visual no mapa – pistas em amarelo tem trânsito lento, quando a via estiver vermelha, a coisa está tensa

Via parada, acidente na pista, polícia a vista e outros alertas

Além da importante informação sobre velocidade da pista, que permite que o Waze crie rotas inteligentes que desviam das vias engarrafadas, o aplicativo ainda ajuda o usuário a alertar outros motoristas sobre diversos detalhes do trajeto.

Em uma via congestionada, dá pra dizer se o tráfego é moderado, intenso ou completamente parado, além de adicionar ‘justificativas’, sinalizando quando houve acidente (casos em que o congestionamento tende a ser alongado, dependendo da extensão do estrago), quando existe policiamento na rua, entre outros alertas – nos dias de chuva, por exemplo, há quem sinalize onde a situação da pista oferece risco de aquaplanagem.

Quando usei o Waze em uma viagem pela Flórida, um engarrafamento em uma das rodovias foi sinalizado várias vezes pelos Wazers, com direito a fotos do acidente, dica de em qual pista ele havia ocorrido (assim dá pra desviar desde lá detrás) e sugestões  de como pegar rotas alternativas.

waze-telas-alerta-policia-transito

Com foco no social, o Waze permite que os usuários reportem situações das ruas, como policiamento trânsito intenso, acidente ou policiamento presente

Diferentes trajetos para a mesma localidade: um artifício de fuga do trânsito

O bacana de ter o Waze como companheiro do trânsito diário é poder gravar os locais que você mais frequenta e encontrar caminhos diferentes e desvios de situações complicadas.

O padrão é salvar o endereço de casa e do trabalho, mas dá também pra favoritar a academia, aquele barzinho bacana e até a casa da mãe, o que facilita bastante na hora de pedir para o Waze fazer um trajeto pra você. Basta recuperar o favorito na lista e o app mostra quais as rotas disponíveis, quais delas possuem pontos de parada, qual é a mais curta, a mais veloz e a hora estimada da chegada.

telas-waze-rotas

Dá pra guardar a sua casa e o local de trabalho como favoritos e também conferir a situação da sua rota

Pra quem vive na rua e acessa informações de trajeto via conexão de dados do celular, é bom ficar atento – no 3G, o Waze costuma limitar as buscas a locais próximos de onde você está, o que não é nada bacana quando você quer sair de São José dos Campos e ir até a Avenida Paulista em São Paulo e ele te manda para outra de mesmo nome no interior.

Nesses casos, vale gravar os destinos frequentes quando se está no local (favoritar o trabalho quando estiver no expediente, ou aproveitar aquela visita que você fez na casa dos seus pais para guardar o endereço no app) ou então apostar na conexão Wi-Fi para configurar a sua rota. De qualquer maneira, a busca por endereços conta com uma mãozinha de serviços como o Google, Foursquare, Bing e dos contatos gravados no seu telefone. O Waze integra os resultados da busca entre todas essas possibilidades, tornando mais simples a pesquisa por estabelecimentos que já estejam mapeados por alguma dessas opções.

Waze: busca integrada com Foursquare, Bing, Google Maps e seus contatos do telefone

Busca integrada com Foursquare, Bing, Google Maps e seus contatos do telefone

Gamification, o mapa transformado em uma evolução Pokémon

Além de desviar dos trechos complicados e achar rotas mais eficientes para os trajetos que precisa fazer, o aplicativo também é um jeito de esnobar seus coleguinhas que não são tão “rodados” assim.

Isso porque ele também tem a sua porção de gamification, que dá pontos para quem utilizar com frequência e ajudar os coleguinhas. Toda ação no Waze gera pontos para o usuário, desde dizer o preço da gasolina em um posto do caminho a avisar sobre ocorrências na estrada. Até mesmo os quilômetros percorridos acumulam pontos: a cada milha, o Wazer ganha 5 pontos, o equivalente a 3,2 pontos por km, que ajudam seu avatar newbie a crescer e ganhar acessórios.

Os novatos são mostrados como Bebês Waze, um avatarzinho com uma chupeta, e ficam assim até percorrerem pelo menos 160 km. Depois disso, vão evoluindo, igual um Pokémon, para Wazes Crescidinhos, que podem escolher um avatar que simboliza o humor do dia. O próximo passo são Guerreiros Waze, que ganham um escudo, seguindo para Cavaleiros Waze, que trocam o escudo por uma espadinha. Por último, Realeza Waze, quando ganham uma coroa, zeram o gamification e fazem o dia dos inimigos mais difícil.

waze-baby-warrior-knight-royalty

Bebê, Crescidinho, Guerreiro, Cavaleiro e Realeza – a evolução Pokémon no Waze

Ministério do Bom Senso adverte: preste atenção na estrada!

O Waze ajuda sim a melhorar bastante a sua relação com o trânsito e com o trajeto que você precisa fazer naquele dia, mas é sempre bom lembrar que é preciso ter bom senso e lembrar que o mais importante é prestar atenção na estrada e ficar atento à sinalização, à velocidade da pista e manter as mãos no volante.

Waze: direções em PT-BR

Ative a ‘Raquel’ e deixe que ela te diga por onde guiar o carro

Uma das principais críticas ao aplicativo é que seria necessário ter um copiloto na viagem pra fazer uso de grande parte das funcionalidades, além de ser um tanto complicado ficar reportando ocorrências na estrada enquanto se está dirigindo – o Waze tem uma ânsia por convidar o usuário a confirmar se naquele cruzamento existe um semáforo, se o radar estava mesmo ali ou se mudou de lugar, entre outras informações.

No entanto, as janelinhas somem sozinhas se você não fizer nada; então por favor, não faça.  A não ser que você esteja parado em um trânsito do mal, aí você pode até ajudar os outros Wazers avisando da condição do engarrafamento no local, talvez até mandar uma foto se houver como. Mas lembre-se sempre que a prioridade é manter-se a salvo e dirigir com prudência.

Uma ideia bacana é ativar a navegação por voz e configurar para que ela seja feita em português, assim você pode simplesmente deixar o celular no painel do carro e acompanhar as instruções como se ouvisse rádio. Ou, quem sabe, adquirir um suporte pra prender seu smartphone no painel ou na saída de ar e transformar o Waze no seu GPS social.

Quem gostar da ideia pode baixar o Waze gratuitamente na App Store ou na Google Play, ou então acessar o mapa em tempo real através da web.

Independentemente de qual titã da tecnologia adquirir (ou não) o Waze, a minha torcida é pra que ele continue aí, ajudando a diminuir o tempo gasto no trânsito e evitando o stress antes de sair de casa 🙂

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

bluealma
No Brasil é tudo muito, então o app é de vital importancia para os brasileiros, seja para evitar congestionamentos ou blitz de lei seca. É um verdadeiro absurdo uma peessoa que tenha bebido um pouco e estar totalmente consciente de seus atos ser penalizado com um rigor indevido e arbitrário. Tudo deve ter bom senso, coisa que falta em nossas leis abusivas e muitas vezes absurda.
Alexandre Guimarães
Funcina no Windows Phone
Celso Yoshio Hashimoto
Testei ele esses dias voltando pra casa e tinha um carro parado trocando o pneu na raposo tavares. Quando olhei o Waze, já tinha uma sinalização avisando sobre o imprevisto! Achei muito funcional :)
Guilherme macedo
Eu não sou a favor dos avisos de blitz e tal, mas pelo menos aqui em Salvador, parece que os policiais que fazem blitz estão sempre de mal com a vida e querem descontar em quem eles estão revistando. Eu tento sempre evitar blitz mais por ter medo de apanhar de graça do quer por qualquer outra coisa. Vários amigos meus já tomaram sapeca por nada em blitz.
jovistyle.1
Se o Google comprar vai matar o serviço e integrá-lo ao Google Maps e ai o Windows Phone fica sim..
André Felício
Esqueci de informar que o link para o "mapa em tempo real através da web" está errado. Para o Brasil o link é http://world.waze.com/livemap/ :)
André Felício
O alerta de polícia é como qualquer outro, serve para identificar o motivo do engarrafamento.
André Noia
E o utilizo bastante e não acho correto reportar blitz e policiais visíveis no trajeto. Até comentei com um amigo que esse tipo de informação deveria ser suprimida do menu. Porém, pouco adiantaria, pois as pessoas continuariam a avisar, mas utilizariam outros marcadores, como o de trânsito e acidentes, uma vez que você pode escrever uma descrição nesses avisos.
Jorge Henrique
Já tá fechado, nem se o Google comprasse ;P
olavogasp
Juro que, quando li sobre o app, não me passou pela cabeça o lance da POLÍCIA! Soh no Brasil msm essa mente sempre querendo dar um jeitinho!
Fer
Oops... Vergonha level plus... Isso que dá reescrever um comentário e não revisá-lo... XP
williandias
Sempre que vou para o trabalho de carro aqui em São Paulo o Waze se torna meu co-piloto. Sempre me salvando do transito, fazendo 26Km sentido centro em 45 ou 50min. Só pra se ter um parâmetro de ônibus o trajeto de 23km leva 1h 45min.
Raphael Rios Chaia
OH SHI--
Cesar
Não precisaria nem a polícia fazer isto, basta o condutor ter bom senso, saber que ao avisar à todos que ali existe uma blitz ou policial pode prejudicar à ele mesmo, pois um dia o carro dele pode ser roubado e o ladrão escapar da blitz por alguém ter sinalizado (ou algo pior do que roubo). Falta é respeito das pessoas, se é proibido beber e dirigir, use táxi, peça à um familiar, amigo levar e/ou buscar, tudo há um jeito correto de se fazer. Particularmente não dou sinal de luz e muito menos aviso no waze que há alguma blitz, pois acho que isso é errado (além de dar multa). Acho que cada um pode fazer a sua parte, não ser egoísta e sim, pensar nos outros. Fora isso acho que blitz deveria existir todos os dias, em pontos diferentes, pois isto só melhora a nossa segurança no trânsito. Voltando ao APP, acho muito interessante e uso ele (já me tirou do trânsito intenso várias vezes), só que depende de mais pessoas utilizarem ele para não ser simplesmente um GPS, quando mais usuários melhor pra todos.
Eduardo Duccigne
São Paulo, chuva, hora do rush. Num caminho em que geralmente levaria 1h/1h30, com o Waze levei apenas 18 minutos.
Exibir mais comentários