Início » Computador » Mercado global de PCs segue ladeira abaixo

Mercado global de PCs segue ladeira abaixo

Avatar Por
6 anos atrás

Não está sendo fácil. Não para a indústria de computadores pessoais. No segundo trimestre deste ano, a queda no número de aparelhos distribuídos em todo o globo caiu 10,9% em relação ao mesmo período do ano passado. O número é de um levantamento da empresa de consultoria Gartner, uma das mais tradicionais do mercado.

Ainda de acordo com a Gartner, a indústria de PCs já passa "pelo declínio mais longo da história", conforme foi afirmado à BBC News.

Foram vendidos 76 milhões de computadores de abril a junho deste ano. O número inclui todos os tipos de PCs: desktops, notebooks, ultrabooks, ultrafinos, netbook, all-in-one e quaisquer novas subcategorias que tenham aparecido em anos recentes. A queda foi de 10,9% em número de aparelhos distribuídos, como eu disse. Fora isso, nenhum grande fabricante se safou da crise: todos apresentaram reduções no número de PCs vendidos. Em alguns casos, a queda foi superior a 20% na comparação com o segundo trimestre do ano passado!

lenovo-hq

A líder em vendas é a chinesa Lenovo, que possui uma sede em Pequim e outra nos Estados Unidos. Os chineses venderam no período 12,7 milhões de máquinas. Houve ligeira queda de 0,6% em relação ao ano passado. Não obstante, a Lenovo também levou a melhor perante a…

HP, segunda colocada da lista, mas que encabeçava as vendas de computadores no segundo trimestre de 2012. A empresa genuinamente estadunidense distribuiu 12,4 milhões de máquinas. A variação foi de -4,8% em relação ao ano passado.

A Dell tem passado por maus bocados no tocante aos negócios, mas continua vendendo muita máquina: 8,9 milhões de abril a junho no mundo inteiro. Ela voltou ao terceiro lugar no ranking da indústria.

gartner-vendas-pcs

Ainda no top 5, agora aparecem as duas mais azaradas. A Acer distribuiu 6,3 milhões de desktops, notebooks e afins no segundo trimestre. Queda brutal de 35,3% na comparação com o mesmo período do ano passado. E pensar que a Acer já esteve próximo do topo da lista… No momento a situação não parece muito boa. E por fim, a Asus teve 4,6 milhões de máquinas distribuídas pelo planeta. Também com queda: 20,5%.

Qual é o motivo de tamanhas perdas? Você sabe, eu também, mas nas palavras da Gartner: os tablets! Em especial aqueles de baixo custo – normalmente também de baixa qualidade e baixo desempenho – ofertados em países de economia emergente. Tipo o nosso Brasil, sabe? Aquele tablet à venda na Santa Ifigênia, com sistema Android da década passada, possivelmente canibaliza a venda dos PCs.

De acordo com Mikako Kitagawa, analista na empresa de consultoria, os tablets de baixo custo atrapalham as vendas em mercados desenvolvidos também. Mas veja só, a Lenovo e a Dell tiveram crescimento em termos de máquinas vendidas na América.

Aí você me pergunta: cadê a Apple? A responsável pelos Macs não aparece na lista de top 5 mundial. Eles estão na rubrica "outros", que soma os demais fabricantes detentores de 40,8% do mercado. Nos Estados Unidos, terra de Steve Jobs, a Apple se sai melhor: é a terceira maior fabricante, com 1,7 milhão de PCs vendidos (Tim Cook me esganaria se visse meu uso da palavra "PC" associada à Apple), com queda de 4,3% em relação ao ano passado.

Mais sobre: , , , , , , ,