Início » Internet » Feedly terá versão paga por 5 dólares ao mês

Feedly terá versão paga por 5 dólares ao mês

Paulo Higa Por

Após o anúncio da morte do Google Reader, leitores de RSS alternativos ganharam muitos usuários e precisaram melhorar sua infraestrutura para dar conta da demanda. Mas e o dinheiro para alugar mais servidores? O Feedly parece ter encontrado uma solução para fechar no azul: o serviço passará a oferecer uma versão paga, chamada Feedly Pro, ao custo de 5 dólares por mês.

De acordo com o Feedly, o dinheiro obtido com a versão Pro servirá para financiar os servidores e desenvolvedores, que estão trabalhando em novas funcionalidades. A versão gratuita continuará existindo: ela ainda ganhará mais recursos no futuro, e o Feedly Pro permitirá que o negócio se mantenha sustentável.

feedly-pro

E o que você ganha ao assinar o Feedly Pro? Por enquanto, a empresa promete suporte prioritário, integração com o Evernote, conexão segura (HTTPS) e busca por artigos, uma funcionalidade bastante esperada pelos usuários. Os assinantes receberão novidades regularmente e poderão votar nos recursos que mais desejam.

Você poderá fazer o upgrade para o Feedly Pro nesta página. Ele custará 5 dólares por mês ou 45 dólares por ano, e estará disponível para todos ainda neste semestre. Quem quiser pode pagar 99 dólares e obter uma assinatura vitalícia, além de acesso antecipado – mas isso vale apenas para os 5.000 primeiros usuários que fizerem a migração.

Com informações: Engadget.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Tiago M. Torres
Eu utilizo o app do Feedly sem problemas no meu Galaxy S3 e no meu iPad. Em ambos, o aplicativo é bem estável e não perde em nada para versão web.
Daniel Neves
Eu gosto do serviço mas acho que o que eles ofereceram para quem é Pro meio básico demais.
André Noia
Pois é. Cinco dólares mensais, como disseram aí, é bastante pra quem não ganha em dólar. Eu até pensei em assinar, pois gostei demais do serviço.
Thássius Veloso
Flipboard com anúncios? Não estou sabendo disso. Vou ficar mais atento a este pequeno detalhe. Sabe como é, em anos nessa indústria, acaba-se desenvolvendo a chamada cegueira para propaganda. Mas olha, quando eu disse que o Reeder havia me custado em torno de 5 dólares, estava comparando com os 5 dólares mensais do Feedly. Realmente, se for considerar a "assinatura vitalícia", sai muito mais barato! Não tinha feito essa conexão.
Diogo Ramos Gutierre
Então você pagou 5% do preço que o feedly esta pedindo. Não é um valor que te faria pensar "nossa é muito dinheiro"? Eu acho que preferiria ver anúncios. O flipboard agora tem uns anúncios não tem? Só passei a usar o feedly mais que o flipboard devido a versão online. Até porque fui assaltado e estou sem celular e só tenho usado a versão pelo navegador.
Paulo Zanatta
QuiteRSS, aqui vou eu. :(
Thássius Veloso
A diferença é que Twitter e Facebook utilizam anúncios. É daí que pagam as contas. Você acharia bacana ver propaganda na interface do seu agregador de conteúdo? Vale lembrar que o Google sequer tentou essa abordagem no Reader. Simplesmente desativou o serviço. Eu gosto muito do Reeder no Mac e no iPad. Ele me custou algo em torno de 5 dólares (cada versão) por uma licença definitiva. Penso que meu dinheiro foi mais bem gasto dessa forma, se comparado ao Feedly Pro.
Diogo Ramos Gutierre
Se o feedly estiver precisando de dinheiro, acho estremamente válido. Não gostaria de ver mais um serviço morrer pela falta de recurso. Contudo vejamos, o que é o feedly? Um Serviço de RSS. Ele é bom, mas é apenas isso. O preço de 5 dólares ao mês é razoável, não assustador mas ao comparado a outros serviços fica meio duvidoso. E quando você olha o valor de 100 dólares pelo "uso vitalício" você pensa, "peraí isso é o preço de licença de muitos softwares". Se você parar para pensar facebook, twitter e outros serviços são muito maiores que o feedly e não precisam criar um sistema pro. Sim, o sistema grátis continuará. Mas olhando outros que fazem a mesma coisa, tipo o vimeo. É um baita sistema, muito bom. Mas a conta grátis perde muitos recursos nesta tentativa de trazer o usuário pro sistema pago. O feedly não vai ser diferente, com certeza o uso free vai se tornar cada vez mais limitado, senão ninguém vai fazer questão de pagar.
Thássius Veloso
Estando muitas vezes do outro lado da indústria – do que oferece coisas de forma gratuita, numa tentativa de ganhar dinheiro –, meu pensamento é um tanto diferente. "Não achei legal." Mas por quê? Essa decisão de lançar uma plataforma premium não interfere em nada os recursos que você já têm atualmente no Feedly. Nada muda. Eu achei muito legal! Mostra que eles estão interessados em desenvolver novos recursos, talvez mais complexos, mas que isso demanda investimentos. Não existe almoço grátis. Particularmente, eu uso o Feedly diariamente, entre outros serviços de agregação de conteúdo. Penso que, para meu uso, vão vale a pena desembolsar 5 dólares mensais pelos recursos que eles estão oferecendo inicialmente. Vejo a iniciativa com muito bons olhos. Agora é acompanhar para ver se algo vai mudar no tratamento que eles dão aos usuários do free.
reszko
O reader que mais achei parecido com o do Google é o http://goread.io. É de um ex-funcionário do google que trabalhava no próprio reader. Testem lá, é muito bom!
Luis Henrique Martins
Um dia vai surgir um app que busca de artigos que seja bom como o feedly e gratuito e eles param de palhaçada
Diogo Ramos Gutierre
Gosto muito do feedly, eu o uso diáriamente. Hoje de manhã quando vi o banner superior escrito "torne-se pro" eu quase soltei um "nooo" do Darth Vader. Enfim, é a vida. Não achei legal. Não sei se para um simples leitor de rss precisa de tantos recursos em hardware. Eu lembro de ter visto que eles estão muito bem, não de estar necessitando dinheiro. Me pareceu mais um "agora que todos estão usando e adorando, que tal nos dar uma graninha?". Eu sei, a versão gratuita ainda continua. Mas talvez não por muito tempo, talvez não funcione mais tão bem e coisas do tipo.
Elton Alves Do Nascimento
Espero que a existência da paga dê a eles ânimo (leia-se dinheiro) para continuar melhorando também a versão gratuita, como é a ideia. Por exemplo, poderiam melhorar em muito o app do Android, pois atualmente uso o app gReader ligado à API do Feedly, já que o app do Feedly mesmo é bastante ruim, só a versão web é rápida.
Marcos Brunelli
Além de caro tem muito a melhorar (Saudade do Google Reader)
Eric Cerqueira
Acho justo uma versão paga, mas apenas 1 vez, o feedly deveria encontrar outro modelo de negócios para gerar renda. Tomara que não tenha grandes limitações =/
Exibir mais comentários