Início » Jogos » Criador do Oculus Rift acredita que em breve teremos uma realidade virtual “nível Matrix”

Criador do Oculus Rift acredita que em breve teremos uma realidade virtual “nível Matrix”

Avatar Por

Em entrevista ao site Eurogamer, Palmer Luckey, criador do promissor e semi-mágico Oculus Rift, disse que o periférico está apto a alcançar em breve um “nível Matrix” em termos de virtualidade aumentada: “A tecnologia [de realidade virtual] hoje ainda é muito crua, mas está avançando rapidamente. Eu acho que em poucos anos, talvez poucas décadas, dependendo de quão sortudos nós formos, nós estaremos aptos a conseguir um nível Matrix de realidade virtual.”

Será que dá para desviar de tiros nos games assim?

Será que dá para desviar de tiros nos games assim?

O headset, que até o momento se encontra em fase beta e está disponível apenas para desenvolvedores, suporta aplicativos e jogos baseados em Android. O fato do sistema operacional do Google ter sido o único aceito pelo aparelho foi explicado por Luckey: “Android não é necessariamente ‘a próxima plataforma’, é só onde estamos trabalhando por enquanto. A razão pela qual escolhemos o Android foi porque, bem, quais são as outras opções? Temos o iOS, em que nada pode penetrar seus sistemas, e o Windows Phone, onde não se encontra muita coisa. Nós adoraríamos dar suporte a eles, mas não há muito para onde olhar – nós sabemos que pode funcionar, mas a parte de negócios não está lá.”

Durante a Gamescom e o GDC Europe, a empresa anunciou o Oculus Share, uma plataforma que reúne os experimentos feitos até agora com o aparelho. Os jogos e aplicativos mostram as várias facetas para o uso do dispositivo, provando que ele não apenas servirá para jogos em primeira pessoa. Luckey mostrou o TelepaFIFA, em que o jogador controla os jogadores de futebol em campo do ponto de vista da arquibancada.

oculus

Na entrevista também foi falado sobre levar o aparelho aos consoles da próxima geração. Aparentemente, já existe uma conversa entre os desenvolvedores do Oculus Rift e as gigantes Sony e Microsoft, embora nada ainda tenha sido confirmado. “Eles estão um pouco ocupados. Nós conversamos, mas eles estão tentando lançar seus novos consoles. É uma possibilidade – e funcionaria. É a mesma coisa que com o iOS”, disse Laird Malamed, chefe de operações da empresa.

A inclusão do periférico nos consoles domésticos seria fácil, de acordo com o ponto de vista de Malamed. Para conectar os aparelhos, bastaria uma entrada HDMI – o que tanto PlayStation 4 quanto Xbox One possuirão. Isso se as próprias companhias não estiverem trabalhando em seus próprios dispositivos de realidade virtual: “Elas são grandes companhias, com muitos recursos. Para nós, seria bom. Com John Carmack (ex-desenvolvedor de jogos da id Software, responsável por Wolfenstein 3D e Doom) chegando como nosso chefe de tecnologias, nós tivemos uma boa campanha no Kickstarter. Eles continuam sendo bons apoiadores, mas nós ainda somos apenas uma startup”, declarou o CEO.

Com pouquíssima pretensão, o Oculus Rift já vendeu 20 mil unidades para desenvolvedores, desde o começo do ano, a US$ 300 cada. Você pode tentar adquirir um aqui.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Mirella Capuzzo

Ainda não conhece a Casa Mais 360 ? Agência pioneira de filmagens em vídeos 360 graus.
Acesse o site e saiba mais.

http://www.casamais360.com.br/

Mirella Capuzzo
Ainda não conhece a Casa Mais 360 ? Agência pioneira de filmagens em vídeos 360 graus. Acesse o site e saiba mais. http://www.casamais360.com.br/
Maurício Rodrigues
Que venha Sword Art Online :P
Giovana Penatti
confirmando: eu testei ele na E3 e dá para descrever o uso bem desse jeito que vc falou... é como se você colocasse um óculos de natação que te transportasse para outro mundo.
Bestknighter
Cara, vc já usou o Rift alguma vez? Há relatos que o FOV dele é quase igual ao campo de visão normal de uma pessoa (se não for igual. Galera do Tecnoblog, quem usou, favor dizer aqui a veracidade deste fato). Além do fato de que a latência entre o seu movimento e a realização dele no ambiente virtual é muito baixa. Seria quase como vc colocar um óculos de mergulho estilo Snorkel que magicamente te teletransporta para um mundo virtual de baixa latência (onde a vida real teria latência nula). Ele não é uma telinha que fica na sua frente não. Assista os vídeos que tem no site deles, principalmente os que explicam como funciona e os conceitos...
TaylerPadilha
wat?! Tu não manja dos OR, falousz!
Luiz Ricardo Silveira
Eu não consigo gostar disso... Acho que se fosse para usar um "óculos" com um FOV tão limitado, continuo usando monitores(Mesmo sabendo das diferenças entre estes dois). Seria legal um Rift que simulasse todo o campo de visão humano, mas aí ficaria mais complicado(e caro).