Início » Jogos » Este jogo se passa no Brasil e tem uma protagonista escrava chamada Isaura, mas não é brasileiro

Este jogo se passa no Brasil e tem uma protagonista escrava chamada Isaura, mas não é brasileiro

Por
6 anos atrás

Um jogo que aborda o tema escravidão no local Pernambuco com a protagonista Isaura que tem as características escrava e negra só pode ter sido feito por um estúdio brasileiro, não? Não. A ideia é de estudantes da USC (University of Southern California) e nenhum deles é brasileiro, exceto um dos rapazes responsáveis pela trilha sonora, Antonio Andrade. Além dele, o “elo” mais próximo da história do jogo com o Brasil é o fato do líder do projeto, Miguel Oliveira, ser de Portugal.

O jogo se chama Thralled. Segundo a descrição no site, a protagonista Isaura é uma escrava que veio do Congo para Pernambuco em meados de 1700 para trabalhar nas lavouras de cana. Ao chegar no Brasil, é separada de seu filho bebê e, anos depois, parte em uma aflitiva busca por ele.

No preview que o Kotaku jogou, as coisas são um pouco diferentes: Isaura está com o bebê nos braços e precisa liberar o caminho bloqueado por obstáculos em forma de puzzles para continuar sua fuga. Para isso, ela precisa deixar a criança no chão enquanto mexe no cenário e conseguir pegá-la no colo novamente antes que sua “sombra” a alcance.

A sombra deve representar algo como o medo escabroso de Isaura ao fugir da senzala; não há, pelo menos no vídeo e nos screenshots divulgados, nenhum “caçador de escravos” atrás dela. Provavelmente porque a ideia não é que seja um jogo de ação, mas uma experiência mais íntima (e torturante) para o jogador ao enfrentar seus próprios medos.

Thralled ainda não foi finalizado, mas deve ser disponibilizado no fim do ano para iOS.

Com informações: Kotaku

Mais sobre: , ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.