Início » Computador » Intel mostrará que overclock de SSD é possível

Intel mostrará que overclock de SSD é possível

Por
6 anos atrás

Quando o assunto é overclock, a gente logo pensa nos ajustes que deixam nossos processadores ou chips gráficos mais rápidos, certo? Só que a Intel afirma que também é possível fazer overclock em SSDs, pelo menos em determinados modelos que levam a sua marca.

A companhia promete mostrar como fazer este procedimento nas apresentações sobre overclock que farão parte da edição 2013 do Intel Developer Forum (IDF), evento para desenvolvedores que acontece entre os dias 10 e 13 do próximo mês, em San Francisco, Estados Unidos.

Mas o Myce.com pode ter antecipado o “segredo”. Analisando o Extreme Tuning Utility (XTU), aplicativo da Intel que monitora parâmetros da CPU e das memórias RAM, por exemplo, o pessoal do site afirma ter encontrado instruções ainda inativas específicas para alteração do funcionamento de SSDs.

SSD Intel

Uma destas opções permite ajustar a frequência do controlador da unidade. Outra, o clock do bus de chips NAND. Foi encontrada também uma opção que possibilita alterar as configurações de consumo de energia do SSD. Em todos os casos, há menção dos dizeres “specified Intel SSDs”, o que reforça a tese de que o overclock só será possível em determinados modelos (mais caros?) da empresa.

Presume-se que o ajuste do controlador é o que oferecerá os melhores resultados. De qualquer forma, não dá para esperar nada muito expressivo: não é a primeira vez que se fala em overclock de SSDs, na verdade, mas, via de regra, é difícil associar ganhos notáveis de desempenho com ausência de risco de danos ao dispositivo.

A intenção da Intel talvez seja apenas a de agradar aos adeptos de overclocking, afinal, surgem unidades SSD cada vez mais rápidas, como os modelos 840 EVO, da Samsung. O gargalo, quando existe para este tipo de dispositivo, acontece principalmente em relação à interface: o SATA 3, por exemplo, só pode trabalhar com até 6 Gb/s.

Não foi por mero capricho que a SATA-IO revelou no início do mês as especificações do SATA 3.2, versão desenvolvida especialmente para atender ao segmento de SSDs. Uma de suas principais características é o suporte ao SATA Express, técnica que associa um conector SATA a uma interface PCI Express, possibilitando velocidades de até 16 Gb/s.

O jeito é esperar pelo IDF 2013 para saber se a proposta da Intel é mesmo relevante ou se, na prática, não passará de uma jogada de marketing.

Mais sobre: , ,