Moto X Preto

A Motorola marcou para 3 de setembro o anúncio do Moto X no Brasil e assim o fez: o primeiro aparelho da marca feito sob a tutela do Google foi apresentado oficialmente na manhã de hoje, em São Paulo (SP), por Guy Kawasaki, conselheiro tecnológico da companhia e outrora evangelista-chefe da Apple.

Com o sucesso de aparelhos como RAZR i, D1 e D3 no Brasil, era tida como praticamente certa a chegada do Moto X no país. As peculiaridades do modelo é que deixaram espaço para dúvidas: o Moto Maker estará disponível para os brasileiros? Quanto desembolsar para ter um Moto X para chamar de seu? O reconhecimento de voz do dispositivo entenderá mesmo português? No evento, conseguimos bravamente desvendar estes e outros mistérios.

Moto Maker

Os primeiros rumores diziam que o Moto X seria um aparelho totalmente customizável. Não demorou muito para descobrirmos que, na verdade, somente aspectos da aparência do dispositivo é que poderiam ser personalizados, o que ainda serve para deixar a brincadeira bastante interessante.

Nos Estados Unidos, o usuário que acessar a página do Moto Maker pode escolher entre 18 opções de cores para a traseira do seu Moto X, além de duas alternativas de cores para a parte frontal (branca e preta) e sete para os botões e contorno da câmera.

No Brasil, porém, este nível de personalização não será disponibilizado, mesmo sendo um dos principais atrativos do modelo. O motivo dado pela companhia é a exigência de uma infraestrutura mais complexa, que não pode ser implementada no momento, não de maneira viável.

A Motorola chegou até a alimentar as nossas expectativas ao registrar o domínio “motomaker.com.br”, mas o fez apenas para proteger a marca ou, quem sabe, disponibilizar o Moto Maker no futuro: a empresa estuda a possibilidade de lançar o serviço no Brasil em 2014, até porque o Moto X está sendo montado no país, mas eu não contaria muito com isso.

Pelo menos inicialmente, a gente vai ter que se contentar com um Moto X todo branco ou todo preto e fim de papo.

Comando de voz – sim, em português!

A Motorola confirmou: o Moto X é mesmo capaz de entender comandos de voz em português, tal como já havíamos adiantado aqui no Tecnoblog. Basta dizer “ok, Google Now” para que o aparelho preste atenção e você possa pedir para que ele volte a tocar o despertador daqui a dez minutos, ligue para alguém, informe como estará o clima no decorrer do dia e assim por diante, tudo isso sem precisar tocá-lo, tal como a Motorola faz questão de destacar.

Já era previsto que o assistente de voz (que na verdade é o Google Now, como você provavelmente notou) estaria disponível em português porque a página do aplicativo no Google Play já denunciava a compatibilidade com o nosso idioma. O que não se sabia era se a ferramenta seria capaz não apenas de entender, como também dar respostas em português.

No evento, a Motorola mostrou que o Moto X dá sim respostas faladas em português e bem até, talvez tanto quanto o seu equivalente em inglês. O áudio é robotizado, é claro: na prática, trata-se do mesmo sistema de voz do Google Translator.

Em mãos

Com tecnologia AMOLED e 4,7 polegadas de tamanho, a tela do Moto X agrada bastante, mesmo tendo resolução de 720p e não 1080p, como o Samsung Galaxy S4. Ler no aparelho não é uma tarefa cansativa e fotos são visualizadas perfeitamente bem, mesmo quando você não está exatamente de frente ao aparelho.

A traseira ligeiramente curvada parece mesmo fazer diferença na hora de segurar o aparelho: você consegue mantê-lo firme em uma única mão mesmo quando desliza o polegar sobre a tela; o plástico da carcaça não dá sensação de fragilidade, o mesmo valendo para os seus botões.

Traseira - Moto X

Os sensores e o sistema de processamento X8 também contribuem para tornar o Moto X ainda mais convincente. Não tem como não ficar pelo menos um pouco maravilhado ao tirar o aparelho do bolso e ver a tela mostrando as horas automaticamente e, quando for o caso, uma notificação de algum aplicativo (um e-mail novo no Gmail, por exemplo).

Não pude ficar mais do que alguns poucos minutos com um Moto X em mãos, portanto, não tive como avaliar seu desempenho completamente, mas não notei lentidão ao abrir aplicativos, “travadinhas” ao alternar entre telas ou qualquer indício de que o aparelho vá deixar a desejar em aplicações mais exigentes.

E esse é um aspecto deveras importante: apesar de ser um dos aparelhos mais badalados dos últimos meses, o Moto X não tem o melhor hardware do mercado. Sua configuração básica, relembrando, consiste em um processador dual-core Snapdragon S4 Pro de 1,7 GHz, GPU Adreno 320, 2 GB de RAM, câmera traseira de 10 megapixels, câmera frontal de 2,2 megapixels, bateria de 2.200 mAh, armazenamento interno de 16 GB (não expansível via microSD), Wi-Fi, Bluetooth e 4G (compatível com as redes brasileiras).

Ah, vale dizer que, pessoalmente, o Moto X é mais bonito que nas fotos 🙂

Câmera

A funcionalidade de balançar rapidamente o aparelho e ele acionar a câmera funciona bem. Você não perde tempo tendo que desbloquear a tela e procurar o app da câmera para só então ligá-la, situação que não raramente te faz perder alguma foto interessante.

A preocupação da Motorola de fazer com que você consiga manipular a câmera segurando o dispositivo com apenas uma mão também merece menção: você pode fazer um disparo simplesmente tocando em qualquer ponto da tela; para aumentar ou diminuir o zoom, arraste o dedo para cima ou para baixo; se quiser tirar fotos sequenciais rapidamente, mantenha o dedo sobre a tela.

Eu testei todas estas funções e gostei bastante. Só não pude avaliar bem a qualidade das imagens, mas pelo menos as fotos que eu tirei no evento – um ambiente escuro – não decepcionaram.

Migração Motorola

A fabricante também acertou na ferramenta Motorola Migrate (Migração Motorola). Com ela, você pode transferir sem muito esforço o conteúdo de seu antigo smartphone (fotos, vídeos, mensagens SMS, etc) para o Moto X, desde que o aparelho anterior rode Android 2.2 ou superior. Funciona bem e está longe de ser um procedimento complexo.

Motorola Connect

Taí outro recurso bacana: ao instalar o plugin Motorola Connect no Google Chrome do seu desktop, você pode se comunicar remotamente com o Moto X. Recurso útil, por exemplo, para quando você esquece o aparelho em casa. Com esta ferramenta, você pode então ser notificado das últimas chamadas ou mesmo responder a um SMS recém-recebido, sem botar as mãos no smartphone (impressionante como a Motorola ressalta este ponto).

Preço e disponibilidade

Sabe aquele preço que a loja online da Motorola exibiu ontem (por engano)? É mesmo verdade, o Moto X de 16 GB está sendo lançado no Brasil por R$ 1.799. Se levarmos em conta que, nos Estados Unidos, o aparelho tem preços que variam entre US$ 600 e US$ 750 dólares, até que está na média, mas eu esperava algo em torno de R$ 1.300.

Quem sabe não tenhamos preços mais atraentes até o final do ano ou no plano de alguma operadora. O Moto X entrou em pré-venda hoje na loja oficial da Motorola. E não, não há qualquer previsão de lançamento do modelo de 32 GB, mesmo porque esta versão é uma opção do Moto Maker.

Assim que estivermos com o aparelho em mãos, publicaremos um review no capricho 😉

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Eric Arraché Gonçalves
Se for tão bom quanto o Razr Maxx que eu comprei, prefiro um câncer de próstata
Alison Rangel
Estava aguardando os primeiros dias do mês para comprar ele, depois de muita espera e pesquisas (por ser fã da Motorola), o preço me desanimou na hora, a configuração é boa, mas o preço não é compatível de jeito nenhum, nem a pau pago isso...
Léo Oliveira
Você não tem um ZQ
Fer
O Moto X tem uma tela de 720p... Que deixa a de 1080p do ZQ no chinelo, basta ver qualquer review do ZQ e perceber que um defeito dele é justamente a tela! Mas o que esperar de quem reclama da câmera ter "só" 10 MP? Se megapixel fosse sinonimo de qualidade, as fabricantes não teriam "retrocedido" dos 16MP de 2010 pros 8 de hoje!
Denis Belo
Até que enfim alguém entendeu o valor do Moto X aqui. E se comparar com outros, ele chegou mais barato se comparado com o preço dos EUA. Mas é como eu disse no outro comentário, daqui poucos meses ele já baixou bastante o preço.
Rodrigo Pimentel
Câmera 10 megapixels?? Resolução de 720p?? Acho q vou ficar com o Xperia ZQ mesmo!!!
Nash
Finalmente alguém com bom senso! Estava pensando o mesmo, fscarpin
Willy Reis
Nexus 4 a 999, o Moto x logo "embarateia" tambem.
fscarpin
R$ 1.300 no Brasil não faz sentido. Comprando nos EUA a versão de U$ 600,00, e considerando o dolar a R$ 2,354, mais o imposto em NY de 8,5%, o valor do aparelho seria R$ 1532,45. Caso seja comprado no cartão de crédito, ainda teríamos o IOF de 6,38%, aumentando o valor para R$ 1630,22. Então quem compra aqui paga apenas R$ 168,77 a mais do que quem compra nos EUA, e ainda pode parcelar no cartão de crédito.
vitor.leite81
Cara, você tá usando Windows 2000? Porra! Gosta de viver perigosamente! kkkkkkkkkkkkkkkkk
Almy Fróes
tomara que encalhe, e a claro me de um de graça de novo igual foi com o razr q encalhou =D
portela.thiago
Só 16GB? Não, obrigado
portela.thiago
RÁ! Falou aí, champz!
Denner Santana
O guriveio vende o S4 por 1.400 kk.
AEther
O design do Moto X é realmente muito bonito e as novas funções são bem interessantes, mas o custo beneficio não tá valendo a pena, se o preço cair e ficar na linha do Xperia SP até pode ser. Mas não sei pra que diabos eles deixaram sem suporte a cartãoSD, se for olhar por esse lado tá valendo bem mais a pena pegar um Nexus 4
Exibir mais comentários