Início » Mobile » Samsung diz que chip Exynos de 64 bits já está em fase final de desenvolvimento

Samsung diz que chip Exynos de 64 bits já está em fase final de desenvolvimento

Por
5 anos atrás

O iPhone 5s é o primeiro smartphone do mercado a contar com um processador de 64 bits, mas não demorou muito para a Samsung prometer seguir pelo mesmo caminho. E até que a reação está sendo rápida: em uma entrevista recente a um jornal sul-coreano, um funcionário da Samsung revelou que a empresa já possui um chip Exynos de 64 bits em fase final de desenvolvimento.

Samsung Exynos

O chip fará parte da linha Exynos Octa. Como tal, será composto por quatro núcleos Cortex-A57 de alto desempenho e outros quatro Cortex-A53, que são mais econômicos, embora ainda não se conheça as suas frequências. A tecnologia big.LITTLE, que permite ao sistema alternar entre ambos os conjuntos conforme a necessidade para poupar a bateria, também estará presente.

O novo SoC muito provavelmente contará com suporte à técnica HMP (Heterogeneous Multi-Processing), que permite ao sistema operacional utilizar todos os oito núcleos do processador simultaneamente, tornando-o um octa-core “de verdade”.

A Samsung pretende equipar seus dispositivos móveis high-end com este Exynos, como não poderia deixar de ser. Entre eles está o que deve ser o Galaxy S5, que poderá dar as caras em maio de 2014, se seguirmos os intervalos de apresentação dos modelos antecessores.

Características do futuro Exynos de 64 bits

O mérito do suporte a 64 bits no processador A7 e no futuro Exynos é da ARM, graças às especificações da arquitetura ARMv8 x64, mas a Apple saiu na frente na implementação deste tipo de chip em dispositivos móveis e, portanto, está colhendo as glórias da iniciativa.

Acontece que arquiteturas de 64 bits também abrem espaço para o aproveitamento de maiores quantidades de memória e, desta forma, a Samsung terá a chance de revidar ao ser o primeiro grande fabricante a lançar um smartphone com 4 GB de RAM. Será?

Teremos que esperar para ver, mas do jeito que as coisas estão indo, não estranhe se no “futuro móvel” faltar aplicação para tanto desempenho.

Com informações: Tom’s Hardware

Mais sobre: , ,