Início » Jogos » Programa da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo passa a fomentar projetos inéditos de games

Programa da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo passa a fomentar projetos inéditos de games

Avatar Por
6 anos atrás

Se você mora na cidade de São Paulo e guarda há anos dentro de sua cabeça uma ideia genial de projeto que envolva games mas nunca foi capaz de executá-la por falta de recursos, talvez essa seja uma boa hora para tentar colocá-la em prática.

Nesta semana, a Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo anunciou a abertura do edital para o Programa de Fomento ao Desenvolvimento de Projetos Audiovisuais, que contemplará até sessenta projetos.

Pela primeira vez, desde que foi lançado, esse programa busca apoiar não apenas os meios tradicionais do audiovisual, como cinema ou séries de televisão, mas também a produção de jogos. É uma iniciativa muito bacana da Secretaria da cidade, que, além de incentivar financeiramente o desenvolvimento, dará laboratórios obrigatórios aos participantes nos três encontros que ocorrerão durante o programa.

"É um primeiro passo da política para o cinema e audiovisual de São Paulo - trata-se de reconhecer o grande potencial criativo e econômico já presente na cidade. O acompanhamento será parte indispensável do programa, feito com o objetivo de chegar ao segundo semestre de 2014 com uma carteira de projetos com potência suficiente para serem produzidos", diz o anúncio oficial.

Projetos de documentários, animações, curtas, longas, séries e de criações transmídia também poderão ser inscritos no programa, que neste ano promete ser menos burocrático quanto ao seu acesso: "Com foco no criador/autor, as linhas serão apresentadas por meio da distinção entre criadores novos e experientes incorporando também a possibilidade de inscrição de coletivos de criação. O edital quer alavancar projetos com potencial econômico, investindo nas melhores condições para o seu desenvolvimento inicial".

Nas linhas finas do edital (que fomos esmiuçar, imaginando que você não tenha tempo para fazê-lo), consta que projetos de todos os gêneros de jogos serão aceitos, e, ao todo, um máximo de vinte e um mínimo de dois serão escolhidos para o programa, entre suas três categorias. Existirá uma divisão entre projetos de profissionais com carteira de trabalho, criadores ou coletivos de criação profissionais e novos criadores.

Os copatrocínios distribuídos pelo programa variarão entre R$ 100 mil, e R$ 25 mil. Num total, a previsão é de que R$ 3,9 milhões sejam investidos no programa, cujas inscrições estarão abertas até o dia 28 de outubro. Você pode ler a íntegra do edital e requerer a inscrição aqui, no site da Secretaria.

Mais sobre: ,