Início » Computador » Intel apresenta o Galileo, a sua versão do Arduino com o minúsculo chip Quark

Intel apresenta o Galileo, a sua versão do Arduino com o minúsculo chip Quark

Emerson Alecrim Por
6 anos atrás

A Intel não resistiu à onda de projetos baseados em Arduino e fechou uma parceria para tentar emplacar seu nome no segmento. O resultado foi apresentado recentemente no evento Maker Faire 2013: as placas Intel Galileo.

Em sua essência, estas são placas de desenvolvimento compatíveis com Arduino, com a diferença de serem baseadas na arquitetura da Intel. Neste sentido, chama atenção o fato de o processador que compõe o dispositivo ser um Quark X1000 single-core de 400 MHz, cache L1 de 16 KB e 512 KB de SRAM. Lembra daquele chip apresentado pela Intel na IDF 2013 tido como o seu menor SoC até agora? É ele.

Intel Galileo

Medindo 10,6 cm por 7,1 cmm, este é o Intel Galileo

A Galileo não seria uma placa programável se não houvesse múltiplas interfaces de entrada e saída. Entre elas há portas e slots PCI Express, Ethernet 10/100, serial RS-232, USB 2.0, EHCI/OHCI USB e JTAG (para depuração de código, testes e afins). Há ainda um chip flash NOR programável de 8 MB, 256 MB de RAM e, opcionalmente, leitor de microSD.

Sendo compatível com Arduino, será possível utilizar softwares, shields ("placas de expansão"), acessórios e afins destas placas nos dispositivos Galileo. A Intel garante também suporte a desenvolvimento por meio de Windows, OS X e Linux.

As placas Galileo serão comercializadas a partir do próximo mês de novembro, com preços ainda não revelados. A Intel promete ainda distribuir 50 mil unidades do dispositivo a mil universidades do mundo todo nos próximos 18 meses. Como placas do tipo são amplamente usadas em projetos educacionais, esta é uma bela tentativa de popularizar a novidade.

Com informações: AnandTech

Mais sobre: , ,