Início » Jogos » Com público de 13 mil pessoas, coreanos levam US$ 1 milhão em mundial de League of Legends

Com público de 13 mil pessoas, coreanos levam US$ 1 milhão em mundial de League of Legends

Mais de um milhão de pessoas assistiu à final via streaming

Avatar Por

A essa altura, você já sabe que League of Legends é um dos títulos mais jogados em todo o mundo. E também já sabe que todo o sucesso do game, além do mérito próprio, também é reflexo do investimento de sua produtora, a Riot Games.

Exemplificando novamente todo esse cuidado com o jogo, a Riot promoveu na última sexta-feira (4), em Los Angeles, EUA, a final da terceira temporada do campeonato mundial de League of Legends, cujo prêmio máximo foi de nada menos que US$ 1 milhão.

Como não poderia deixar de ser, a última etapa do torneio foi decidida entre equipes asiáticas, a coreana SK Telecom T1 e a chinesa Royal Club, sendo faturada pela primeira. A finalíssima, que consistiria numa série de melhor de cinco partidas, foi levada com facilidade por 3×0 pelos coreanos. Você pode acompanhar todo o evento, desde o show de abertura até a vitória, aqui:

Treze mil pessoas acompanharam in loco, no Staples Center, a decisão da terceira temporada do mundial de League of Legends, que conseguiu bater mais de um milhão de visualizações em seu streaming ao vivo.

O SK Telecom T1 é um time profissional de eSports que existe desde 2004 e, especialmente neste ano de 2013, vem figurando entre os melhores colocados nos campeonatos de League of Legends. O prêmio, que será dividido por toda a equipe, incluindo treinadores, foi comemorado com a tradicional impassividade asiática (embora todos tenham se declarado felizes e honrados).

“Eu comeria dez toneladas de frango frito”, disse Faker, uma das estrelas do time, ao ser questionado sobre o que fariam com o montante. Não fiz as contas, mas minha estimativa é de que estes US$ 1 milhão sejam suficientes para comprar baldes frango frito até o momento de suas aposentadorias.

Mais uma vez, a disciplina dos times asiáticos nos eSports se mostra eficaz. Como o próprio Faker, que é conhecido no meio de League of Legends como o “Michael Jordan” do jogo, fez questão de dizer na coletiva pós-torneio, sua expectativa para depois das comemorações era voltar ao hotel para jogar e treinar mais.

Ainda na entrevista, os campeões revelaram que nas finais do torneio eram necessárias quatorze horas diárias de treino, cobradas persistentemente por seus treinadores. E ainda há quem diga que esses caras não devem ser considerados atletas!

Ah, e fique ligado: a Riot Games trará para a Brasil Game Show, que ocorre entre 25 e 29 deste mês, seu primeiro campeonato oficial mesclando times nacionais e internacionais. A produtora também deve levar ao evento estações em que o público poderá jogar gratuitamente.

Com informações: Team Liquid

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Ana Paula Oliveira
Só acho esse jogo irritante, do mal tendo sérios problemas com meu filho por causa deste vicio... um jogo que uma partida leva mas de 40 minutos, ficam iguais a zumbi na frente do pc e se tornam agressivos.
Renato Deivison
Jogadores de Dota tem um ciume doentio, não conseguem assumir que não estão sozinhos no mundo e que seu jogo não é o mais jogado, LoL apostou num público e vem faturando muito com isso, tanto que depois de LoL fazer tanto sucesso que dota passou a ficar sério e deixar de ser um mapa. Joguei Dota por muito tempo, conheço os dois jogos, que por sinal tem objetivos diferentes, basta ser maduro para reconhecer, nada tem o tamanho que lol tem e é ruim.
Matheus Gambati
A abertura foi épica e os jogos muito bons. Organização muito boa.
André Lima
League of Legends tem seus méritos como uma cópia que deu muito certo (ta, ta, todos sabemos que existiu Aeon of Strife antes), mas a popularização veio com um outro aRTS meio conhecido por ai... Enquanto isso, nas noticias relacionadas. http://tecnoblog.net/137489/vencedora-torneio-mundial-dota-2-1-4-milhoes-dolares/
Elton Alves Do Nascimento
Eu assisti ao campeonato inteiro, poderiam ter comentado também sobre a abertura com orquestra e tudo, que foi simplesmente épica, considerando o tamanho do evento, foi equivalente a uma abertura de olimpíada, sensacional. A SKT meio que stompou a Royal, porque ganhar de 3x0 numa melhor de cinco é tenso. A royal errou muito na primeira partida e depois de perder a segunda já estavam muito abalados, deu a impressão que entregaram tudo no terceiro jogo. Quem joga sabe o quanto é difícil fazer o que esses caras fazem em campeonatos, pensar como eles pensam etc.