A prefeitura de São Paulo abriu inscrições para um hackathon que acontecerá entre os dias 25 e 27 de outubro. O objetivo é a criação de apps que ajudem a melhorar o transporte público em São Paulo, mas com foco nos ônibus.

Serão fornecidos dados sobre trânsito, bilhetagem, quantidade de viagens, frotas e outros que possam ser considerados revelantes para o desenvolvimento dos projetos. Uma amostra já está disponível para download no site.

A partir deles, os grupos de até cinco devs poderão criar um app que considerem de ajuda para melhorar as viagens de ônibus. O site do hackathon dá algumas sugestões, divididas em três categorias: usuário atuando como informante/fiscal, mineração e análise de dados e serviço e inovação.

onibus-sp

Por exemplo, pode ser feito um app que permita aos usuários ajudar no controle do tempo de parada do veículo, ou uma forma de calcular o tempo que ele demora entre um ponto e outro, ou ainda facilitar o planejamento das viagens com um mapa interativo.

Se nada disso for atraente, claro, é possível ainda criar algo totalmente novo.

Vale citar que o Metrô da cidade finalmente ganhou um app oficial na semana passada, mas, como a malha não é grande o bastante para cobrir a cidade toda, faz bastante falta algo semelhante que integre também as linhas de ônibus.

A premiação para os três projetos mais legais escolhidos pela comissão julgadora do hackathon será em dinheiro: 8 mil reais para o primeiro lugar, 4 mil para o segundo e 3 mil para o terceiro. As inscrições já estão abertas e serão escolhidas dez equipes para participar.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Grajau Tem
Todos estão premudadíssimo com o transporte publico, estão esquecendo que 90% dos usuários de ônibus tem carros. Imagine se isso vira uma revolta generalizada? contra as medidas tomadas pela atual gestão. tenho um projeto voltado para o transito em geral e pretendo apresentar lá chama-se trânsito livre carbono zero. Já esta em uso através do nosso site www.grajautem.com.br
Alessandro Estrella
A prefeitura poderia visitar outras capitais do mundo e aprender com quem ja esta adiantado no assunto. Londres, por exemplo, tem muito a ensinar. Tudo eh on line, conectado, "real time". Basicamente partindo de um item simples: dispositivo de GPS em cada onibus. Com isto o usuario sabe quantos minutos o onibus que ele quer vai levar para chegar na parada que lhe interessa. E os desenvolvedores ganham com a venda de apps, mesmo que baratos, por que trata-se de milhoes de usuarios.
Nathalia Nascimento
Em menos de um mês já fui convidada a ser testemunha de batida de bus urbano duas vezes...kkkk
Nathalia Nascimento
Eu pensei nisso hoje enquanto andava de ônibus.. Um outro ônibus cortou o ônibus q eu estava e arrancou o retrovisor dele.
Bernardo Pádua
Mas baixar app de graça na play store você gosta, né?
Jaqueline Takita Levy
O governo trabalha pra nós, cidadãos. Quem se beneficia de um serviço mais rápido e mais barato é a população! Além disso, ninguém é obrigado a participar. Tenho certeza que quem ganhar a competição, além dos R$8 mil, vai ganhar muita visibilidade e orgulho de ter ajudado a cidade.
Renato Mitsuru Setoue
Você lê os comentários por aqui e tudo o que as pessoas babacas fazem é reclamar, aí elas voltam pra sua vidinha medíocre e não contribuem em nada, a não ser que eles achem que ficar reclamando realmente significa fazer alguma coisa. Essa iniciativa pode não ser a ideal e o prêmio não é de milhões mas esse não é ponto, a idéia principal é tentar resolver ou diminuir o problema do transporte público. Só o fato dela existir e principalmente o fato das pessoas poderem trabalhar com dados reais, isso já é grande coisa. Hackathon não é algo pra ganhar milhões, é de fato muito mais ligado à ética Hacker e Open Source. As pessoas são cheias de se incluir nos benefícios e se excluir do trabalho. Acho que as pessoas não entendem que a melhoria do transporte público também pra elas ou pior, acham que o problema é só do Governo e ele que resolva, pra variar, o problema é sempre dos outros. E de qualquer forma, se a prefeitura fizesse pelas vias normais, quase certeza que um dinheirão ia embora e o produto final ia ser um App que não ia prestar pra nada, muito melhor deixar quem quer e sabe fazer. O prêmio é só um incentivo, o principal é resolver esse trânsito de merda que só atrasa a vida, ficar apontando o dedo e procurando culpados é idiota demais a essa altura. Se a sua mediocridade te impede de ver algo além do seu umbigo, aqui vai o esclarecimento: o Hackaton é pra ajudar as pessoas que moram em São Paulo, o objetivo não é ajudar a prefeitura ou o prefeito, é pra tentar melhorar a qualidade de vida das pessoas em geral. Isso ajuda a prefeitura? Claro, isso pode diminuir um pouco os problemas pra eles, mas acima de tudo ajuda que vive por aqui. Porque diabos você vai querer ser contra isso? A prefeitura talvez tome créditos por isso? Sim, mas assim como quem fizer os apps também vai receber crédito - fora que isso pode trazer muitos benefícios pra quem participar e conseguir algum destaque. Sem contar que o fato de muitas pessoas poderem ter acesso a certos dados de como funciona o transporte é o que traz maior potencial de otimização. E no final das contas, foda-se quem fica com crédito, isso é algo mínimo se o transporte melhorar. Ficar pensando em crédito, em valor de prêmio, coisas tão ínfimas mostra a incapacidade da pessoa de olhar pra outra coisa senão a si próprio ou muito menos de entender que existe algo além do umbigo. De qualquer forma é bom que essas pessoas medíocres que só reclamam não vão ajudar, mesmo porque, com certeza não teriam capacidade alguma de dar alguma sugestão que preste, pra variar. Pessoal que só reclama, só serve pra isso, às vezes não é nem que não queiram ajudar, mas algo bem mais simples, são incapacitadas para tal.
Esmenia Vaz
SÓ QUE NÃO
Fabio Andre Marchi
Um projeto que acabaria no primeiro ASSALTO e roubo do veículo.
portela.thiago
Certo. Só que isso deve acompanhar uma melhoria também na segurança.
Antonio Dos Anjos
Podem fazer o que for, não vai resolver, vai amenizar um pouco.São Paulo cresce cada vez mais verticalmente,empregos são concentrados em poucas regiões, como o centro. Só politicas como construção de Metrô, que está 20 anos atrasado, incentivar mais empresas para periferias, criando polo industrial próximo ao Metrô "Guainazes, Itaquera, Jaçana,vila Galvão, Brasilandia, etc., com planejamento de rodovias próximas, etc. Assim, mais pessoas poderão trabalhar próximo de sua residência com melhoria na qualidade devida.
Portal MCU
Bacana! Tudo válido para ajudar melhorar o transito caótico de São Paulo...
Chicão Santos
boa ideia...acabei de pegar um ônibus onde a cobradora era um desastre completo: de música alta a exposição de um cofrinho que não tinha tamanho!!! Coisa horrível!
Rafael Lyra Machado
Então se o Rio fez primeiro ninguém mais pode fazer? vergonha do que?
Rafael Lyra Machado
Cleydyr Albuquerque Queria curtir 5x seu comentário.
Exibir mais comentários