Início » Jogos » Quem tem medo das Steam Machines? O Xbox One, não (mas poderia)

Quem tem medo das Steam Machines? O Xbox One, não (mas poderia)

Por
6 anos atrás

No mês passado, a Valve anunciou as Steam Machines, uma de suas surpresinhas para os consumidores. Os produtos serão máquinas com hardware customizável ao gosto do freguês, que poderá escolher de máquinas peso-pena às mais robustas. A novidade, tratada tanto como computador quanto como console, deve elevar o PC gaming a outro patamar, já que virá acompanhada do SteamOS, seu próprio sistema operacional.

Com placas de vídeo Nvidia Titan, processadores Intel Core de quarta geração e discos SSHD, é claro que as máquinas do Steam vêm sendo vistas pelos entusiastas como matadoras de consoles. Mas a iminência do computador da Valve não amedronta as produtoras – pelo menos, não a Microsoft.

Prestes a lançar sua aposta para a nova geração, o Xbox One, a Microsoft se declara sussa na montanha-russa em relação ao Steam Machine. Phil Harrison, vice-presidente da companhia, disse em entrevista ao MCV que eles têm uma fórmula da vitória para o Xbox One: “nós achamos que o modelo de negócios do Xbox One, o ecossistema de desenvolvimento e o suporte ao varejo farão com que nossa plataforma seja muito bem-sucedida. Não é claro para mim, até que eu veja o produto da Valve e compreenda todos os seus anúncios, o que exatamente eles estão fazendo”.

Harrison declarou ter uma grande admiração pela Valve e por suas invenções “realmente inteligentes”. Além de revelar um bom relacionamento com a empresa de GabeN, de quem são vizinhos em Seattle, o vice-presidente disse que a Microsoft não acredita numa ameaça em potencial vinda dos Steam Machines.

Steam Machines prometem invadir a sala de estar, mas ganham dos consoles tradicionais?

Steam Machines prometem invadir a sala de estar, mas ganham dos consoles tradicionais?

A simpatia não parou por aí: durante a conversa, Harrison demonstrou que Valve e Microsoft estão alinhadas no que tange encarar as salas de estar como o centro de gravidade da experiência com jogos.

Especificações

Por desencargo de consciência, comparamos as especificações técnicas das Steam Machines e do Xbox One. Considerando apenas processamento e o custo-benefício dos dois (lembrando que os valores dos computadores da Valve ainda não foram divulgados), será que Phil Harrison tem mesmo razão ao não temer as “máquinas a vapor”?

Enquanto o console da Microsoft trará uma CPU AMD Jaguar de oito núcleos, os processadores das Steam Machines variarão entre Intel Core i3,  i5-4570 e i7-4770, todos Haswell, sucessores dos modelos Ivy Bridge.

Quanto às placas de vídeo, a competição fica mais desleal: o Xbox One trará algo semelhante a uma Radeon HD 7790, que conversa bem com o DirectX11 e compete de igual para igual com a GeForce GTX 650 Ti. A mais light das Steam Machines, por outro lado, traz uma GeForce GTX 660, que só perde para a do Xbox One no quesito economia de energia, segundo o Hardware Compare. A versão mais parruda dos computadores da Valve vem com a GTX Titan, uma verdadeira apelona no mercado das GPUs.

Nas velocidades de memória e capacidade de armazenamento, a Microsoft precisaria comer mais arroz, feijão e farinha. Isso porque o Xbox One chegará com 8GB de RAM DDR3 e 500GB de HD, enquanto a machine peso-pena terá 16 GB DDR3 e HD híbrido de 1TB e SSD de 8GB.

Isso posto, parece que a tal ameaça a que Harrison e o bonde da Microsoft se referem se restringe ao público consumidor, que, aí sim, fica dividido entre o #TeamConsole e o #TeamPC. Também não podemos dar nenhum parecer definitivo, já que as Steam Machines ainda não tiveram seus preços divulgados (o Xbox One chega ao Brasil por R$ 2.199 em novembro), mas, pelo menos no que os dados divulgados revelam, quem ganha pontinhos é a empresa de GabeN. Mas não vamos nos precipitar: aguardemos o lançamento para ver como cada um se sai – e o que faz para conquistar seus consumidores.

Com informações: Gamespot

Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.