O Google adicionou recentemente à versão beta do Chrome para Windows, OS X e Linux o recurso de “usuários supervisionados”, que deverá agradar em cheio pais que queiram restringir ou monitorar os sites que seus filhos acessam, por exemplo.

O Chrome suporta múltiplos usuários nativamente desde a versão 16, lançada há dois anos, aproximadamente. A vantagem deste modo de funcionamento é que cada perfil pode ter favoritos, preferências de navegação e histórico próprios, entre outros.

De certa forma, a função recém-criada expande esta funcionalidade ao permitir que o controle das contas seja centralizado por um administrador, normalmente, o usuário principal do computador. Somente este poderá adicionar ou remover perfis, assim como determinar as permissões de cada usuário.

Para criar um usuário supervisionado, é necessário ir ao menu do Chrome, clicar em Configurações e seguir os passos da opção de adição de usuários. Logo em seguida, o administrador poderá definir se este será um usuário supervisionado ou um perfil adicional sem qualquer tipo de controle.

Usuários supervisionados no Chrome

Para criar e gerenciar as permissões, o administrador deverá acessar o painel existente em www.chrome.com/manage com a sua conta do Google. Nesta mesma página, também é possível verificar o histórico de navegação de cada usuário.

Uma das vantagens do painel online é que a administração pode ser feita remotamente. Um usuário supervisionado tem, por exemplo, a opção de solicitar o desbloqueio de determinada página. Pode-se então autorizar ou negar o acesso mesmo estando longe do computador da pessoa.

A nova funcionalidade é interessante, mas limitada por fatores alheios ao Chrome. Se houver outro navegador no sistema operacional, por exemplo, este poderá ser usado para acesso a sites não autorizados. Assim, o uso do recurso faz mais sentido nos portáteis Chromebook, uma vez que o Chrome OS funciona como uma versão incrementada do navegador do Google, mas exige login para o seu acesso. Para os demais casos, a solução mais eficiente continua sendo criar usuários restringidos no sistema operacional.

Como ainda está testando o recurso, o Google não informou quando o gerenciamento de usuários supervisionados aparecerá definitivamente no Chrome, mas é possível que isso aconteça já na próxima versão estável no navegador.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

wescles
Nice