Início » Jogos » Publicadora de jogos casuais quer achar novos talentos na BGS

Publicadora de jogos casuais quer achar novos talentos na BGS

Por
6 anos atrás

Se você tem uma ideia para um game legal, mas não sabe como transformá-la em realidade, dar uma passada na BGS pode ser uma boa opção. É que a Atrativa GameHouse estará na feira em busca de desenvolvedores brasileiros para abastecer o mercado de jogos casuais feitos aqui.

A empresa atualmente apoia o desenvolvimento de um jogo nacional: Dreaming Sarah, do carioca André Chagas, que será lançado em 2014. Ele se passa na mente de uma garotinha que está em coma e precisa acordar.

Na BGS, está em busca de pessoas que tenham boas ideias para games casuais, tanto para browser quanto para mobile, especialmente os construídos em Unity, HTML5 e Construct. Não é preciso ter nenhuma formação específica, nem ter publicado outros jogos ou fazer parte de um estúdio.

Também é preferível que a ideia de jogo esteja consolidada e tenha um modelo de negócios pensado – melhor ainda se for coerente com o da empresa, no qual o cliente pode jogar por uma hora gratuitamente e, se gostar, paga pelo jogo inteiro. Mas, se não tiver algo tão completo ainda, você pode obter ajuda para deixar a ideia mais redonda batendo um papo com eles: nos dias 25 e 28 de outubro, a Atrativa GameHouse irá fazer três palestras na BGS para falar sobre seu modelo de negócios e qual é a proposta dela para os desenvolvedores interessados.

Na ocasião, também será possível apresentar suas ideias para a empresa e tirar dúvidas. Depois, todos os projetos serão avaliados por ela e os responsáveis pelos games que tiverem mais a ver com o que a empresa procura serão contatados.

As palestras vão ser  no Espaço 8 da área B2B e têm vagas limitadas, precisando ser feita uma inscrição antes. Se você não estiver na BGS, mas ainda assim se interessar em publicar seu jogo pela Atrativa, há uma plataforma online com este objetivo, a GameHouse Promotion Network.