Início » Computador » HP anuncia novos all-in-ones no Brasil, incluindo um estranho modelo com Tegra 4 que roda Android

HP anuncia novos all-in-ones no Brasil, incluindo um estranho modelo com Tegra 4 que roda Android

Paulo Higa Por

Hoje de manhã, a HP anunciou dois novos all-in-ones para o mercado brasileiro, que começam a ser vendidos no mês de novembro. O Envy 23 Recline é o modelo premium, com acabamento em metal, processador Core i5 de quarta geração e uma base ajustável bem interessante. Por sua vez, o Slate 21 é um estranho all-in-one que parece um PC comum com tela sensível ao toque, mas tem um chip Tegra 4 e roda Android.

HP Envy 23 Recline: um all-in-one mais ergonômico

hp-envy-23-recline

Como o nome sugere, o Envy 23 Recline possui uma tela de 23 polegadas, com painel IPS, 10 pontos de toque e resolução de 1920×1080 pixels. O nome também revela outra funcionalidade do all-in-one: ele tem a capacidade de reclinar totalmente sobre a mesa, então você pode usá-lo como um computador normal ou um tablet gigante com Windows 8. O ângulo de inclinação vai de 5 a 145 graus.

A inclinação do Envy 23 Recline é possível através de uma dobradiça presente na base. Ela permite que a tela fique paralela à mesa, para que você possa usá-lo como um tablet, ou levemente inclinada, o que torna o uso do touchscreen mais confortável. A própria HP reconheceu, durante a coletiva, que o touchscreen dos all-in-ones antigos gerava desconforto, já que era necessário estender os braços. A tendência era que o usuário gradativamente parasse de tocar na tela, passando a usar apenas teclado e mouse.

hp-envy-23-inclinado

E se você deixar o Envy 23 Recline mais perto da borda da mesa, o all-in-one pode vir para a frente, ficando mais próximo do seu colo, o que melhora a ergonomia. Parece uma forma bem interessante e confortável de usar o touchscreen. Pelo menos nos poucos minutos que tive contato com a máquina, a dobradiça pareceu resistente, e a base é suficientemente pesada para que a máquina não desgrude da mesa ao tentar mudar o ângulo da tela.

hp-envy-23-recline-tras

Por dentro, o Envy 23 Recline tem processador Core i5-4570T de 2,9 GHz, 8 GB de memória DDR3 de 1.600 MHz (expansível até 16 GB), disco rígido de 5.400 RPM (boo!) com capacidade de 1 TB e GPU GeForce GT 710A, com 1 GB de memória. Há duas portas USB 3.0, duas USB 2.0 livres para o usuário, uma Gigabit Ethernet, uma HDMI e um leitor de cartões de memória. Ele tem Bluetooth 4.0 e Wi-Fi 802.11n.

Custa um PlayStation 4.

HP Slate 21: o estranho PC que roda Android

O segundo modelo apresentado hoje pela HP foi o Slate 21. Ele é bem mais barato que os R$ 3.999 cobrados pelo Envy 23 Recline: por R$ 1.899, traz uma tela sensível ao toque de 21,5 polegadas, processador quad-core Tegra 4 de 1,66 GHz e… roda Android. Não, não se trata de um computador híbrido: ele roda só Android mesmo.

Na prática, o Slate 21 é um tablet gigante com Android que possui teclado e mouse. A HP diz que se trata de um computador feito para funcionar como a central de entretenimento da família. Você tem acesso a aplicativos e jogos bacanas do Google Play e dados armazenados na sua conta do Google, como documentos, calendários e emails. Como o Android 4.2 possui suporte a múltiplos usuários, toda a família pode usar a máquina.

hp-slate-21

Mas a verdade é que, pelo menos para mim, o Slate 21 não faz sentido: a HP juntou computador e tablet num só produto, mas o resultado não ficou bom para nenhum dos lados.

Vejamos: se alguém quiser um PC, ele não comprará um all-in-one com Android, que é notavelmente limitado em relação a um computador com Windows, Linux ou OS X, tanto nas funções quanto nos aplicativos. E, apesar de haver um leitor de cartões de memória, o armazenamento interno de apenas 8 GB também limita muito a possibilidade de usá-lo como máquina principal. A própria HP diz que desenvolveu o produto com o pensamento de que o usuário já possui outro computador.

Além disso, apesar de rodar Android e possuir chip Tegra 4, ele não tem uma bateria interna como nos tablets pequenos que vemos por aí. Isso significa que, se você for usá-lo em outro canto, terá que levar junto a fonte de alimentação e torcer para que haja uma tomada. Ou seja, o Slate 21 também não funciona bem como tablet.

Mas como o mercado nos surpreende a cada dia, talvez o Slate 21 conquiste o público. Afinal, o touchscreen de 21,5 polegadas com resolução de 1920×1080 pixels é bem definido; não há o que reclamar do excelente desempenho gerado pelo Tegra 4, pelo menos durante os poucos minutos que mexi com a máquina; e a HP fez um bom trabalho no design: ele não tem acabamento em metal como o Envy 23 Recline, mas é bem bonito.

As especificações do HP Slate 21 incluem processador quad-core Nvidia Tegra 4 de 1,66 GHz, 1 GB de memória DDR3 de 800 MHz, memória flash de 8 GB, porta Gigabit Ethernet, Wi-Fi 802.11n, Bluetooth 3.0, três portas USB 2.0, leitor de cartões de memória e entradas para fone de ouvido e microfone de 3,5 mm. Assim como o Envy 23 Recline, o Slate 21 começa a ser vendido no Brasil em novembro, com preço sugerido de R$ 1.899.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Anderson
Não recomendo o HP Slate 21 Android a ninguém. Presenciei a utilização como frente de caixa e executar apenas 1 aplicativo. E mesmo assim, ocorrem travamento super frequentes independente se você está utilizando o navegador, usando a calculadora ou editando alguma preferência nas configurações. Quem tiver o interesse, faço o convite de pesquisar no google "hp slate 21 freezing" e irá encontrar consumidores ao redor do mundo reportando o que estou comentando. Como a Tecnoblog é uma excelente fonte de informação, considerei pertinente compartilhar para ajudar a outros consumidores.
araujo_araujo
Da pra formatar e colocar o Windows?
Adriano Ott
Achei que fosse 8GB de Ram mas é de memória interna. :/
Adriano Ott
Nesse Slate 21 que roda android, será que rola instalar Windows e usar como mesa digitalizadora?
Rogerio Fayad
e o recline de 27 com i7 ? só vai sair quando estiver ultrapassado lafora , por isso não compro nada e continuo com minha velha torre !
Pedro Maich
Tu por acaso leu tudo? Olha as características dessa porcaria.. Não tem bateria, não tem Windows. Não é um notebook, nem tablet, nem coisa nenhuma. Além do mais isso é um blog, é a opinião dele, não é um site imparcial.
portela.thiago
"Custa um PlayStation 4." kkkkkkkkkkkkkkk mas acho q vale muito mais a pena do q um PS4K, apesar de ainda ser caro. Macs com o mesmo "poder de fogo" são muito mais caros
Sander Manzoli
O irmão não reclinável tem configuração bem melhor, com i7 e HDD de 2TB a 7200rpm http://www8.hp.com/br/pt/products/desktops/product-detail.html?oid=5331350#!tab=specs Pq caparam o reclinável????
Sander Manzoli
Envy 23, com um HDD de décadas atrás, meu deus... Deveria ter no mínimo um híbrido com 32GB SSD + 1TB HDD a 7200 (nunca a 5400), ou com opções de SSD com 256GB ou 512GB. Passei de "wow, comprarei hoje", pra Blahhh, nunca compraria isso".
Henrique Dourado
Nossa totalmente trash esta afirmação da tecnoblog, muito tendencioso, quastos aplicativos android não funcinariam bem numa tela grande ? porque então não dizem que os aplicativos metro em tela cheia do windows 8 não são estranhos ? se o windows ta se movendo dos pcs para os tablet o android não pode fazer o caminho inverso ? tecnoblog não me façam perder o respeito por vcs eu acho muito mais absurdo um sistema operacional que usa uma quantidade enorme de HD e de memoria como windows em um tablet do que um sistema leve como o android em um pc !
Artur Benchimol
"Custa um Playstation 4" kkkkkkkkkkkkkkk
Lucas Braga
Adorei o preço do HP Envy 23.
Gaba
iMac, é você??!? Sério, gostei muito desse HP Envy 23 Recline. Se tivesse dinheiro sobrando esse seria meu pc de casa.
Felipe Oliveira
Não entendo lançamentos como esse HP Slate 21. Quem vai usar isso? Tipo, não existe um público-alvo
Rafael Rosario
ficaria excelente na minha sala usando como HTPC, o meu atual HTPC roda Windows 8, seria mais interessante rodando Android.
Exibir mais comentários