Início » Computador » HP anuncia novos all-in-ones no Brasil, incluindo um estranho modelo com Tegra 4 que roda Android

HP anuncia novos all-in-ones no Brasil, incluindo um estranho modelo com Tegra 4 que roda Android

Por
5 anos e meio atrás

Hoje de manhã, a HP anunciou dois novos all-in-ones para o mercado brasileiro, que começam a ser vendidos no mês de novembro. O Envy 23 Recline é o modelo premium, com acabamento em metal, processador Core i5 de quarta geração e uma base ajustável bem interessante. Por sua vez, o Slate 21 é um estranho all-in-one que parece um PC comum com tela sensível ao toque, mas tem um chip Tegra 4 e roda Android.

HP Envy 23 Recline: um all-in-one mais ergonômico

hp-envy-23-recline

Como o nome sugere, o Envy 23 Recline possui uma tela de 23 polegadas, com painel IPS, 10 pontos de toque e resolução de 1920×1080 pixels. O nome também revela outra funcionalidade do all-in-one: ele tem a capacidade de reclinar totalmente sobre a mesa, então você pode usá-lo como um computador normal ou um tablet gigante com Windows 8. O ângulo de inclinação vai de 5 a 145 graus.

A inclinação do Envy 23 Recline é possível através de uma dobradiça presente na base. Ela permite que a tela fique paralela à mesa, para que você possa usá-lo como um tablet, ou levemente inclinada, o que torna o uso do touchscreen mais confortável. A própria HP reconheceu, durante a coletiva, que o touchscreen dos all-in-ones antigos gerava desconforto, já que era necessário estender os braços. A tendência era que o usuário gradativamente parasse de tocar na tela, passando a usar apenas teclado e mouse.

hp-envy-23-inclinado

E se você deixar o Envy 23 Recline mais perto da borda da mesa, o all-in-one pode vir para a frente, ficando mais próximo do seu colo, o que melhora a ergonomia. Parece uma forma bem interessante e confortável de usar o touchscreen. Pelo menos nos poucos minutos que tive contato com a máquina, a dobradiça pareceu resistente, e a base é suficientemente pesada para que a máquina não desgrude da mesa ao tentar mudar o ângulo da tela.

hp-envy-23-recline-tras

Por dentro, o Envy 23 Recline tem processador Core i5-4570T de 2,9 GHz, 8 GB de memória DDR3 de 1.600 MHz (expansível até 16 GB), disco rígido de 5.400 RPM (boo!) com capacidade de 1 TB e GPU GeForce GT 710A, com 1 GB de memória. Há duas portas USB 3.0, duas USB 2.0 livres para o usuário, uma Gigabit Ethernet, uma HDMI e um leitor de cartões de memória. Ele tem Bluetooth 4.0 e Wi-Fi 802.11n.

Custa um PlayStation 4.

HP Slate 21: o estranho PC que roda Android

O segundo modelo apresentado hoje pela HP foi o Slate 21. Ele é bem mais barato que os R$ 3.999 cobrados pelo Envy 23 Recline: por R$ 1.899, traz uma tela sensível ao toque de 21,5 polegadas, processador quad-core Tegra 4 de 1,66 GHz e… roda Android. Não, não se trata de um computador híbrido: ele roda só Android mesmo.

Na prática, o Slate 21 é um tablet gigante com Android que possui teclado e mouse. A HP diz que se trata de um computador feito para funcionar como a central de entretenimento da família. Você tem acesso a aplicativos e jogos bacanas do Google Play e dados armazenados na sua conta do Google, como documentos, calendários e emails. Como o Android 4.2 possui suporte a múltiplos usuários, toda a família pode usar a máquina.

hp-slate-21

Mas a verdade é que, pelo menos para mim, o Slate 21 não faz sentido: a HP juntou computador e tablet num só produto, mas o resultado não ficou bom para nenhum dos lados.

Vejamos: se alguém quiser um PC, ele não comprará um all-in-one com Android, que é notavelmente limitado em relação a um computador com Windows, Linux ou OS X, tanto nas funções quanto nos aplicativos. E, apesar de haver um leitor de cartões de memória, o armazenamento interno de apenas 8 GB também limita muito a possibilidade de usá-lo como máquina principal. A própria HP diz que desenvolveu o produto com o pensamento de que o usuário já possui outro computador.

Além disso, apesar de rodar Android e possuir chip Tegra 4, ele não tem uma bateria interna como nos tablets pequenos que vemos por aí. Isso significa que, se você for usá-lo em outro canto, terá que levar junto a fonte de alimentação e torcer para que haja uma tomada. Ou seja, o Slate 21 também não funciona bem como tablet.

Mas como o mercado nos surpreende a cada dia, talvez o Slate 21 conquiste o público. Afinal, o touchscreen de 21,5 polegadas com resolução de 1920×1080 pixels é bem definido; não há o que reclamar do excelente desempenho gerado pelo Tegra 4, pelo menos durante os poucos minutos que mexi com a máquina; e a HP fez um bom trabalho no design: ele não tem acabamento em metal como o Envy 23 Recline, mas é bem bonito.

As especificações do HP Slate 21 incluem processador quad-core Nvidia Tegra 4 de 1,66 GHz, 1 GB de memória DDR3 de 800 MHz, memória flash de 8 GB, porta Gigabit Ethernet, Wi-Fi 802.11n, Bluetooth 3.0, três portas USB 2.0, leitor de cartões de memória e entradas para fone de ouvido e microfone de 3,5 mm. Assim como o Envy 23 Recline, o Slate 21 começa a ser vendido no Brasil em novembro, com preço sugerido de R$ 1.899.