Há uma espécie de consenso na indústria de que a vida útil dos discos rígidos deve ser de mais ou menos dez anos. Mas será que, de fato, os HDs podem durar vários verões? A Backblaze, uma empresa especializada em armazenamento de dados, decidiu fazer uma série de testes para descobrir.

HD
Para este fim, a companhia monitorou 25 mil HDs de seus servidores nos últimos quatro anos. As unidades permaneceram ligadas durante todo este tempo e são convencionais, isto é, são do mesmo tipo que encontramos em desktops. Por conta disso, foi possível obter algumas conclusões interessantes. A principal é que, no que diz respeito a falhas, os discos rígidos podem se encaixar em uma de três fases críticas.

Na primeira, que corresponde aos 18 primeiros meses de uso da unidade, as chances de defeito são de 5,1%. Na segunda, que considera os 18 meses seguintes, o risco de falhas cai para 1,4%. Por fim, depois de três anos, as chances de danos aumenta para 11,8%.

Com base nestes dados, a Backblaze estima que pelos menos 80% dos HDs chegarão ao quarto ano de funcionamento. A partir daí, a precisão das estimativas diminui (relembrando, os testes foram feitos por quatro anos), mas a empresa acredita que 50% das unidades consigam completar seis anos de funcionamento.

Gráfico Blackblaze

Estas estimativas não são regras, é bom frisar. A durabilidade de um HD – para mais ou para menos – depende de uma série de fatores. No caso dos testes da Backblaze, as unidades permaneceram o tempo todo em atividade, como já informado. Tecnologias empregadas, condições ambientais e aplicações são exemplos de fatores que influenciam neste aspecto.

O que os testes evidenciaram melhor é que, na primeira fase, as falhas têm como principal causa defeitos de fabricação. Na segunda, os motivos são aleatórios. Na terceira, os problemas são relacionados, na maior parte das vezes, ao desgaste de componentes por tempo de uso.

A Backblaze disse que o monitoramento continuará. Mas, mesmo que seus próximos relatórios mostrem que a durabilidade dos HDs é mais animadora do que a estimada agora, é bom se precaver: o backup continua sendo o melhor amigo das suas informações.

Com informações: ExtremeTech

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Fabricio Vilaça

toshiba uma porcaria, troquei duas vezes menos um ano e meio..... primeira trocou garantia,depois compre seagate.....

sou praieiro
Minha experiência com HD seagate Barracuda servidor ligado 24 h em RAID 1 + 0.... com um ano de uso um HD deu pau e queimou de uma vez foi trocado.... Tudo foi bem até o 3 ano e 4 meses onde outro HD esta apresentando evento SMART e vai ser trocado por esta com desempenho abaixo do normal mais esta funcionando !!!. Alem de usar componentes de primeira tenho nobreak p 6 horas... afinal servidor sem no break é igual a carro sem freio. HA sim... e Backup de tudo temos sempre . A gora estou colocando HD da Toshiba alem de mais rápido me parece mais confiável visto que seagate parece ter relachado na qualidade.
André Macêdo de Andrade
Tenho 1 HD de 40 Gigas IDE funcionando aqui, e tinha um de 6 Gigas mas acabei jogando fora, porque não tinha nem como o usar o Windows XP nele.
Claudio Severo
Raphael Fialho kkkkkkkkkkkkkkk gostei do comentário....kkkkkkkkkkkk
Dinart Filho
Teste interessante mas sem estatística por marcas ele nem faz tanto sentido.
Lucas Fernando Amorim
Cristiano Costa guarde meu like também.
Alexandre Salau
Isso confirma minha tese de que é bom trocar quando completa 3 anos. Não que vai falhar logo que chegar nesta idade mas que daí pra frente é bom não confiar na sorte.
Lia Ribas
Tácio Andrade concordo, valeu !
Tácio Andrade
Lia isso depende, ao ligar ou desligar o HP ele é mais "forçado" do que ao se manter sempre no mesmo ritmo. Porem dependendo de como é feito, pode realmente aumentar a vida útil do mesmo.
Alexandre Da Silva Custódio
Matheus Gelinski já fizemos isso: passamos o conteúdo de vários DVDs para um HD antigo e lacramos em uma caixa. Acredito que durarão bem mais que os DVDs.
Matheus Gelinski
Pode até durar bastante, já que os discos ficam isolados do ambiente externo. O problema acaba sendo mais da placa lógica nesses casos...
Matheus Costa Do Amaral
Muito bom, outras empresas poderiam expor suas experiências. Realmente aparecem bastante HDs problemáticos com pouco mais de 1 ano de uso, mas também tive caso de fonte vagabunda incendiar o conector e literalmente pegar fogo na placa lógica do nada. Em notebook vai do usuário, os que desfilam com o note ligado pra lá e pra cá só um SSD pra sanar os problemas. Tenho conhecimento de um Barracuda 40GB rodando desde 2004 e não só o HD, todo o conjunto, em média 10h por dia e alguns clientes que estão com seus servidores há 6 anos sem mecher, ou seja, estão se arriscando bastante
Eduardo Barreto
Raphael Fialho enviando para o tumblr #classemediasofre
Alexandre Da Silva Custódio
Já um HD desconectado, quanto tempo duraria? Sei que, no caso de mídias como CD e DVD, há deterioração com o passar dos anos, mas e com os HDs?
Kairon Martinez
O meu vai para 5 anos em alguns dias.
Exibir mais comentários