O Android vai muito bem no segmento de smartphones, mas a situação não é tão confortável assim no que se refere a tablets. O problema não está na qualidade ou quantidade de modelos, mas sim no ecossistema da plataforma, que até hoje prioriza dispositivos com tela de, no máximo, 5 polegadas e pouco. Mas, mudanças recentes no Google Play indicam que os tablets finalmente começarão a ter a atenção merecida.

Um post publicado na página de desenvolvedores do Android no Google+ na noite desta quinta-feira revela que, a partir de agora, o Google Play exibirá com mais precisão recomendações de aplicativos para tablets.

Google Play para tablets

A novidade já funciona e de maneira global. Ao acessar o Google Play a partir de um tablet, o serviço mostrará listas como “Apps essenciais para tablets” e, dentro de categorias como “Principais pagos” e “Principais gratuitos”, indicará prioritariamente quais têm interface projetadas também para tablets.

Pode parecer uma mudança sutil, mas ela vem com a missão de incentivar os desenvolvedores a pensarem em interfaces mais amplas na hora de criar aplicativos. Até agora, o que se vê na maioria dos casos são apps que rodam em tablets, mas não aproveitam devidamente as telas por serem desenvolvidos originalmente para smartphones.

Os aplicativos que não tiverem interface desenvolvida para tablets não só não aparecerão com prioridade no Google Play, como também receberão a classificação “Projetado para telefones”. Esta informação não impedirá a instalação do programa em tablets, mas o usuário poderá mudar de ideia ao vê-la. Trata-se, portanto, de outra forma de “pressionar” os desenvolvedores.

Google Play para tablets

A indicação de apps projetados para tablets já existia discretamente no Google Play desde o início do ano, mas não era muito precisa. Como a mudança vem acompanhada de novos critérios, a classificação deverá cobrir todas as categorias e isso já nos próximos dias. Em outras palavras, agora é pra valer.

Se por alguma razão o usuário não quiser contar com a nova organização, poderá voltar ao esquema anterior. Para tanto, nas categorias, basta clicar em “Projetado para tablets” e escolher a opção “Todos os aplicativos”.

Com informações: GigaOM

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

sousaesilva.rafael
A grande diferença que faz o desenvolvedor multiplataformas (iOS e Android) ter foco de tablets maior para Apple é que o aplicativo desenvolvido é para os mesmos iPads de sempre. Já na Google, vc tem que criar um app para rodar desde um FOSTON sem gpu, totalmente lixo, até um Nexus 10/Nexus 7. Complicado atender uma gama enorme dessas, ainda lembrando que esses mesmos desenvolvedores ainda precisam correr as pressas para dar o ar da graça no Windows Phone.
portela.thiago
Demorou muito
Emerson Alecrim
Rafael, é a intenção é fazer com que estas indicações funcionem a contento a partir de agora. Até o momento, a classificação não mudou em praticamente nada porque o novo sistema começou a funcionar ontem, mas com critérios mais rigorosos, é de se esperar que os desenvolvedores foquem em tablets e aí a coisa ande. Mas eu não esperaria nada para antes de 3 ou 4 meses.
Henrique Dourado
Isso ai ja existe a tempos, mais um update para melhoras é normal, tudo evolui
Fer
Depois de quase 3 anos da chegada do Honeycomb e os tablets com Android continuam sendo apenas telefones com telas gigantes, sem apps para tablets... E só agora a Google percebeu isso?
Rafael Donis
Essa "indicação, realmente existia a muito tempo, o problema é... NUNCA é atualizada.... tem os mesmo apps indicados a meses, tirando o fato de, a seleção ser péssima.... quase nenhum app realmente útil.