Início » Telecomunicações » Asus RT-N66U, o roteador que não brinca em serviço

Asus RT-N66U, o roteador que não brinca em serviço

Roteador topo de linha da Asus será vendido no Brasil a partir do ano que vem

Por
6 anos atrás

Eu já estava namorando há muito tempo o RT-N66U, um roteador topo de linha da Asus que tem um design muito elegante e promessas de desempenho incríveis. Para a minha surpresa, a empresa enviou para testes uma unidade desse roteador, que ainda não está disponível para o mercado brasileiro, mas deve chegar por aqui no ano que vem. Será que vai valer a pena esperar e pagar por ele?

Design

O RT-N66U é um roteador bonito. É tão bonito que nem parece um roteador, que normalmente possuem design completamente sem graça e que ficam enfeiando o ambiente onde estão. A cor preta, batizada pela Asus de Dark Knight, e uma textura diamante-xadrez para agradar os hipsters de plantão, trazem um acabamento muito arrojado e bem moderno, mesmo considerando que o roteador é todo de plástico. O acabamento no topo também é em plástico, mas tem uma textura que se assemelha a aço escovado.

IMG_9298

Na parte frontal, além de toda a sua beleza, se encontram os indicadores de conectividade. Quando tudo está apagado, mal dá para perceber que existem LEDs por ali. As luzes são azuis e dão um charme extra para o roteador.

Já na parte traseira estão presentes uma porta WAN e quatro portas LAN, todas com suporte a Gigabit Ethernet. Além disso, ele possui duas (!) portas USB, para que você possa ligar um modem 3G/4G, uma impressora ou um HD externo para compartilhá-lo na rede. Ainda lá estão presentes o botão liga/desliga, o botão para conexão rápida (WPS), além, é claro, do botão de reset.

IMG_9297

Nas laterais, só existem os buracos para a saída de ar. Na base, também se encontram buracos para a saída de ar e as informações do roteador. Ah, ele acompanha uma haste que permite deixar o roteador em pé em alguma superfície. Isso é ótimo para deixar a beleza do produto mais aparente, mas, se você tiver muitos cabos conectados, todos eles ficarão aparentes, deixando uma marmota exposta.

O modelo possui 3 antenas, e todas elas são destacáveis, podendo, inclusive, utilizar outras antenas. A fabricante não lista qual é a potência de cada antena, mas desconfio que cada uma possua capacidade de 5 dBi.

Configurando o roteador

Roteadores da Asus normalmente são muito simples de configurar: basta plugar o cabo de rede do seu modem (ou qualquer outro ponto de rede) na porta LAN, conectar-se à rede da Asus e tentar navegar. O roteador lhe redicionará automaticamente para a página de configuração.

setup

O próprio sistema tentará identificar qual é o tipo de conexão banda larga que você utiliza. Se o seu modem já atribuir o endereço de IP por DHCP, é só esperar. Caso sua conexão precise de autenticação por PPPoE (como conexões ADSL em modems mais antigos), você deverá digitar o usuário e senha fornecidos pela sua operadora de banda larga. Logo depois de conectar à internet, você poderá mudar a SSID (nome da rede) e a senha. Na mesma tela de configuração, você poderá configurar também a rede de 5 GHz.

Terminado tudo isso, você será redirecionado para a página principal do roteador, que é batizada pela Asus de ASUSWRT. Por lá, você poderá configurar o resto do roteador, como os extras que detalharei mais adiante. Vale lembrar que, além de roteador, ele também possui outros dois modos de operação: Access Point, para ponto de acesso, e Repeater, para estender o sinal de uma rede Wi-Fi pré-existente.

painel-asusrt

Um detalhe legal para usuários finais é que, caso o cabo de rede esteja desconectado da porta WAN ou até mesmo o modem do usuário estiver desligado, o próprio roteador já informa que existe algo com problema quando se tenta navegar na internet:

erro

Tecnologias de transmissão

O RT-N66U é bem completo em conectividade quando comparamos com a maioria dos roteadores. Ele ainda traz o padrão 802.11n, com velocidade de até 450 Mb/s, algo que é bem superior a uma Ethernet comum (que suporta até 100 Mb/s), mas ainda inferior ao novo padrão 802.11ac, que suporta transferências superiores a 1 Gb/s. Mas, assim como eu, muita gente nem possui algum dispositivo que suporte 802.11ac.

Ele é um roteador dual-band e opera nas frequências de 2,4 GHz e 5 GHz simultaneamente. Como são rádios separados, a taxa de transmissão pode se somar a 900 Mb/s (teóricos, claro) em transferências de arquivos se cada cliente estiver em frequências diferentes. Isso não deve fazer diferença para quem apenas navega na internet, mas sim para quem realiza muitas transferências de arquivos em uma rede doméstica. Isso inclui, por exemplo, streaming de conteúdo do computador para uma Smart TV ou para o seu videogame.

wireless-general

Um recurso legal desse roteador é que ele suporta até 8 redes sem fios diferentes, 4 para cada frequência. Você pode deixar uma rede privada só para os computadores da sua casa e outra só para convidados, que terão acesso restrito a arquivos e terão velocidade de internet limitada. O que fazer com as outras redes? O que você quiser!

No teste de transferência de um arquivo, utilizei um único filme em alta resolução com 5,86 GB e transferi o arquivo de um computador para outro, ambos conectados na mesma rede de 2,4 GHz. A transferência demorou 3 minutos e 36 segundos, o que significa uma taxa de transferência de, aproximadamente, 221 Mb/s (ou 27,6 MB/s, caso prefira). De todos os roteadores domésticos que já usei, esse é o mais rápido. Por falta de equipamentos compatíveis, não tive como testar o desempenho de dois computadores conectados na rede de 5 GHz.

Extras

Roteador por roteador, o RT-N66U já é excelente. Mas para justificar o salgado preço, tem que ter alguns extras né? São eles:

  • Compartilhamento de arquivos por USB: é possível plugar um pen drive ou HD externo na porta USB e compartilhar os arquivos na rede. Como ele tem suporte a DLNA, é possível unir o útil ao agradável e tornar o roteador o próprio servidor de mídia da casa inteira.
O disco compartilhado foi reconhecido automaticamente pelo meu Mac. Funciona com Windows também!

O disco compartilhado foi reconhecido automaticamente pelo meu Mac. Funciona com Windows também!

  • AiCloud: não, não é uma cópia fajuta do iCloud da Apple. É um serviço de nuvem privada, mas voltado para o uso multimídia. Basta instalar o aplicativo para iOS e Android e acessar facilmente todos os arquivos que estão no HD conectado à porta USB do roteador. Funciona tanto dentro e fora de casa; muito útil para você que tem um celular com pouco espaço de armazenamento. Acessei os arquivos com meu Nexus 4 e tudo funcionou perfeitamente, inclusive o streaming de vídeos funcionou sem travamento algum.
  • Aidisk: é quase a mesma coisa que o AiCloud, mas não depende de aplicativo nem nada: ele cria um servidor FTP, permitindo gerenciar arquivos de qualquer lugar.
  • VPN Server: permite que você crie uma VPN para a rede doméstica de sua casa. Dessa forma, é possível acessar conteúdo local mesmo estando fora de casa.
  • Download Master: o meu preferido. Junto de um HD conectado na porta USB, é possível fazer downloads pelo próprio roteador. Funciona muito bem com FTP, HTTP, ed2k, NZB e torrent. Você poderá baixar Ubuntu como nunca!

downloadmaster-n66u

  • Suporte a compartilhamento de impressoras: se sua impressora é mais antiga e ainda não tem suporte a Wi-Fi integrado, não tem problema: basta plugar o cabo USB no roteador que ela será compartilhada na rede.
  • Suporte a modems 3G/4G: é possível compartilhar a internet de um modem 3G ou 4G, ou mesmo configurá-lo como redundância em caso de queda da sua conexão principal. Funcionou tranquilamente com um Huawei E3276 (4G).

Potência de sinal

Um dos pontos chaves que a Asus destaca para esse roteador é que ele é capaz de cobrir áreas 150% maiores do que roteadores comuns com padrões N. Dependendo do roteador, isso é bem verdade. Veja no gráfico abaixo como o RT-N66U se comportou diante de dois outros roteadores que tem proposta de maior abrangência de sinal: AirPort Express de última geração e um Intelbras WRN150, que terá review publicado em breve no Tecnoblog.

As medições de sinal foram feitas com um LG Nexus 4, com auxílio do aplicativo Wifi Analyzer. Para fins de referência:

  • Base: local onde os roteadores foram instalados
  • Quarto: um quarto que fica a 6 metros de distância do ambiente Base, com divisórias em parede de alvenaria
  • Sala: se encontra no pavimento inferior ao do ambiente Base, com distância aproximada de 40 metros e várias paredes
  • Cozinhaambiente em pavimento inferior ao do ambiente Base, com distância aproximada de 50 metros
  • Casa vizinha: o imóvel se encontra ao lado da casa onde se encontra o ambiente Base, com distância aproximada de 50 metros

De uma forma geral, o sinal do RT-N66U é bem satisfatório, embora o Intelbras WRN150 consiga resultados melhores sendo muito mais barato. E é fato que a cobertura em 5 GHz é menor. Isso não é culpa do roteador, mas sim da própria frequência: quanto maior ela é, menor a penetração do sinal. Em todos os ambientes o roteador apresentou sinal suficiente para navegação.

Vale lembrar que nem tudo depende apenas do roteador, mas sim do equipamento utilizado: o Nexus 4 tem uma potência de sinal muito melhor que um iPhone 5, mas pior que a do meu notebook, por exemplo.

Considerações finais

O RT-N66U foi excelente no seu teste. Além de ser um bom roteador, tem recursos extras que agradam muito, como o Download Master. A potência de sinal impressiona, mesmo com os concorrentes tendo resultados ligeiramente melhores, e o design agrada. Mais do que tudo isso, a velocidade na transferência de arquivos superou todas as minhas expectativas.

IMG_9291

Seria um roteador que eu compraria para o meu uso pessoal, se não tivesse um pequeno detalhe: o preço. O RT-N66U ainda não está disponível para comercialização no Brasil, e tem lançamento previsto para abril de 2014 com preço sugerido de R$ 899.

E por melhor que ele seja, minha consciência não ficaria de bem comigo se gastasse novecentos reais em um roteador, se consigo ter acesso à internet bem decente com opções que custam um terço do que a Asus está cobrando. Com menos de 300 reais é possível comprar um roteador excelente, com outros diversos recursos. Se você for geek, consegue um bom modelo com porta USB e pode se aventurar no mundo do DD-WRT e conseguir funções bem similares ao proposto pela Asus – que é o caso do meu TP-Link TL-WR1043ND.

Desconsiderando o fator preço, pode-se dizer que esse é um roteador destinado especificamente para heavy users que precisam conectar um alto número de dispositivos e com a melhor velocidade possível em tarefas como jogos online, por exemplo. Para a maioria das pessoas, que utilizam a internet apenas para tarefas simples e alguns downloads de vez em quando, até o modem Wi-Fi cedido pela operadora de banda larga deve servir.

Pontos positivos

  • Design: nem parece um roteador. É tão bonito que dá vontade de colocar na sala para enfeitar.
  • Velocidade de transmissão: em se tratando de roteadores domésticos, o RT-N66U dá um banho em todos os equipamentos que já passaram na minha mão
  • Porta USB e suporte a aplicações: é ótima a ideia de poupar a vida útil do seu computador e deixar seus arquivos baixando no roteador.

Pontos negativos

  • Preço: 899 reais em um roteador é um preço bem salgado.
  • Não tem suporte ao novo padrão 802.11ac.

Bônus: uma olhada de perto no Asus WL-330NUL

Junto com o RT-N66U, a Asus nos mandou um WL-330NUL. Assim que retirei o produto da caixa, fiquei muito descrente se aquilo ali era mesmo um roteador.

wl330-frente

De acordo com a Asus, o WL-330NUL é considerado o menor roteador do mundo: suas dimensões são de apenas 65 x 20,7 x 15,4 mm. Isso é tão diminuto que é menor até mesmo que a tetra-chave da minha casa.

wl330-chave

Em termos de conectividade, ele tem apenas uma porta de rede Ethernet e a porta USB, onde recebe alimentação ou se conecta ao computador. Além de roteador, ele também funciona como adaptador Ethernet USB, adaptador Wi-Fi USB e um hotspot USB, que funciona como um repetidor, mas na verdade compartilha a internet de uma rede existente em outra nova. Útil para compartilhar conexões de hotspots pagos, como em aeroportos e hotéis.

aberto

A potência de sinal do WL-330NUL é fraca, mas completamente justificável dado o tamanho do dispositivo. Ele não acompanha nenhum acessório, nem mesmo uma fonte de alimentação externa. Seria legal se viesse na caixa um daqueles cabos Ethernet retráteis.

É o dispositivo perfeito para quem viaja com frequência. Basta plugar na USB do seu computador (ou de um adaptador de tomada USB) e começar a usar. Posso dizer que substitui perfeitamente o adaptador USB/Thunderbolt Ethernet para donos de MacBook Air e MacBook Pro com tela Retina.

Leia mais: Review do D-Link DIR-505, outro roteador portátil que pode ser bem útil em viagens

O preço sugerido para comercialização no Brasil é de R$ 149, mas a distribuição oficial pela Asus só deve iniciar no segundo semestre de 2014. No mercado norte-americano, o produto tem preço sugerido de 49 dólares.

Mais sobre: , , , ,