Início » Jogos » Jogos pirateados no Brasil correspondem a 82% do total

Jogos pirateados no Brasil correspondem a 82% do total

Avatar Por

Você tem ideia de qual fatia da indústria de games é pirateada no Brasil, além de “uma grande”? Um estudo recente apontou que 82% dos jogos de videogame comercializados por aqui são pirateados (!!). O apontamento do Fórum Nacional Contra a Pirataria e a Ilegalidade (FNCP) estima que cerca de R$ 140 milhões sejam retirados de circulação do mercado legal devido à pirataria de jogos.

Os estudos do Fórum, que deseja combater as vendas clandestinas de uma maneira geral, não apenas nos jogos, revelaram que, em 2012, R$ 2 bilhões foram originados dessa prática, um valor 25% mais alto que em 2011. Ou seja, o crescimento desse mercado é rápido e exponencial. No mesmo ano, foram apreendidas por volta de 650 mil propriedades audiovisuais pirateadas no Brasil, entre jogos e softwares – o PlayStation 2 figura entre o console que mais tem jogos copiados ilegalmente.

A despeito do que se imagina, a pirataria de produtos audiovisuais não é exclusivamente resultado de contrabando. De acordo com o presidente da organização, existem estruturas profissionais movimentando esse nicho dentro do Brasil.

Seems legit

Seems legit

Ao piratear uma mídia, o usuário colabora para uma desestruturação profunda do mercado, sem contar os riscos para si próprio. A título de curiosidade, brinquedos, por exemplo, comercializados de maneira ilegal, podem acarretar acidentes como asfixia e ferimentos. Já as mídias físicas, como DVDs, Blu-rays e jogos podem danificar leitores e aparelhos.

Se você só pirateia jogo digital, saiba que não é diferente, em âmbito algum, de quem pirateia qualquer outro tipo de produto. Mesmo a prática de downloads ilegais já é ameaça suficiente à estabilidade da economia do país, sem contar que você está ajudando a financiar o crime.

Pois é. Conforme consta no artigo 184, § 2º do Código Penal, a violação de Direitos Autorais (o que, no caso, corresponde à pirataria) a Lei criminaliza quem “distribui, vende, expõe à venda, aluga, adquire, oculta, tem em depósito, original ou cópia de obra intelectual ou fonograma reproduzido com violação do direito do autor, do direito de artista intérprete ou executante, ou, ainda, aluga cópia ou original de obra intelectual sem expressa autorização dos titulares dos direitos autorais ou de quem os represente”. E a pena pode variar entre 2 e 4 anos de reclusão, além de uma bela multa aplicada que sairia muito mais caro do que alguns jogos de videogame. Talvez esse crime não compense, não é?

Com informações: UOL Jogos

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Bruno Cezar Scarpati
pirataria é algo ruim,sim,claro,mas com os impostos deixando cada jogo com o preço de 150 reais ou mais é muito errado,250,300 reais,os impostos estragam o pais e a pirataria é um modo de conseguir jogar videogame,quer acabar com a pirataria?abaixem os impostos
LKS
Matéria mentirosa,essa lei não se aplica a pirataria,a lei da pirataria prevê de 2 a 3 meses de detenção,se for réu primário nem fica preso.Até parece que ninguem aqui nunca baixou uma musica pirata,um filme pirata,um app de celular,um emulador pra jogar no PC me poupe né
Lack Auraz
comece pela Steam....depois disso vc consegue toma coragem pra compra até dos consoles com mais facilidade....foi assim comigo desde alguns pocos anos atrais e hoje atualmente tenho mais de 30 jogos no total só de game original :) [sem conta que existi tambem a Humble Bundle que vc paga poco para adquiri as vezes uns 15 jogos de uma vez por apenas uns 12 reais covertendo do dolla]
Tales Cembraneli Dantas
Rafael Roland, "Roubar" é uma palavra muito forte quando não se tira nada de ninguém, é um conceito muito relativo quando estamos falando de algo virtual, o qual se pode duplicar quantas vezes quiser sem o uso de matéria prima, o que precisa ser mudado é este conceito. é como ter TV aberta, um videocassete, uma fita virgem e não poder gravar nada nela, e vc sabe que as coisas não funcionam assim, só esta querendo bancar de "bom moço" aqui.
Rafael Roland
Por pensamentos como esses que as coisas são assim no Brasil. As pessoas acham melhor roubar do que comprar. Depois reclamam que não tem conteúdo em português ou as lojas online brasileiras são medíocres...
Gabriela Colicigno
Pirataria não é legal, ok. E quando se trata de seriados que simplesmente não tem no Brasil? E que eu não conseguiria comprar? É tão errado assim baixar uma série e assistir? Estou MESMO financiando o crime quando legendo uma série e disponibilizo para outros brasileiros? Ok, jogos. Steam tem me feito saltar os olhos com o preço, não vejo tanta dificuldade em comprar, inclusive nesses casos, não vejo motivos para piratear. Apps de celular: sim, são baratos. Eu, quando posso, compro. Mas e a dificuldade de precisar ter um cartão internacional pra basicamente tudo? Nem todo mundo pode ter um desses, o que complica muito a vida. Deixo de comprar muitas coisas por não ter um cartão internacional, a aposto que muita gente com dinheiro para pagar essas coisas, também. Ainda acho jogos de videogame extremamente caros, podiam ser mais baratos, mas é a realidade: como é que alguém vai comprar um jogo de 200 reais sendo que isso é uma grande parte do salário mínimo? Essas pessoas devem ser excluídas e não receberem acesso à cultura? (sim, jogos, séries etc são cultura!). Eu não ligo de pagar pelo original, desde que o preço seja justo. E, honestamente, ainda estamos longe disso.
Vagner Alexandre Abreu
Lekynus Sama Mas aí você conta também o poder de consumo que a pessoa tem. Mesmo que um jogo aqui as vezes saia mais barato que lá, conta-se o quanto uma pessoa pode gastar. Estes 100 reais é 1/7 de um salário mínimo, o que muitos recebem.
Kauê Santoja
" Mesmo a prática de downloads ilegais já é ameaça suficiente à estabilidade da economia do país, sem contar que você está ajudando a financiar o crime." UAT?
Rafael Monteiro
Paulo Otávio Diniz Rodrigues não é isso que diz na lei
Paulo Otávio Diniz Rodrigues
Não se esqueça que o governo não é o único 'vilão'. Esse videogame poderia ser vendido, com impostos, por uns dois mil beleza... (e ainda estando caro, pra quem custa US$ 400 + impostos...)
Paulo Otávio Diniz Rodrigues
Mentira e ponto final? Começa por causa dos preços. O cara vê 200 reais num jogo qualquer e resolve piratear. Passa uma vida toda fazendo isso, até que chegam os jogos de um dólar e tal. Tá tão acostumado a piratear que nem sente mais piedade pelo desenvolvedor: pirateia também. Ainda assim, os bons preços tem feito muita gente parar de piratear (veja comentários acima, como exemplo). Acho que isso (piratear por um dólar e tal) é uma questão cultural, e não meramente uma mentira.
Paulo Otávio Diniz Rodrigues
Eu uso o meu pra guardar minhas milhares de trocentas fotos pesadas que fiz durante a vida, pra fazer backups completos, arquivos que ninguém mais guarda e backups de CDs originais que estão fisicamente apodrecendo e não tem muito o que fazer.
Paulo Otávio Diniz Rodrigues
A ideia da cópia única é de que, se eu tenho uma mídia MINHA, posso copia-la uma vez para meu próprio uso. Exemplos: backup, uso de programa em mídia/hardware diferente, etc.
daniellz
Ahhhh, é mesmo? Tá caro? Sabe a solução legal pra quando algo está caro? Não compra! É ridículo esse argumento de que o ÚNICO meio é a pirataria, não é, isso é desculpa de quem não aguenta ficar sem jogar/ver filme pra limpar sua consciência, hoje em dia já tem alternativas legais para tudo, como Netflix, Grooveshark/Rdio/etc e Steam/Nuuvem/Humble Bundle/etc. Fora as soluções pra música que são bem completas, concordo que ainda falta muito na indústria de filmes e jogos no Brasil, mas não é desculpa pra adquirir algo que vc não pagou por, o que se assemelha bastante a roubo na minha opinião...
Fagner Mesquita
Arlys Souza não uso isso como um meio de protesto e sobre a atenção ao Brasil..... cara prefiro games em seu idioma original até pq as dublagens brasileiras estão longe de serem boas sobre a steam eu tenho steam. NEM TODO GAME TEM NA STEAM. ai Tales muito bom o seu comentário merece um joinha.
Exibir mais comentários