Início » Antivírus e Segurança » Em mensagem de Natal, Snowden provoca: "é mais barato perguntar do que espionar"

Em mensagem de Natal, Snowden provoca: "é mais barato perguntar do que espionar"

Avatar Por
6 anos atrás

É uma tradição na Inglaterra que, no dia de Natal, as emissoras de rádio e TV transmitam uma mensagem da rainha Elizabeth. Neste ano, um canal do país, o Channel 4, transmitiu também um discurso alternativo, proferido por Edward Snowden. Adivinha qual o tema?

Sim, privacidade.

Snowden, que atualmente está abrigado na Rússia, gravou um vídeo de cerca de 1min43 chamando atenção para a espionagem dos governos e pedindo que pensemos sobre como isso nos afeta - e como afetará as próximas gerações; na gravação, ele menciona que crianças nascidas hoje irão crescer sem noção do que é privacidade.

Outro ponto interessante do vídeo é a comparação com o livro 1984, de George Orwell. Foi impossível não lembrar dele quando o escândalo da espionagem foi revelado em junho deste ano, mas Snowden diz que o que temos hoje é ainda pior. A espionagem tem um nível mais pessoal: em vez de câmeras e microfones nos vigiando, temos sensores dentro dos nossos bolsos - duvida? Dê uma olhada no seu histórico de localização no Google.

O vídeo é este:

E o discurso traduzido está logo abaixo:

Olá, e feliz Natal. Estou honrado em poder falar com você e sua família neste ano.

Recentemente, descobrimos que nossos governos, trabalhando em conjunto, criaram um sistema de espionagem mundial, assistindo tudo que fazemos.

O britânico George Orwell nos avisou dos perigos deste tipo de informação. Os tipo de coletas no livro, microfones e câmeras de vídeo, TVs que nos assistem, não são nada comparado com o que temos disponível hoje. Temos sensores nos nossos bolsos que nos acompanham aonde formos.

Pense no que isso significa para a privacidade de uma pessoa comum. Uma criança nascia hoje vai crescer sem a menor ideia do que é privacidade. Eles nunca saberão o que é ter um momento de privacidade para si, sem um pensamento que não seja gravado ou analisado. E este é um problema, porque privacidade importa. Privacidade é o que nos permite determinar quem somos e quem queremos ser.

As conversas ocorrendo hoje determinarão a quantidade de confiança que podemos colocar tanto na tecnologia que nos rodeia quando no governo que a regula. Juntos, podemos achar um equilíbrio melhor, acabar com a espionagem em massa e lembrar o governo de que, se ele realmente quer saber como nos sentimos, perguntar é mais barato que espionar.

Para todos ouvindo, muito obrigado e feliz Natal.

Snowden recentemente escreveu uma carta aberta direcionada ao povo brasileiro detalhando como se dá a espionagem da NSA no país, mas sem a intenção de pedir asilo político - ele fica na Rússia até a metade de 2014. No entanto, disse, em entrevista ao Fantástico, que não recusaria um convite da presidente Dilma.

Com informações: CNET