Início » Internet » Em resposta a estudo de Princeton, Facebook mostra que, em 2021, a universidade deixará de existir

Em resposta a estudo de Princeton, Facebook mostra que, em 2021, a universidade deixará de existir

Por
5 anos atrás

Ontem, uma pesquisa feita por dois estudantes de Princeton mostrou que o Facebook deve perder 80% de seus usuários em 2017, o que significaria sua ruína. A pesquisa repercutiu por toda a web – inclusive aqui – , e o Facebook resolveu dar uma resposta um pouco mais elaborada para ela.

A rede social publicou uma pesquisa feita por ela sobre a Universidade de Princeton utilizando métodos semelhantes aos da outra pesquisa e chegou à conclusão de que, em 2021, Princeton deixará de existir.

Primeiro, foram os likes da página no da universidade no Facebook comparados com os de Yale e Harvard, que mostram Princeton bem atrás:1601297_10101234997676551_1912211356_n (1)

Em seguida, uma pesquisa no Google Scholar indica uma queda nas solicitações de matrícula para Princeton, que, segundo o gráfico do Google, deve continuar. No Google Trends, também há diminuição de procura por “Princeton”.

princeton-google-trends

Por fim, a pesquisa do Facebook diz que, de acordo com os dados que foram obtidos, é seguro dizer que Princeton terá metade de sua quantidade de alunos em 2018 e, em 2021, não terá aluno nenhum matriculado.

Essa pesquisa, claro, é uma resposta bem-humorada (e bem sarcástica) à outra. Se você ficou em dúvida se é mesmo, ela também concluiu, de acordo com a queda nos termos de procura no Google Trends, que o ar não existirá mais em 2060.

A intenção da publicação do post foi mostrar que nem todo método de pesquisa funciona para absolutamente tudo e que “alguns métodos de análise levam a conclusões bem malucas”.

O estudo de Princeton ainda precisa ser revisado antes de ser oficialmente publicado, mas acho que podemos afirmar que passar por essa revisão vai ficar bem mais difícil agora…

Mais sobre: ,