Início » Gadgets » Míopes, comemorem: Google Glass ganha lentes de grau e escuras

Míopes, comemorem: Google Glass ganha lentes de grau e escuras

Por
6 anos atrás

Dando mais um passo rumo à comercialização, o Google apresentou hoje um upgrade no Glass, que era um dos mais pedidos: finalmente, o wearable ganhou lentes, que podem ser tanto de grau como escuras. O acessório era especialmente aguardado porque não dá para usar óculos com o Glass.

As lentes são vendidas separadamente por 225 dólares e se acoplam ao Google Glass (que já custa seus 1.500 dólares). Há seis modelos, sendo dois deles de lentes escuras, como óculos de sol, e o resto para receber lentes de grau.

Bem leves, elas são feitas de titânio e os modelos adotados são os considerados mais comuns – se você usa óculos, deve ter um modelo parecido com o seu disponível. Mas, como foram feitos para o Glass, não podem ser utilizados sem eles, já que uma das pernas, a que fica acoplada ao hardware do Glass, é mais curta.

As lentes são vendidas sem grau e é preciso levá-las a uma ótica com profissionais treinados para trocar. Por enquanto, há somente 200 deles espalhados nas cidades de San Francisco, Los Angeles e Nova York; o Google espera que, até o fim do ano, sejam mais de 6 mil ao longo dos EUA.

É preciso que os profissionais sejam treinados para que as lentes sejam feitas com o material certo e colocadas do jeito certo, inclusive para não interferir com a telinha do próprio Glass. Por isso, não são todos os problemas oculares que podem ser resolvidos com as novas lentes. As lentes para graus muito altos, por exemplo, não são recomendadas; já quem precisa de bifocais depende da avaliação do oculista.

O Google Glass ainda não tem data certa para ser comercializado (por enquanto, é a versão de testes que está circulando), mas sabe-se que será ainda em 2014. Uma das maiores críticas a ele é quanto ao design, já que é um acessório bem fora do comum. Será que, com as lentes de grau e escuras, fica mais aceitável? Pelas fotos, me parece que sim.

Com informações: CNET

Mais sobre: