Aquele papo de que os Correios estão planejando oferecer serviços de telefonia móvel voltou à tona, mas agora em clima de “agora vai”: a companhia fechou um acordo com os Correios da Itália (Grupo Poste Italiane) para formar uma joint venture e, assim, começar a atuar como operadora no Brasil, o que poderá acontecer já em 2014.

O negócio será baseado no cada vez mais conhecido modelo de prestadora virtual (MVNO, na sigla em inglês), onde a companhia interessada firma um contrato para utilizar a rede de uma operadora “de verdade”, isto é, que tem infraestrutura de telecomunicações própria.

É neste ponto que o Grupo Poste Italiane entra em ação: a empresa começou a oferecer este tipo de serviço na Itália por meio da Poste Mobile em 2007 e, desde então, já acumula três milhões de clientes; a intenção é contar com esta expertise para que o negócio também seja sinônimo de sucesso no Brasil.

Carteiro com smartphone

De fato, os Correios do Brasil parecem mesmo precisar de auxílio para fazer com que a ideia saia do papel. A empresa cogita criar uma operadora virtual desde 2011 e, no começo do ano passado, chegou a prometer o lançamento dos serviços para o final de 2013, o que não aconteceu.

Expectativas de boa aceitação há. Primeiro pela quantidade de agências dos Correios existente no país, que facilitará a aquisição de créditos para ligações, por exemplo. Segundo porque, nas palavras de Paulo Bernardo, ministro das Comunicações, os Correios têm imagem de confiança e tradição em todo o país.

Com a escolha dos Correios da Itália para a formação da joint venture, o próximo passo é a definição da operadora que fornecerá a sua rede, o que deve acontecer em abril — outra operadora virtual prestes a chegar ao Brasil, a Virgin Mobile, funcionará com a estrutura da Vivo.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Marcelo Neves
O comentario que o correio TERIA imagem de confiança e tradição, pois infeliz e pode até ser verdadeiro pra quem nao usa o serviço.
Jean Franco
E essa Virgin Mobile, hein? Estou esperando muito a chegada dela, mas parece que virou lenda..
EFG
"Primeiro pela quantidade de agências dos Correios existente no país, que facilitará a aquisição de créditos para ligações, por exemplo." Atualmente tem maluco vendendo crédito de celular em cada esquina das cidades... coisa que os correios não tem. "Segundo porque, nas palavras de Paulo Bernardo, ministro das Comunicações, os Correios têm imagem de confiança e tradição em todo o país." www youtube com/watch?v=fZU1Qv5FvSs e outros, só olhar lá por "Correios".
Jefferson Ferreira
Vejamos. Eu não recebo nem minhas correspondências dos Correios. Muito menos sinal de telefonia. Se a operadora física for a TIM haha ai já era!
Weslley Rocha
to até vendo... você liga pro seu amigo e a ligação cai la no Acre... Serio?? pelo menos coloquem um nome mais decente que Mensageira Digital.... Se as outras ... Tim, Vivo, Oi, Claro que estão no mercado a tanto tempo e ainda tem muitos problemas com sinal... como o Correios quer alcançar elas para depois oferecer uma melhor qualidade??
nicolasumaras
Bom, nunca tive problemas com entregas, mas no que depender de tecnologia dos correios... Os caras não fazem um sistema de rastreio que funcione corretamente: ou ele só atualiza depois que o mundo acabou ou então vira uma salada só. Precisei enviar documentos importantíssimos por Sedex e segundo o sistema meus documentos ainda estão passeando pelos armazéns da empresa, mas sei que já chegaram há muito tempo (e no prazo) ao destinatário. Outra coisa é o custo do Sedex, muitas vezes a compra não vale a pena por causa do frete. Sei que fazer entregas no Brasil não é mole (afinal falta MUITA infra-estrutura), mas mesmo assim acho o preço elevado. Mas vamos ver, se valer a pena e tiver qualidade porque não? Ter uma rede "própria" pode até ajudar os Correios com o sistema de rastreio (imagina rastrear a carga em tempo real?). Fora que concorrência nunca é demais.
Caioalm014
Eu até mudo de operadora se eles derem descontos no fretes :D
sias
Eu uso muito frequentemente o Sedex e não tenho do que reclamar....Chego a receber encomendas com menos de 24h depois da postagem.
Lucas Sandoval
Várias operadoras privadas querendo entrar no mercado brasileiro e o governo me faz uma dessa. A voracidade do governo brasileiro é impressionante: o que importa é criar mais e mais cargos. tirar mais dinheiro da população. submundo.
Everton Favretto
Arthur Vicentini Olha, considerando que a Vivo abriu as pernas da rede dela(2 MVNOs e o roaming da Nextel), ela é uma candidata forte.
Everton Favretto
Arthur Vicentini Olha, considerando que a Vivo abriu as pernas da rede dela(2 MVNOs e o roaming da Nextel), ela é uma candidata forte.
Thiago Gyboski Mengatto
http://2.bp.blogspot.com/-SvIUMQTaG_E/UYcmbbKKkjI/AAAAAAAAErA/64laK7lDPio/s1600/jaiminho.jpg
Gabriel Rezende Camargo
Comparado com outros serviços aqui no Br é provavelmente o mais confiável mesmo.
Ruy Santos
Junte Correios + Receita Federal e vc terá uma história sem fim para aquela encomenda que vc precisa muito receber mas está a mais de 2 meses em transito.
Diogo Ramos Gutierre
Pessoal aproveita a noticia para falar mal dos correios. Você odeia os correios? Acredito que tenha os seus motivos, beleza. Mas do meu ponto de vista, quanto mais operadoras móveis melhor. Que a virgin venha junto, e no futuro seria muito bom se outras dessem as caras por aqui também. O serviço atual é muito ruim e caro. Qualquer companhia conseguiria se firmar num mercado como este.
Exibir mais comentários