Início » Celular » iPad marca estreia da Apple no mercado de processadores

iPad marca estreia da Apple no mercado de processadores

Por
10 anos atrás

Uma das maiores surpresas envolvendo o mais novo (e, pelo visto, não tão secreto assim) lançamento do Apple, o iPad, é seu misterioso processador Apple A4 de 1 GHz.

Apesar de sempre ter fabricado seus próprios computadores, a empresa de Steve Jobs sempre adquiriu componentes de outros fabricantes, prática comum no segmento. Historicamente suas máquinas sempre contaram com processadores PowerPC, desenvolvidos por um consórcio que envolvia a própria Apple junto da Motorola e IBM, até que em 2005 eles foram substituídos pelos atuais Intel.

Então, daonde veio esse novo chip 100% Apple? Uma rápida pesquisa não oferece todas as respostas, mas dá um forte indicativo do caminho.

Em abril de 2008 a empresa de Steve Jobs adquiriu a PA Semi, especializada em semicondutores, por US$ 278 milhões. Fundada em 2003, a empresa contava com cerca de 150 funcionários e começou suas atividades desenhando processadores PowerPC de baixo consumo para notebooks da empresa da maçã.

Na ocasião da compra a Apple negou que teria qualquer intenção de produzir seus próprios chips, apesar de sua nova aquisição ter entre suas fileiras os reconhecidos engenheiros Dan Dobberpuhl e Jim Keller, com passagens pela ARM e AMD. Há alguns meses rumores apontavam que a empresa havia mobilizado grande parte de seu pessoal para a contrução de um novo processador baseado na arquitetura ARM, que seria instalado em “um novo dispositivo de mão”.

E, pelo visto, a boataria estava correta.

Mais sobre: , , , ,