Início » Celular » É oficial: Nokia anuncia X, X+ e XL, três smartphones que rodam apps para Android

É oficial: Nokia anuncia X, X+ e XL, três smartphones que rodam apps para Android

Família Nokia X terá aparelhos de entrada e servirá como porta de entrada para serviços da Microsoft

Paulo Higa Por

nokia-x-plus

Direto de Barcelona — Não é mais rumor: a Nokia apresentou na manhã desta segunda-feira (24) uma nova família de smartphones que rodará apps para Android e possuirá integração com os serviços da Microsoft, como o OneDrive. O anúncio foi feito por Stephen Elop, vice-presidente de dispositivos e serviços da empresa de Redmond. São três aparelhos: Nokia X, Nokia X+ (com mais armazenamento) e Nokia XL (com tela de 5 polegadas).

nokia-android-precos

Os três aparelhos possuem processador Snapdragon dual-core e suportam dois SIM cards. O Nokia X é o smartphone mais barato, com tela IPS de 4 polegadas e câmera de 3 MP. Para quem carrega muitas músicas e vídeos para todo lugar, há o Nokia X+ com mais RAM e armazenamento (por meio de um microSD incluso na caixa). Por sua vez, o Nokia XL vem com tela de 5 polegadas, câmera traseira de 5 MP e uma câmera frontal de 2 MP para chamadas em vídeo no Skype.

Durante a apresentação, a Nokia evitou dizer que os aparelhos rodam Android. Na verdade, eles rodam apps do Android. E a interface não lembra em nada o sistema operacional do Google: pense nela como uma mistura dos Asha e Lumia. Há o Fastlane, tela que permite alternar entre aplicativos e exibe informações úteis, e uma tela inicial cheia de blocos que são a cara do Windows Phone.

nokia-x-interface-android

Os aplicativos podem ser instalados por meio da Nokia Store, por lojas de terceiros e também por sideloading, ou seja, instalando o arquivo *.apk manualmente. A maioria dos aplicativos para Android rodará nos Nokia X sem precisar de nenhuma modificação. No entanto, como a Nokia fez alterações no sistema para substituir APIs do Google por APIs da Microsoft, alguns deles podem precisar de pequenas adaptações para funcionar totalmente, de acordo com Elop.

Elop diz que os aparelhos serão uma “porta de entrada” para os serviços da Microsoft e da Nokia: eles vêm de fábrica com o Here Maps, que suporta navegação curva a curva e armazenamento offline de mapas, além do Nokia MixRadio, serviço de streaming que permite ouvir músicas gratuitamente.

Rosto de Microsoft, coração de Google

Rosto de Microsoft, coração de Google

nokia-x-plants

A família X será vendida em todo o mundo, começando por países em desenvolvimento na Ásia, Europa, Índia, América Latina, Oriente Médio e África. Nokia X (89 euros) e Nokia X+ (99 euros) começam a ser vendidos imediatamente, enquanto o Nokia XL (109 euros) chega semanas depois. No Brasil, com exceção do Nokia X+, os smartphones têm previsão de lançamento para o segundo trimestre. A Nokia ainda não divulgou os preços para o Brasil.

Não deveremos ter um Android topo de linha da Nokia tão cedo, o que é de se esperar agora que a compra da Nokia pela Microsoft está prestes a ser concluída. Segundo Elop, o foco da empresa continuará na família Lumia com Windows Phone, onde novas tecnologias chegarão primeiro e haverá integração total com os serviços da Microsoft.

Nossas primeiras impressões serão publicadas em breve.

Paulo Higa viajou para Barcelona a convite da Nokia.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Tiago Coimbra de Araújo
Eita... Acho que era melhor colocar Android mesmo. A "cara" da tela inicial não ficou nada legal.
Harry Rocha
Douglas infotec Nunca, afinal ela é da M$
Douglas infotec
quando será que a Nokia vai ganhar a carta de alforria e deixar de ser este capacho da microsoft
RamonGonz
perfeito, entendi!! valeu!
Douglas Rolim
Cyanogen vai rolar lindo :P
Bruno Codeman
André Cardoso A MS já unificou os windows, o kernel de ambos os sistemas hoje é o mesmo. Só que, IMHO, isso não significa nada, já que o W8 ficou tão ruim que até o Bill Gates desistiu de usar. Na verdade, o ponto é até um pouco mais embaixo: O Windows está deixando de ser relevante. E vai ter cada vez menos usuários, ainda mais com a massiva migração de gamers que ocorrerá dentro de uns 5 anos, para linux, devido ao SteamOS. E aí é que são elas. No cenário mobile, todos os SO's vão ficar irrelevantes com a ascenção dos webapps (no qual, por increça que parível, quem tá mais avançado é o FireFoxOS) em alguns anos. Quanto a investir nos desenvolvedores, a MS tem feito isso seguidamente, promovendo concursos entre desenvolvedores e talz (uma das poucas empresas que conheço que faz apps para WP ganhou um xbox e uma harley em concursos assim). Mas não tá adiantando quase nada.
@
Quero saber da fluidez com esse monte de mods.
André Cardoso
Bruno Codeman mas nesse ponto a MS já tá investindo, garantiu atualizações pelos próximos 3 anos pro WP, e como a intenção é unificar o WP com o Windows RT e Windows 8, acredito que desse problema não sofreremos mais. Foi lançado (ou vai ser lançado, não lembro) um aplicativo que permite, em poucos passos, que você desenvolva para o Windows 8 e para o Windows Phone 8 ao mesmo tempo. Acho que o caminho pro sucesso do WP é por aí: investir nos desenvolvedores. Agora se por algum motivo a MS resolver abandonar o WP8, pode fechar a Nokia, ou migrar pro Android de vez, porque não vão vender mais nada.
Bruno Codeman
André Cardoso Outro ponto: Esse lance de simplesmente abandonar o WP7 não inspira confiança. Aí os caras lançam agora um aparelho com Android. E se decidem abandonar o WP8 do nada também? Todo o esforço para se aprender a desenvolver para uma nova plataforma + grana investida... Para nada?
André Cardoso
Bruno Codeman pois é, nesse sentido acho mancada na MS não facilitar a vida dos desenvolvedores. Realmente, se custa a mesma coisa, é claro que a preferência é pro OS que tem o maior número de usuários. Outra mancada foi deixar os usuários do WP 7 a ver navios, achei sacanagem. Mas né, MS não é MS se não tiver algum erro tosco rs
Bruno Codeman
André Cardoso Eu gosto bastante do WP, já tive o WP7 e fiquei bem puto quando a MS decidiu, do nada, descontinuar a linha. Mas ainda é um SO com baixa adesão de desenvolvedores e usuários. Eu falo isso não só por mim (sou desenvolvedor), mas por que tenho muitos amigos que são desenvolvedores (alguns deles game devs, inclusive) e eles como profissionais e suas empresas, em geral, não tem o menor interesse em desenvolver para a plataforma. Por ser uma plataforma fechada e ter que pagar (não só a licença de desenvolvimento, mas também o Visual Studio é pago - e nada barato) e que depende apenas de um fornecedor, não é interessante para o desenvolvedor ou empresa criar algo para WP, visto que o investimento feito para desenvolver para outras plataformas é o mesmo, só que com iOS (que eu não suporto, acho um péssimo OS) e Android, o retorno é meio que garantido pq a base de usuários é bem grande.
portela.thiago
Beleza! Aquele q conseguir o arquivo APK do HERE MAPS avisa!!
Tiago Saraiva Ferreira
Estou satisfeitíssimo com meu Android (que ainda é Gingerbread) e não será um Nokia com uma versão piorada do Android que vai me fazer migrar de plataforma
André Cardoso
Bruno Codeman sim, concordo com você. Por isso a necessidade da linha X. Emplacar os serviços da MS + linha Lumia. Eu acho que as pessoas estão com o pensamento muito atrasado em relação ao Windows Phone, ele vale a pena sim. Desde o ano passado estou usando Android e WP e não tem nada que eu não faça em um que não dê pra fazer no outro. Ambos tem suas limitações, seus pontos fortes e fracos. Vai da necessidade de cada um. Se fosse pra escolher hoje eu iria de WP sem pensar duas vezes.
Bruno Codeman
André Cardoso A MS tenta há anos emplacar seus serviços, sem sucesso. A última vez que conseguiu isso foi com o MSN. E não é só questão de quantidade de aplicativos inúteis. A Nokia fez até comercial pedindo para a Instagram desenvolver uma versão para Windows Phone. É uma plataforma de baixa adesão (sim, está crescendo e essa é a tendência. Eu mesmo penso em comprar um para ser devphone/sidephone), mas, por enquanto, ainda não compensa usar nem desenvolver para ele.
Exibir mais comentários