Enquanto a gente ainda digeria a compra do WhatsApp, nos bastidores, o Facebook trabalhou discretamente para acabar com o seu serviço de e-mail. O motivo está na ponta da língua da maioria esmagadora de seus usuários: alguém já utilizou o endereço @facebook.com que é atribuído a todas as contas? Pois é.

A ideia surgiu há cerca de três anos, mas nunca foi um serviço de e-mail completo. Para começar, a existência desta opção sempre ficou confusa para o usuário. Para usá-la, é necessário ir em Mensagens, clicar em Nova Mensagem e então informar o e-mail de alguém.

Quando a mensagem é enviada, o destinatário a recebe em seu e-mail, mas como uma notificação sobre uma conversação iniciada no Facebook. No campo de remetente desta aparece o username do emissor seguido de @facebook.com.

Mark Zuckerberg no lançamento do Facebook Messages

Mark Zuckerberg no lançamento do Facebook Messages

Funciona com o básico, mas inserir cópia oculta ou criar pastas nem pensar, afinal, tudo fica integrado com o conteúdo do Facebook Messages, inclusive os e-mails que o usuário recebe.

Em junho de 2012, o Facebook até tentou “forçar” a sua gigantesca base de usuários a aderir à ideia mudando discretamente o e-mail padrão dos perfis para o seu correspondente endereço @facebook.com, mas tudo o que Mark Zuckerberg e sua turma conseguiram foi uma avalanche de críticas.

Com a baixíssima adesão, o Facebook finalmente decidiu aposentar seu serviço de e-mail – a desativação em todas as contas deverá acontecer por completo em breve. É a admissão de uma derrota, mas para uma empresa que agora tem o WhatsApp, nem tem tanta importância assim.

Para os poucos usuários que utilizam seu e-mail do Facebook, nem tudo está perdido: as mensagens externas que eventualmente chegarem a estes endereços serão redirecionadas automaticamente para o e-mail padrão de cada conta. O usuário que não quiser recebê-las terá a opção de desabilitar esta configuração.

Com informações: Re/code

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Carlos Pacheco
Eu penso que eles poderiam ter usado a ferramenta de maneira explícita. Másss...