Início » Negócios » MtGox fecha de repente e some com os Bitcoins de seus clientes

MtGox fecha de repente e some com os Bitcoins de seus clientes

Por
3 anos atrás
Já conhece a nova extensão do Tecnoblog? Baixe Agora

Há semanas que as coisas não vinham bem para a MtGox, tida como a maior casa de câmbio de Bitcoins do mundo. Mesmo assim, pouca gente esperava por um desfecho tão abrupto: nesta segunda-feira, o serviço simplesmente saiu do ar, levando tudo o que seus clientes haviam investido.

No dia 7 deste mês, a MtGox havia suspendido saques sob a justificativa de que era necessário corrigir uma falha que, entre outras possibilidades, permitia a alguém com conhecimentos avançados alterar transferências concluídas para que estas constassem como em aberto, fazendo com que valores de uma mesma transação fossem enviados várias vezes.

A suspensão dos saques era para ser temporária, mas se seguiu por dias a fio, tanto que, na semana passada, a MtGox chegou a prometer que tudo voltaria ao normal em breve.

No último domingo, entretanto, houve mais um acontecimento inesperado: Mark Karpeles, CEO da MtGox, comunicou sua saída do conselho administrativo da Bitcoin Foundation, mas sem dar detalhes. Para os mais otimistas, a notícia era um sinal positivo: saindo do conselho, talvez Karpeles pudesse se concentrar em resolver os problemas da MtGox.

Mark Karpeles, chefão da MtGox

Mark Karpeles, chefão da MtGox

Só que a história rumou para o lado trágico: o site da MtGox fechou e o seu perfil no Twitter teve todas as mensagens apagadas. Por volta do meio-dia de hoje (no horário de Brasília), apenas um curto aviso foi publicado na home do site, que até então exibia uma página em branco:

Caros clientes MtGox,

Em face das notícias recentes e das potenciais repercussões sobre as operações da MtGox e do mercado [de BitCoins], tomamos a decisão de fechar todas as transações no momento, afim de proteger o serviço e nossos usuários. Estaremos monitorando a situação de perto e reagindo de acordo.

Os clientes da MtGox, que já estavam preocupados desde que os saques foram bloqueados, ficaram de mãos vazias. Uma vez que a empresa tem (ou tinha) sede em Tóquio, a Agência de Serviços Financeiros do Japão chegou a ser procurada, mas a instituição apenas informou que nada pode fazer.

É difícil saber se ainda dá para salvar a MtGox. Segundo um documento em circulação na internet e que teria sido apontado como autêntico por fontes próximas à empresa, cerca de 745 mil Bitcoins saíram de circulação em virtude da tal falha, um prejuízo gigantesco e, aparentemente, irrecuperável.

Para evitar que o sumiço da empresa afete ainda mais o ecossistema do Bitcoin, os CEOs dos serviços de câmbio Bitstamp, Blockchain, BTC China, Circle, Kraken e Coinbase emitiram um comunicado em conjunto onde explicam que o mercado continua sendo confiável e o que fechamento da MtGox se deve exclusivamente à sua má gestão.

Mas o clima de crise é eminente. Além do que acaba de acontecer, há a suspeita de que o serviço de venda de drogas Silk Road 2 tenha sido vítima de um golpe de seus criadores ou da mesma falha que supostamente levou a MtGox à ruína. Quase US$ 3 milhões em Bitcoins dos clientes do site foram roubados neste ataque.

A soma destes e de outros fatores não poderia ter outra consequência: a cotação do Bitcoin está em queda livre, assim como a confiança na moeda.

Com informações: Business Insider

Mais sobre: ,
    • “Uma vez que a empresa tem (ou tinha) sede em Tóquio, a Agência de Serviços Financeiros do Japão chegou a ser procurada, mas a instituição apenas informou que nada pode fazer.”

      UÉ? UÉ? UÉ?
      O Bitcoin não é a salvação da humanidade por ser descentralizado, sem intervenção do governo, livre, com cobertura de chocolate e pedacinhos de marshmallow?

      Quando o bicho pega o pessoal busca ajuda pras entidades jurássicas, ultrapassadas e não confiáveis? NÃO TÔ ENTENDENDO.

    • qgustavor

      Por ser algo não regularizado duvido que algum governo do mundo iria ajudar a empresa a se recuperar do roubo… por outro lado iria procurar tomar essas moedas.
      O Bitcoin tem valor intrínseco: ninguém pode fabricar uma bitcoin ou falsificar uma. Isso impede a inflação e além de aumentar a segurança da moeda, porém ela não tem segurança contra roubo.
      Se um governo quiser acabar com a Bitcoin ele pode tentar usar as mesmas táticas que ele já usa com os torrents – uma vez que ambos são descentralizados – porém ocorreria que os mesmos truques usandos para contornar um seriam aplicados no outro.
      O que fazer então? As bitcoins são limitadas e há uma falha no sistema, boa parte delas e impedimos que o sistema funcione. Atacar grandes “empresas” (Silk Road sendo a mais famosa) ajuda isso.
      Qualquer um que acompanha as cotações delas sabe bem: o valor é diretamente proporcional a confiança da moeda, algo que é controlado por qualquer entidade. Governo chinês foi contra, caí, banco americano apoiou, sobe.
      Com o fim da MtGox lá se vai confiança dos usuários nas criptomoedas (In Criptography we Trust? No). Não somente a Bitcoin será prejudicada – agora que a moeda vai cair numa monhanha russa eterna – como as outras criptomoedas também.

      • rafael

        ll

      • rafael

        vai entende

      • Diego Souza

        pois é né, ele tava certo… queria ter visto isso antes.