O Google Street View pegou suas mochilas com câmeras e foi desbravar mais um lugar que os carros não alcançam: o rio Colorado, nos EUA. Ele é, hoje, o rio que corre mais riscos de sumir do mapa no país nas próximas décadas, então pode ser que o Street View seja sua única oportunidade de navegar por ele.

Com 2,3 mil km de extensão, ele cruza sete estados e dois países (EUA e México) e fornece água e energia para milhões de pessoas. Devido à sua exploração descontrolada e a fatores naturais, como a erosão, há estudiosos que defendem que sua quantidade de água diminua em até 20% nos próximos 40 anos. Atualmente, ele tem pontos que atingem o mínimo de 2 metros de profundidade e máximo de 40 metros. Em outros, chega a secar.

O passeio pelo rio com o Street View é divertido não apenas pela visão em primeira pessoa que dificilmente teríamos dele, mas pelas informações que o Google inseriu no hotsite do projeto. Nele, há um mapa com pontos de interesse marcados, onde são descritos locais em que fósseis foram encontrados, a diversidade do solo, a rocha vulcânica Vulcan’s Anvil e outras informações. Mais pontos de interesse estão listados em uma página separada, incluindo imagens de rafting.

E, além de tudo isso, a vista do Grand Canyon é muito, mas muito linda.

O mapeamento em primeira pessoa do rio Colorado foi feito em parceria com a organização American Rivers, que se dedica a preservar e educar sobre os rios dos EUA.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Vagner Alexandre Abreu
Bacana. Bem, piada besta: Se realmente estiver secando, então esta realmente será a última vez que será feito uma navegação com o Street View. O próximo será com o carro do Street View mesmo :) E agora sério: fico imaginando que se o Google está nestas iniciativas de navegação, e como já fizeram o da Amazônia, pode ser que dentro em breve, rios como o São Francisco e até mesmo o Tietê entrem no Street View (que poderia se chamar "Walk View", já que anda por tudo quanta lugar) :D