O Facebook quer tornar o trabalho dos desenvolvedores um pouco mais fácil. Pelo menos este é um dos argumentos que a empresa utilizou para liberar, nesta quinta-feira, a primeira versão oficial da Hack, uma nova linguagem de programação criada por seus engenheiros.

Quer dizer, nova em termos. Primeiro, porque a linguagem já vem sendo utilizada pelos principais programadores do Facebook há alguns meses. Segundo porque a Hack é baseada e compatível com o PHP. O que está acontecendo agora é a liberação pública da linguagem após um período de “amadurecimento”.

No blog do Facebook Code, seção da rede social dedicada a desenvolvedores, os engenheiros de software Julien Verlaguet e Alok Menghrajani explicam que, no início, o Facebook foi codificado prioritariamente com PHP. O problema é que, à medida que os meses passavam e a empresa se tornava maior, os códigos na linguagem tornaram-se cada vez mais difíceis de serem gerenciados.

Foi isso o que motivou a dupla a se juntar ao líder de equipe e também engenheiro Bryan O’Sullivan para criar uma linguagem capaz de combinar o ciclo de desenvolvimento rápido do PHP com o rigor de linguagens mais “formais”, por assim dizer.

O objetivo principal sempre foi o de atacar os erros. No comunicado oficial, os desenvolvedores explicam que linguagens dinâmicas, como o PHP, facilitam o desenvolvimento rápido, mas geralmente tornam a detecção de erros mais difícil, uma vez que as falhas só são percebidas quando o programa está em execução, o que é particularmente preocupante em projetos muito grandes.

Por sua vez, usando linguagens do tipo estática, como C, os desenvolvedores podem encontrar erros antes da efetiva execução do código, com a possível desvantagem de linguagens como esta não serem tão práticas quanto às mais atuais. Como consequência, o Hack foi criado para unir o melhor dos mundos.

PHP versus Hack

PHP versus Hack

Para tanto, os desenvolvedores se basearam em outra solução do Facebook, o HHVM (HipHop Virtual Machine), para compatibilizar código em PHP já existente com Hack. Não é por menos que boa parte dos arquivos em PHP que o Facebook possui já foi validada para a nova linguagem, com exceção para os códigos que possuem funções não suportadas na abordagem estática.

Ficou interessado? Você pode saber mais no site oficial da Hack. Ali é possível não só baixar os pacotes da linguagem (tudo de graça!) como também acessar tutoriais e a documentação oficial.

Com informações: ReadWrite

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Felipe M Andrada

resumo. hack é um php tipado

HackerR FaceB
Hackeio Facebook e E-mail. Contato Blog>>> Comohackeafacebook.blogspot.com Serviço Rápido e Eficiente. 100% Sigiloso.
Nilson Lana Machado Pimentel
Oba!!! será q funfa messsssmo??
Ciro Galvão
To de zoa paiaço! =P
Luis Henrique Gomes Camilo
De boa santa humildade.
Ciro Galvão
Luis Henrique Gomes Camilo Vai trocar memória ram vai rapaz! kkkkkkk
Luis Henrique Gomes Camilo
só que não U_U
Daniel Radetic
wolf, eh por isso que escolheram o nome e aparentemente eh soh um php atualizado com coisas d facebook embutidas basicamente o mesmo motivo pra nintendo ter lançado pokemon X e reduzir toda exposição de conteudo inapropriado nas buscas com filtro d segurança (y)
Vinícius Mascarenhas
Porra, tudo o que eu li no título é: “A partir de agora, sempre que você pesquisar por hacker ou hack, o Google vai te mostrar um trilhão de páginas relacionadas à nova linguagem de programação do Zucky e foder com o significado ‘original’ da palavra, so to speak.”
Gerson Dias
Typescript, estou olhando para você! http://www.typescriptlang.org/
Bruno Casado
Mais uma linguagem para pedirem no Curriculum. Bacana.....
Tiago Celestino
Em breve em meu Linkedin: Hack Developer
Thiago Gyboski Mengatto
Só vi a especificação do tipo de dado que o método retorna de diferença. É isso mesmo?
Fernando Datorre
Padrão: cada um cria o seu!
Vagner Alexandre Abreu
Já dizia os quadrinhos do XKCD: http://imgs.xkcd.com/comics/standards.png Quanto mais padrões, mais padrões...
Exibir mais comentários