Início » Gadgets » Google bate nas mesmas teclas de sempre para acabar com 10 mitos do Glass

Google bate nas mesmas teclas de sempre para acabar com 10 mitos do Glass

Avatar Por
6 anos atrás

Talvez a gente já esteja até cansado de saber como o Google Glass funciona e tudo que ele pode e não pode fazer, mas isso deve ser porque acompanhamos as notícias de tecnologia diariamente. Por isso, para nós não tem nenhuma novidade na lista de 10 mitos referentes ao Glass que o Google postou ontem no Google+.

Entre os 10 tópicos abordados, a empresa explica que o Glass não irá dominar sua vida, te distrair do mundo real ou atrapalhar sua visão: a tela é bem pequena, fica no canto do olho e ele não fica o tempo todo funcionando, apenas quando é solicitado.

Outro tema é quanto às pessoas que o usam: a empresa quer tirar o estigma de que só gente rica e entusiasta de tecnologia pode utilizá-lo. O Google assume que o preço de 1.500 dólares é fora da realidade de muita gente, mas que a maior parte dos donos de Glass trabalharam duro para isso, ou conseguiram com campanhas de crowdfunding ou de presente. E que todo tipo de pessoa pode ter um Glass: bombeiros, médicos, professores e outros profissionais já o utilizam para trabalhar.

87541-google-glass

Será que Sergey Brin também usa um Glass no trabalho?

Mas a preocupação maior parece ser em relação à privacidade. Tanto que quase metade dos tópicos é sobre esse assunto.

O Google reitera que o Glass não está sempre gravando tudo - inclusive, seu limite de tempo de gravação é de 10 segundos e a bateria não dura mais de 45 minutos - , não faz espionagem ou qualquer tipo de reconhecimento facial (e os apps que propõem isso não são aprovados) e não é um símbolo do fim da privacidade; prova disso é que também não é proibido em todos os lugares (apesar de ser em alguns).

Com o lançamento oficial do Glass (ah, esse é mais um mito que eles comentam: a versão atual ainda é um protótipo) esperado para 2014, mas ainda não confirmado pela empresa, essas investidas recentes do Google para deixar mais clara a percepção geral de como é o gadget fazem bastante sentido para atrair pessoas não tão ligadas à tecnologia e garantir que ele não fique parado nas prateleiras quando for lançado.

Se quiser ler com mais detalhes todos os tópicos, é só ir na página do Google+ do Glass.

Mais sobre:
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários.