Início » Comportamento » OkCupid sugere boicote ao Firefox por postura homofóbica de novo CEO

OkCupid sugere boicote ao Firefox por postura homofóbica de novo CEO

Por
5 anos atrás

Há uma semana, Brendan Eich, o criador do JavaScript e um dos criadores da Mozilla, foi escolhido como novo CEO da empresa responsável pelo Firefox. Ninguém duvida de sua competência para assumir o cargo, mas Eich tem sido alvo de críticas por sua postura homofóbica: ele, em 2012, fez doações à Prop 8, iniciativa americana contra o casamento de homossexuais, e a políticos que a apoiavam.

Na semana passada, funcionários da Mozilla demonstraram seu descontentamento com a escolha do CEO e chegaram a pedir, em vários tweets com arrobas da empresa e do CEO, que ele fosse demitido:

mozilla-tweet

O OkCupid, site de relacionamentos também entrou na briga. Hoje, foi publicada uma mensagem que aparece para quem tenta acessar o site utilizando o Firefox na qual a equipe explica que o CEO da empresa responsável pelo navegador é contra a união homossexual e, por isso, ela sugere que você utilize outro navegador, num claro boicote ao Firefox.

“Nós dedicamos os últimos 10 anos para juntar as pessoas – todas as pessoas. Se indivíduos como o sr. Eich estivessem certos, então cerca de 8% dos relacionamentos que trabalhamos tanto para ajudar a construir seriam ilegais”, explica um trecho do comunicado. “OkCupid cria amor. Aqueles que buscam negar o amor e em vez disso forçar o sofrimento, vergonha e frustração são nossos inimigos, e não desejamos a eles nada além de fracasso”. Em seguida, há os links para fazer o download de outros navegadores para acessar o OkCupid.

A mensagem, na íntegra e em inglês, é esta:

10154558_10152358762000329_530401336_n

A Mozilla já se manifestou sobre a polêmica: no dia 29 de março, postou uma declaração afirmando que, como empresa, é a favor da igualdade e do casamento gay, mas nem todos seus funcionários são – e não há problemas com isso (!): “sempre pensamos que, desde que você respeite os outros e esteja a par de nossa missão maior, será bem vindo. A comunidade Mozilla é feita de pessoas que têm crenças pessoais bastante diversas trabalhando em uma causa comum, que é a internet aberta e livre. Essa é uma coisa muito rara e especial”.

Ou seja, parece que, se depender da Mozilla, Brendan Eich – e outras pessoas igualmente preconceituosas que podem estar dentro da empresa – não sairá tão cedo…

Mais sobre: , ,