Início » Celular » Divisão de smartphones da Nokia se tornará uma empresa da Microsoft em 25 de abril

Divisão de smartphones da Nokia se tornará uma empresa da Microsoft em 25 de abril

Por
5 anos e meio atrás

A Microsoft confirmou que a aquisição da divisão de dispositivos e serviços da Nokia será concluída nesta sexta-feira, 25 de abril. Com o negócio, a Microsoft espera aumentar a adoção de smartphones com Windows Phone e oferecer seus serviços para mais pessoas. A compra foi anunciada em setembro do ano passado em um acordo que, somando a divisão de celulares com as patentes da finlandesa, chegou ao equivalente a 17 bilhões de reais.

Aproximadamente 25 mil funcionários da Nokia se juntarão aos 99 mil empregados da Microsoft. Não apenas a divisão de smartphones da Nokia foi adquirida, mas também o negócio de celulares mais simples, o que inclui a linha Asha. No comunicado, a empresa de Redmond diz que espera “apresentar os serviços da Microsoft para o próximo bilhão de clientes através de celulares da Nokia”.

Em email enviado pela Nokia, a empresa informa que a filial finlandesa da Microsoft, chamada Microsoft Mobile Oy, assumirá a responsabilidade dos dados e contratos dos usuários da divisão de dispositivos e serviços da Nokia. Alguns produtos não entraram no acordo, como o serviço de mapas HERE; as informações geradas por eles continuarão sendo de responsabilidade da Nokia.

Quando a compra foi anunciada, Steve Ballmer ainda estava no comando da Microsoft

Quando a compra foi anunciada, Steve Ballmer ainda estava no comando da Microsoft

Entre o anúncio da aquisição e a finalização do acordo, houve algumas mudanças. O negócio originalmente não envolvia o gerenciamento de recursos online, mas as duas empresas concordaram que a Microsoft é quem será a responsável por gerenciar o domínio nokia.com e os canais da Nokia nas redes sociais por até um ano.

21 funcionários da China, que desenvolvem celulares e continuariam trabalhando na Nokia, serão transferidos para a Microsoft. Além disso, as instalações da fábrica da finlandesa na Coreia do Sul, que se tornariam uma propriedade da Microsoft com a conclusão do negócio, não estão mais no acordo e permanecerão com a Nokia.

Não espere que a marca da Nokia desapareça das lojas de celulares tão cedo. O acordo prevê a transferência das marcas Lumia e Asha para a Microsoft, além do licenciamento da marca Nokia durante os próximos 10 anos — a propriedade da marca Nokia, no entanto, continua sendo dos finlandeses.

Atualizado às 12h44.