Início » Ciência » Financie isso: SCiO faz análise molecular de qualquer material e mostra os resultados em seu smartphone

Financie isso: SCiO faz análise molecular de qualquer material e mostra os resultados em seu smartphone

Por
5 anos atrás

SCiO

Já pensou em ter em mãos um dispositivo que indique os valores nutricionais de um queijo? Ou que é capaz de checar se há agrotóxicos em uma maçã? Ou que pode estimar a quantidade de álcool em sua cerveja? Pois o SCiO, um sensor molecular que entrou recentemente em campanha no Kickstarter, quer levar estas e várias outras informações para a tela do seu smartphone.

A expressão “sensor molecular” pode transmitir a ideia de algo complexo, mas usar o SCiO é uma tarefa bastante simples: essencialmente, basta aproximar o dispositivo do item a ser analisado, apertar um botão, aguardar as informações serem coletadas e analisadas para, enfim, visualizar os resultados no celular.

Mágica? Engenhosidade soa melhor. O que a Consumer Physics – empresa por trás do projeto – fez foi criar um espectrômetro infravermelho portátil (o sensor pesa 20 gramas e mede 73 x 25 x 16,5 mm), isto é, um pequeno dispositivo que permite a análise da composição de materiais de diversos tipos a partir da medição do espectro da luz incidente.

Normalmente, equipamentos do tipo são grandes, podendo ter desde o tamanho de uma impressora a jato de tinta convencional até as dimensões de uma mesa, razão pela qual costumam ser caros e, na maioria das vezes, restritos aos muros de um laboratório.

O espectrômetro do SCiO pode não ser tão sofisticado quanto às opções tradicionais, mas tem recursos suficientes para analisar frutas, alimentos, remédios, líquidos, entre vários outros itens.

A peça-chave do projeto está na já mencionada integração com o smartphone, que pode ser um iPhone ou um aparelho com Android 4.3 (ou superior). Quando em atividade, o SCiO joga uma luz sobre o item e o seu espectrômetro “captura” o reflexo resultante. Os dados obtidos são então repassados para o smartphone via Bluetooth, cabendo ao app do sensor enviar estas informações à análise nas nuvens para, por fim, apresentar os resultados na tela do aparelho.

Como cada tipo de molécula vibra de maneira única à presença da luz, é relativamente fácil identificar a quais materiais e elementos se relacionam a análise em andamento, uma vez que os algoritmos que executam esta tarefa usam como base os padrões registrados no banco de dados da empresa.

A consequência? A análise do espectro sobre um queijo irá estimar quantas calorias, proteínas e carboidratos há ali, por exemplo. A análise de uma pílula, por sua vez, indicará que fármaco a compõe. Com o passar do tempo, a quantidade de análises feita tornará possível obter dados cada vez mais abrangentes sobre vegetais, minerais, alimentos, dorgas remédios, entre outros.

SCiO - Resultados

Ainda não dá para saber se os dados são de todo confiáveis, mas muita gente está disposta a arriscar: a campanha, que tem meta de US$ 200 mil, arrecadou mais de US$ 1 milhão no Kickstarter até agora e restam ainda 39 dias para o seu fim.

Por que é legal? Porque o SCiO dá informações “mastigadas” e quase em tempo real sobre vários tipos de materiais.

Por que é inovador? A invenção precisa apenas de um pequeno espectrômetro e de um smartphone para funcionar.

Por que é vanguarda? O SCiO coloca nas mãos de qualquer pessoa informações que, via de regra, exigem equipamentos mais sofisticados ou mesmo análises em laboratório.

Vale o investimento? Para quem vê utilidade neste tipo de análise, com certeza: o SCiO custa a partir de US$ 199 mais US$ 15 de frete para quem estiver fora dos Estados Unidos. O envio começará em janeiro de 2015.

Com informações: BBC