Início » Aplicativos e Software » Skype poderá traduzir conversas de voz em breve, segundo esta demonstração da Microsoft

Skype poderá traduzir conversas de voz em breve, segundo esta demonstração da Microsoft

Por
5 anos atrás

Conversar com alguém que fala um idioma desconhecido por você é uma possibilidade que pode estar mais próxima do que o esperado: recentemente, a Microsoft fez uma demonstração de uma futura função do Skype que será capaz de traduzir em tempo real as falas de duas pessoas que se comunicam entre si a partir de línguas diferentes.

Skype Translator

Chamada de Skype Translator e baseada em uma tecnologia da Microsoft Research, a novidade é um dos assuntos abordados no evento Code Conferece 2014. Na apresentação, Gurdeep Pall, vice-presidente da divisão Skype, conseguiu conversar ao vivo com uma funcionará alemã da Microsoft que, para o teste, falou apenas em sua língua nativa.

Coube ao Skype Translator fazer a tradução simultânea (ou quase) da conversa de inglês para alemão e vice-versa. Como mostra o vídeo abaixo, o resultado é espantoso, ainda que não isento de imperfeições:

Gurdeep Pall não deu detalhes de como a tecnologia funciona, mas explicou que o processo de tradução acontece em três etapas, basicamente: na primeira, a fala de cada pessoa é capturada e convertida em texto (note no vídeo que a conversão aparece no Skype na forma de legenda); na segunda, a parte escrita resultante é traduzida; na terceira e última, um sintetizador de voz torna audível a tradução do passo anterior.

A Microsoft não revelou quantos idiomas serão suportados pelo Skype Translator, mas no que depender de seus planos, não demoraremos muito para descobrir: a empresa pretende disponibilizar a primeira versão do tradutor como um aplicativo beta para Windows 8.1 até o final de 2014.

Até lá, muito trabalho precisa ser feito. A ferramenta ainda não é capaz de detectar idiomas automaticamente, por exemplo. Além disso, a Microsoft espera fazer com que o software seja capaz de pronunciar a tradução fazendo as mesmas pausas que nos são naturais durante as conversas, amenizando o tom robótico e frio dos sintetizadores.

No final das contas, tem como não lembrar do Babel Fish?

Com informações: Mashable