Início » Internet » Dropbox avisa: não vai reduzir os preços

Dropbox avisa: não vai reduzir os preços

Google Drive continua imbatível com 100 GB por US$ 1,99

Por
5 anos atrás

Parece que nós estamos vivendo uma guerra entre as empresas que oferecem armazenamento na chamada nuvem. Google derrubou os preços para valores semidesprezíveis. A Microsoft cobra bem pouco pelo OneDrive (antigo SkyDrive). E o Dropbox, serviço de cloud mais elogiado do planeta? Não, no Dropbox não vai ter nenhuma redução de preços.

O CEO Drew Houston disse durante um evento lá nos Estados Unidos que os leais usuários costumam testar “outras coisas” – em referência aos concorrentes –, mas voltam ao Dropbox depois de algum tempo.

Não duvido que seja isso mesmo. Se você utilizou Dropbox alguma vez na sua vida, sabe que uma série de aplicativos utiliza a nuvem deles para salvar arquivos. Quer um exemplo? O iA Writer, excelente aplicativo para criação de textos no qual estou agora mesmo digitando estas palavras. Ele funciona especificamente com Dropbox e com iCloud, da Apple. Como não tenho iPhone, acabei me acostumando a confiar no Dropbox para acessar os documentos de texto.

Dropbox Pro começa em US$ 99 anuais por 100 GB; por um pouco mais, você contrata 1 TB no Google Drive

Dropbox Pro começa em US$ 99 anuais por 100 GB; por um pouco mais, você contrata 1 TB no Google Drive

Atualmente, o Dropbox oferece o preço mais elevado para quem quer uma pequena fatia de 100 GB na nuvem para salvar arquivos ou fazer backup do seu computador. Cobram 99 dólares pelo pacote de 12 meses. Enquanto isso, a Microsoft oferece o mesmo tanto de armazenamento por 50 dólares anuais.

O Google é imbatível: 23,88 dólares por ano, o equivalente a 1,99 dólar por mês. É bem verdade que o Google Drive não é perfeito, mas a cobrança que chega mensalmente na fatura do cartão de crédito faz a gente esquecer todos os transtornos.

Cloud computing não é nenhuma novidade. Eu me lembro de abordar este assunto bem antes de me mudar para São Paulo, há quatro anos, quando o Google começou a bater nesta tecla. Os executivos do Dropbox também sabem que virou commodity. Por isso, agora apostam em serviços que funcionem com a nuvem, com o objetivo de criar uma experiência mais completa.

Recentemente foi lançado o Carousel, aplicativo para compartilhar pastas de fotos com os amigos. Ele utiliza a estrutura do Dropbox. A companhia também promete lançar uma ferramenta de colaboração integrada com o Microsoft Office. Ainda não há uma data para o lançamento do Project Harmony.

Depois deste banho de água fria, você pretende manter seus preciosos arquivos no Dropbox?

Com informações: Re/code