Início » Jogos » Xbox One sem Kinect ganha 10% a mais em capacidade de processamento

Xbox One sem Kinect ganha 10% a mais em capacidade de processamento

Por
5 anos atrás

Quando anunciou o lançamento do Xbox One, no ano passado, a Microsoft revelou que o console somente seria vendido no bundle junto do Kinect, o que encarecia um pouco as coisas. No último mês, a companhia revelou uma edição “Kinect-free”, com preços mais amigáveis. No Brasil, o preço do novo bundle é de R$ 1.999.

O anúncio não apenas facilitará a vida do consumidor final, mas também dos desenvolvedores que pretendem lançar seus títulos para o console: sem o sensor de movimentos, a capacidade de performance da GPU do Xbox One é 10% maior.

Entretanto, não é só a exclusão do Kinect que faz com que essa capacidade seja maior: segundo a Microsoft, essa é uma ideia quase emocional. Em resposta ao Destructoid, a companhia alegou que parte da impressão dessa expansão é causada simplesmente porque os desenvolvedores podem, agora, programar sem ter a obrigação de se lembrar do Kinect na hora de desenvolver.

Kinect do Xbox One: mais quadradinho e elegante

Kinect do Xbox One: mais quadradinho e elegante

Ao Eurogamer, a empresa admite que o sensor “come” 10% da performance de GPU do console: “sim, as fontes adicionais de GPU permitem o acesso aos 10% de performance. Nós estamos empenhados em prover aos desenvolvedores novas ferramentas e e flexibilidade para fazer seus jogos para o Xbox One ainda melhores, dando a eles a opção de utilizar a reserva de GPU da forma que for melhor para eles e seus jogos”.

Ou seja, simplesmente tirar o Kinect do seu Xbox One não fará com que ele tenha os 10% a mais; essa performance extra pode ser utilizada pelos desenvolvedores a partir do SDK e cabe a eles aproveitar isso.

Mais sobre: , ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.