Início » Cultura » Edward Snowden e NSA: em breve nos cinemas

Edward Snowden e NSA: em breve nos cinemas

Avatar Por
5 anos atrás

Um jornalista norte-americano recebe mensagens de um desconhecido que promete uma boa pauta, mas solicita que seu receptor adote algumas medidas de segurança para poderem manter contato. Pouco depois, o mesmo informante, com o mesmo papo, entra em contato com uma cinegrafista especializada em documentários. Algum tempo depois, o desconhecido convence seus dois contatos a pegarem um avião e encontrá-lo em Hong Kong.

Desse encontro sai uma parceria que abala a política internacional ao revelar os bastidores do sistema de inteligência do governo dos Estados Unidos e de outras potências. A partir daí, o trio passa a ser perseguido pelos braços do imperialismo. O jornalista na vida real se chama Gleen Greewnwald, a cineasta Laura Poitras, e o informante Edward Snowden é ex-funcionário da NSA, agência de inteligência que trabalha diretamente com a CIA.

Edward Snowden, delator da espionagem. Esse cara tá ferrado

Edward Snowden, delator da espionagem do governo americano

The Snowden Files é o livro que será usado como base para o longa que contará a história de Snowden

The Snowden Files é o livro que será usado como base para o longa que contará a história de Snowden

Não é difícil imaginar a trama reproduzida no cinema. Histórias sobre espiões frequentemente são adaptadas para as telas. A veracidade da história e o seu gigantesco impacto social tendem a potencializar a produção. O mais famoso filme sobre vazamentos de informações baseado numa história real recebeu oito indicações ao Oscar de 1977 e faturou a metade dessas estatuetas. All the President's Men retrata o escândalo de Watergate em que uma série de reportagens investigando espionagem e lavagem de dinheiro resultaram na renúncia do presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon.

A história de Edward Snowden também vai para o cinema. O premiado cineasta norte-americano Oliver Stone disse na segunda-feira (2) que vai dirigir um longa baseado no livro The Snowden Files, escrito pelo jornalista Luke Harding, que trabalha no The Guardian. A produção terá apoio do jornal e deve começar a rodar ainda em 2014, mas não tem previsão de data para o lançamento.

Na raia do lado está correndo a Sony Pictures, que comprou os direitos para adaptar outro livro, o Sem lugar para se esconder do próprio Glenn Greenwald. A vantagem da Sony é que seu livro foi escrito pelo homem que encontrou Snowden, recebeu os arquivos secretos e organizou suas publicações. Além de Glenn, apenas Laura Poitras possui todos os documentos disponibilizados por Snowden sobre o esquema de vigilância global. O longa também não tem previsão de lançamento, mas já tem dois nomes acertados para a sua produção: Michael G. Wilson e Barbara Broccoli, os dois responsáveis pela franquia 007.

As constantes novidades do caso, que segue em movimento, trarão o desafio em busca do melhor filme. As equipes não devem ter pressa para lançar os filmes, pois a cada dia que passa a história pode ganhar desfechos fundamentais.

Hoje, Snowden está na Rússia com asilo temporário. Quando chegou, passou mais de um mês no aeroporto, enquanto Sarah Harrison, editora do WikiLeaks e da equipe de defesa de Julian Assange, trabalhava para obter o asilo russo. Assim como Assange, Snowden hoje é um cidadão do mundo. Embora alguns países já tenham oferecido asilo, ele batalha pelo abrigo em algum país em que confia sua segurança. Em entrevista ao Fantástico, o ex-agente disse que gostaria de vir para o Brasil, onde ativistas entregaram 1 milhão de assinaturas favoráveis à concessão de asilo ao Ministério das Relações Exteriores em fevereiro.

Mais sobre: , ,