Início » Celular » O que é Android One?

O que é Android One?

Conheça o programa do Google que garante Android puro e atualizações rápidas em smartphones como o Xiaomi Mi A1 e Moto X4

Lucas Braga Por
TB Responde

Não tem nada mais decepcionante do que comprar um smartphone Android de baixo custo, tentar realizar tarefas simples e notar o celular lento ou travando. Algumas empresas até vendem bons smartphones baratos, como a Motorola e seu Moto E, mas na maioria das vezes esses aparelhos são bem ruins. Pensando nisso, o Google criou o projeto Android One, que quer levar uma melhor experiência para as massas.

android-one

O Projeto One

O projeto começou com estudos detalhados sobre componentes utilizados em smartphones. O Google identificou o que há de melhor no hardware de smartphones high-end e low-end e, com isso, criou modelos de referência para que as marcas se apoiem neles e criem smartphones baratos melhores. É claro que as fabricantes não precisam seguir à risca tudo o que foi proposto, já que é só um modelo de referência.

Por fim, o Google criou a experiência de software do Android One. Ela consiste no Android puro, o mesmo encontrado nos Nexus, com atualizações automáticas de firmware e Google Play Services. Quando a marca utiliza a experiência de software do Android One e o hardware sugerido pelo Google, ela deixa de gastar com software, uma vez que a experiência padrão já está pronta.

Essas são as vantagens:

  • atualização do Android garantida por pelo menos dois anos;
  • atualizações mensais de segurança por pelo menos três anos;
  • aplicativos do Google pré-instalados, como Google Assistente e YouTube;
  • bom desempenho.

Logo após o anúncio do Google, foram anunciados diversos smartphones como o Moto X4 e o Xiaomi Mi A1. Novos aparelhos continuam surgindo com melhorias.

android-one

As vantagens do Android One

Uma das maiores vantagens é que o Android One traz a verdadeira experiência pura do Google, e isso significa que um telefone barato virá sem os temidos bloatwares, aplicativos geralmente inúteis que ninguém vai utilizar, mas que ficam consumindo espaço do telefone.

O Google inicialmente comécou com três fabricantes parceiras: Micromax, Karbon e Spice. Durante a apresentação do Google I/O, Sundar Pichai destacou um smartphone da Micromax com suporte a dois chips, slot de cartão SD, rádio FM e tela de 4,5 polegadas que custa menos de 100 dólares.

Aparelho com tela grande, dois chips e Android puro custa menos de US$ 100

Aparelho com tela grande, dois chips e Android puro custa menos de US$ 100

Smartphones como esses são focados em países emergentes. Inicialmente, a plataforma será destinada apenas para a Índia, mas é esperado que faça sucesso também no Brasil. Ainda faltam opções de bons smartphones baratos, e o Android One deve melhorar bastante essa situação.

O Google também lançou o Android Oreo (Go Edition), que consiste em uma versão otimizada do Android 8.0 Oreo para smartphones com 1 GB de RAM, garantindo um bom desempenho para celulares mais baratos.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Jorge Bevilacqua

O Android em si, funciona em qualquer país. Já o aparelho, depende da faixa de frequência da operadora e se o aparelho que vc comprar suporta.

Eduardo de Sena

Se eu importar, ele ira funcionar aqui no Brasil?

Eduardo Braga
4 meses depois
Mr. Poopybutthole

sim, procede!

Birdperson
sim, procede!
joao antonio
exatamente... e acabei de reviver um comentario de 3 anos atras :v mas eh por um bom motivo....
Andrews Figueira
Bruno Rodrigues kkkkkkkk
rrocha.2508
Muito bom! Se, além destes requisitos, o aparelho possuir uma câmera decente (Não me levem a mal, Motorola é minha marca favorita, mas eles não se acertam bem com as câmeras), será uma maravilha absoluta.
Bruno Rodrigues
vai lá ensinar como se faz champ ! LOL
Rodrigo L. Souza
Google ensinando como fazer um Smartphone barato que rode direito? Entendi direito os comentários, a Google esta apenas fazendo o que a MS já faz com os Nokia. Primeiro a culpa da fragmentação é da própria Google o qual não teve tanto controle assim encima das fabricantes, ela que permitiu criar as interfaces pesadas que existem hoje e nas enormes modificações que hoje existe encima do próprio Android, você pega hoje um Lumia 520 com o seu Hardware modesto e o ver rodar mais liso e fluído que muitos celulares com Hardware mais pomposo. E isso também é culpa da Google que cria o Android e os testa em aparelhos Top de linha com Hardware pesado e com isso acaba não otimizando o sistema para aparelhos de baixo custo ou médio custo. Prova disso que o maior problema do Android é o péssimo gerenciamento que ele faz no uso da memória RAM, já li várias matérias e elas dizem a mesma coisa, o Android não sabe lidar direito com a memória RAM, ele usa muito mais do que realmente precisa. Outro detalhe que andei lendo é que para se adequar a tantos Hardware diferentes, o Android não roda nativamente, ou seja, ele não usa todo o poder do Hardware, pois ele usa uma máquina virtual para isso, e no Android L usará uma nova arquitetura e será a ART para melhorar o uso da memória RAM, ela trás qualidades, mas mesmo assim, tem seus defeitos. O IOS e o Windows Phone tem acesso direito do Hardware em testes mesmo até mesmo o Android Puro teve desempenho inferior aos concorrentes direto. Ou a Google impõem regras nas customizações e/ou continuará do jeito que esta. Lembrando outro detalhe, o Android Puro é pago, a Google cobra licença assim como a MS cobrava no Windows Phone e Windows 8 e 8 RT, o qual não é mais cobrado até aparelho de 9 polegadas. Por isso as fabricantes preferem modificar, assim pega o sistema e modifica, e seguindo certas regras, recebe certificação para usar a loja e serviços Google e não paga pela licença.
Rodrigo L. Souza
Chegou sim, eles mostraram um Celular da Micromax o qual terá o Android Puro e será de baixo custo, o Hardware usado nele, será o mesmo Hardware que a Micromax irá usar no Windows Phone 8.1.
Rodrigo Candido
Google > All Sem mais.
Thainã Goldman Deocleciano
eu gosto muito da motorola. pena q tenho um LG
Thainã Goldman Deocleciano
eu gosto muito da motorola. pena q tenho um LG
João Moreira De Souza Neto
"A Motorola foi o maior erro da Google." Aham.
Exibir mais comentários