A partir de hoje (27), os brasileiros passam a contar com mais uma arma para reivindicar seus direitos de consumidor: depois de um período de testes, o governo federal colocou em funcionamento o site Consumidor.gov.br, que permite não só o registro de reclamações contra empresas como também consultas às queixas já inseridas.

É impossível não associar o site ao popular Reclame Aqui, mas há diferenças significativas em relação a este serviço: a iniciativa foi criada pelo Ministério da Justiça e é monitorada pela Secretaria Nacional do Consumidor e pelos Procons de cada estado, devendo inclusive ajudar a diminuir as filas de atendimento nos postos destes últimos.

Uma vez registrada a queixa, a empresa reclamada tem até dez dias para respondê-la. Para evitar abusos ou reclamações falsas, o consumidor só pode se manifestar depois de criar uma conta no site informando nome completo, CPF, endereço e meios de contatos.

Consumidor.gov.br

No formulário de reclamação, o consumidor deve descrever seu problema em até 3 mil caracteres, devendo tomar o cuidado de não inserir no campo informações pessoais (como número de documentos), uma vez que a sua queixa estará disponível publicamente.

Uma vez que a reclamada tiver dado a resposta, o usuário tem até 10 dias para atribuir uma nota ao atendimento (de 1 a 5) e informar se o problema foi resolvido ou não. Estes dados serão usados para formar os índices que avaliam o desempenho das empresas. Assim, os consumidores também poderão utilizar o site para verificar se uma companhia é confiável – a consulta estará disponível em breve.

A iniciativa é interessante, mas tem lá suas limitações. Uma delas é que somente consumidores que residem no Acre, Amazonas, Distrito Federal, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo podem registrar queixas. Os demais estados terão acesso somente a partir de setembro.

Além disso, o número de empresas que podem ser reclamadas é bastante limitado, uma vez que a adesão cabe a cada uma delas.

Por fim, o site Consumidor.gov.br não pode aplicar multas ou qualquer outro tipo de punição: se o problema não tiver sido resolvido, o consumidor terá que recorrer aos meios tradicionais, como os Procons ou o Juizado Especial Cível.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Julio Cavalcante

Como posso denunciar uma empresa on-line americana chamada vova comprei um celular eles nem me entregam nem me reembolsam queria saber se tem como eu receber meu dinheiro de volta,essas empresas engana muita gente e nada acontece com elas.

Suelene L. Ribeiro

Fiz portabilidade do meu número tim para a operadora vivo, desta forma entrei em contato com o atendimento em 09/04/2018 para o devido cancelamento do plano pós pago que possuía.
A informação que recebi é que o plano foi cancelado, e que a próxima fatura que receberia seria a última( palavras do atendente tim). Pgto efetuado em 15/04.
Após um mês de uso da nova operadora, qual foi minha surpresa quando recebo outra fatura da tim.
Liguei para verificar e a informação que recebi foi que se eu não efetuar o pgto a empresa negativará meu nome.
Me recuso a pagar por um serviço que não utilizei, pois após um mês de uso da vivo, vou pagar por 2 operadoras? E mesmo que tenha um residual com certeza não seria esse valor exorbitante de R$ 44,99, mesmo valor total do plano.
Solicito análise da minha reclamação

Delegada Teresinha Carvalho
Hotel Porto do Eixo. ENTREI NO Reclame aqui e consta que essa Empresa não responde as reclamações de seus clientes! Ajude a divulgar até que esse Hotel em decadência deixe de enganar o consumidores!
Delegada Teresinha Carvalho
Hotel Porto do Eixo- Paguei uma reserva porque só ví comentários positivos. Dias depois achei por acaso um cliente que dizia que o quarto cheirava mofo e tinha baratas no travesseiro.Liguei no Hotel e pasmém a atendente disse que mofo era uma coisa " relativa" pois dependia da avaliação do hospede e que baratas na praia é normal. Meu neto e´alérgico.não durmo onde possa ter baratas! Fiquei dez dias tentando cancelar minha reserva. Cobram metade do valor e nem sei se realmente cancelaram. Pior de tudo é que não dão retorno. São rápidos pra vender mas tratam um casal de idosos como lixo!
Geralda nicolite
av candidido portinari 658 obra ilegal esta arriscando a vida de varias pessoas e o sub prefeito não toma providencia nenhuma pirituba esta abandonada esta obra asassina esta no cep 05114-000
maria Debora Rodolfo de araujo
Fui à loja Ricardo eletro para comprar uma coifa é uma geladeira e o vendedor disse que não tinha na loja física mas, ele mesmo efetuaria a compra na loja on line é assim foi feito mas a coifa veio na voltagem correta e a geladeira na voltagem errada e agora nem retiram a mercadoria e nem fazem a devolução do dinheiro.
Pingo Batista
Comprei um eletrônico, no site da net eletrônicos no final de novembro e até o presente momento o pilantra dono do site não me enviou o produto, e ele está fazendo com muitas pessoas, por isto pessoal se vcs entrarem nesse site: www.neteletronicos.com sai fora.
Ana-Nery Souza
Fiz uma compra no site www.perfumaki.com.br de um perfume Jean Paul Gautier que mostrava imagem original do produto e selo de garantia, paguei a vista no boleto e como era presente para meu filho passei o maior constrangimento. Enviaram um perfume de fundo de quintal , sem selo caixa rasgada, e embalagem daquelas de camelô. Além de estarem usando imagens sem permissão da marca ainda enganam o consumidor. Desejo ter meu dinheiro de volta e alertar a tos sobre esse site de falsificadores,
Hudson Figueiredo

Em 02/08/2017 estive na concessionária Toyota em Natal, A Toyolex, com o vendedor Fabio(vendas para PCD), munido da documentação de isenção do IPI. Disse que queria o Corolla Branco perolizado, e ele me deu uma carta com todas as informações do veículo que estaria adquirindo para levar a tributação estadual. Como já havia desistido de outros veículos de outras marcas em virtude de provável mudança de preços, ele me garantiu que o corolla ia continuar sendo vendido até o fim do ano e que não me preocupasse. Hoje, vi uma noticia que havia acabado o corola para isenção mas seria mantido para os pedidos feitos. Quando liguei para o vendedor ele disse que não tinha o que fazer. Ocorre que o vendedor fez vários pedidos durante o mês de agosto, mesmo só com o IPI, segundo seu próprio assessor direto, Rodrigo, e que ao consultar o meu cpf, verificou que havia sido esquecido meu pedido. Desejo resolver amigavelmente isso sem ser preciso colocar na justiça, já que o erro foi da loja Toyota.

Já estou com toda a documentação ESPECÍFICA PARA ESTE CARRO, incluindo as duas isenções, IPI e ICMS. Se tivesse que alterar, teria que dar entrada novamente na isenção estadual, gerando transtorno e perda de meses.

Preciso de uma resposta, pois estou com toda a documentação pronta para compra do COROLLA GLI. Não posso ser prejudicado por um erro da TOYOTA. Caso contrário, irei acionar imediatamente a justiça e procurarei a imprensa especializada para mostrar a sociedade. Por favor, não gostaria de ser atendido pelo engenheiro Vitor, pois na conversa ao telefone senti desrespeito no contato ao cliente.

Sérgio Sodré Coelho
Faço anuncio a alguns anos com essa empresa, (OLX.COM) DESAPEGA, como é conhecida por muitos, e muito me tenho estressado pela quantidade de mudança e problemas que o site apresenta todas as semanas, e como eles vem mudando a regra do contrato por eles mesmos, sem uma prévia ou aviso por escrito, para saber se iremos aceitar ou não, eles simplesmente vão mudando as normas e os contratos sem um prévio aviso ou mudança na contratação de cada contrato, agora com cinco dias de atraso eles simplesmente arrancam todos os anúncios postados, e no contrato quando assinamos não aparecia isso, e agora eles simplesmente retiram os anúncios e se pagarmos volta, e se atrasarmos, eles retiram, como fica isso perante a lei, eles não são os donos da verdades e nem podem simplesmente inventar uma regra, como fica o direito do consumidor, como fica o contrato que assinamos? eles podem mudar isso de uma hora pra outra? estou atrasado apenas cinco dias e meus anúncios sumiram todos, sem um aviso se quer, as descrições dos mesmos não tem cópias, como fica a responsabilidade da empresa para com os nossos clientes que cooperam com os valores para esses anúncios. Gostaria de uma ajuda.
Valdir Pereira
Comprei uma bota no site www.lojasrenner.com.br , paguei aí eles simplesmente cancelaram meu pedido por falta de produto e não enviaram e ficaram com o dinheiro não entram em contato pra devolver , eu que estou insistindo pra que eles sejam honestos e devolvam , após vários contatos ainda estão enrolando pra devolver meu dinheiro e estão fazendo isto com muitos consumidores como infelizmente pude constatar só agora , é... não tem jeito com este site é só Boletim de ocorrência na Polícia mesmo ...
Adilson Ribeiro

Fiz uma compra no site neteletronicos.net no dia 01/07/2017, quando indiquei o CEP disse que a entrega seria em 20 dias mas até o momento ainda não foi postado e toda vez que entro em contato dizem que é para aguardar, é só o que escuto. estou suspeitando de fraude ou golpe, não comprem é furada, estou brigando para receber o valor pago de volta mas eles se negam a devolver.

Adilson Ribeiro

Fiz uma compra no site neteletronicos.net no dia 01/07/2017, quando indiquei o CEP disse que a entrega seria em 20 dias mas até o momento ainda não foi postado e toda vez que entro em contato dizem que é para aguardar, é só o que escuto. estou suspeitando de fraude ou golpe, não comprem é furada, estou brigando para receber o valor pago de volta mas eles se negam a devolver.

Raphael
Venho reclamar da empresa kerocasa Meu calvário começa ha três anos atrás, quando por infelicidade conheci a Kerocasa. Paguei todas as prestações, adiantadas, e não fui contemplado como prometido. Me envolvi em várias conversas, e finalmente concordei em ser restituído em parte do valor investido. Começava o novo calvário. Na data acordada na celebração do contrato, não houve o pagamento. E assim ficou por dois anos. Uma funcionária entrou em contato comigo há cerca de dois meses e efetuaram o primeiro pagamento. E nada mais. Voltaram as desculpas, péssimo atendimento, e ausência total de garantias. Eu e minha família estamos cansados. Não caia nessa armadilha. Hoje, procuro meus direitos para que situações como essa não aconteça com mais ninguém.
Luiz R, Bodstein

Prezados gestores da Bike Rio:

Como usuário sistemático e quase diário do sistema de bicicletas de aluguel na cidade do Rio de janeiro tomei a decisão de, com base no próprio mapa de uso do aplicativo de vocês, fazer um levantamento apenas na área do centro que costumo usar as bikes com regularidade (entre as avenidas Francisco Bicalho, Rodrigues Alves, Presidente Vargas e Rio Branco, até à altura da Glória), para entender as razões porque, nos últimos 2 meses em que venho sistematicamente pagando para usar as bikes, eu só consegui usar uma única bicicleta de vocês, apesar de todos os meses comprar dois passes simultâneos para aumentar minhas chances de não ficar sem elas.

Vou então apresentar-lhes estatisticamente os resultados que encontrei neste 27.06.2017, no período de 10:30 às 11:00h, entre as 51 estações que se localizam dentro do perímetro mencionado:

19 (dezenove) estações estavam mostrando seu status como “OFF LINE”;
22 (vinte e duas) estações não possuíam nenhuma bicicleta disponível;
5 (cinco estações) eram apontadas no mapa como “Em manutenção”;
1 (uma estação) – a de número 162 (Rodoviária), que eu mais utilizava como meu primeiro ponto de retirada, foi apagada da lista e simplesmente desapareceu do mapa.
4 (quatro) estações apenas – as de número 136, 139, 126 e 142, mostravam-se em condições de uso sendo que, dessas quatro, a do Largo de São Francisco (139) e a do Largo da Carioca (142) revelavam naquele momento possuir 6 e 8 bikes disponíveis, enquanto as outras duas apenas uma, com chances quase nulas de encontra-las ao alcançar as estações.

Então eu lhes pergunto, senhores: como usuários e diante desses números, vocês confiariam em se cadastrar e comprar passes para usar bicicletas num sistema que leva esse tipo de resultado a seus mantenedores?
Haja vista que a utilização do sistema é instantânea e só possível DEPOIS que já se pagou pelos passes, não permitindo, portanto, que se verifique antes as condições do que se está comprando!
Outro fator que me deixou indignado foi descobrir, já com quase 2 meses de tentativas frustradas para conseguir usar uma bicicleta, que a gestão do sistema havia sido mudada (por incompetência de gestão???) e eu só soube disse porque liguei para fazer a reclamação e ouvi isso da pessoa que me atendeu, demonstrando que o sistema se mostra como uma absoluta e integral “caixa preta” para o usuário, quando o mais razoável e minimamente honesto seria informa-lo sobre as mudanças que o estão afetando para que este tivesse a opção de pagar ou não pelo serviço oferecido. Seria contando com a dificuldade do usuário em descobrir o que acabei constatando por mim mesmo? E onde fica, aí, a recomendação dos órgãos governamentais para que as pessoas deixem seus automóveis em casa de forma a contribuir para a sustentação ambiental da cidade, e todo o discurso ecológico que vem por trás disso, se nem os transportes públicos e demais serviços alternativos como esse minimamente funcionam?

Sem mais o que dizer, e diante de tantos absurdos e desrespeito praticado contra os clientes que mantém o sistema funcionando e que, teoricamente, deveria ser o principal beneficiado com o funcionamento do sistema, subscrevo-me,
Att.
Luiz Roberto Bodstein

Exibir mais comentários