Início » Gadgets » Parece uma folha de plástico, mas é uma tela flexível de 18 polegadas criada pela LG

Parece uma folha de plástico, mas é uma tela flexível de 18 polegadas criada pela LG

Companhia coreana exibiu também uma tela OLED com maior nível de transparência

Emerson Alecrim Por

Se farão sucesso ou não, ainda é cedo para sabermos. O certo é que já podemos nos preparar para uma onda de dispositivos com tela flexível no mercado. A mais recente novidade da LG reforça esta tese: nesta semana, a empresa sul-coreana apresentou uma tela de 18 polegadas que é flexível o suficiente para ser enrolada.

O dispositivo não é um produto em si, mas um protótipo que visa dar uma ideia do que poderemos encontrar em termos de tecnologia para conteúdo visual nos próximos anos. A tela é constituída de um painel OLED (relembrando, diodos orgânicos que emitem luz) que, em vez de plástico convencional, utiliza poliamida como base, um tipo de polímero ao mesmo tempo tão flexível e resistente que é largamente usado na indústria têxtil. O nylon, por exemplo, é um tipo de poliamida.

A tela "enrolável" da LG

A tela "enrolável" da LG

Graças a este e aos materiais complementares, é possível enrolar a tela até que ela forme um tubo com 3 centímetros de diâmetro sem sofrer danos. A poliamida também ajuda a deixar a tela mais fina e leve, é claro.

Do ponto de vista funcional, a tela talvez não agrade muito para os padrões de hoje: o protótipo é capaz de trabalhar com resolução de até 1200x810 pixels e, aparentemente, não apresenta cores muito vivas.

De qualquer forma, a LG destaca que estes e outros parâmetros de qualidade evoluirão rápido, tanto é que a empresa planeja lançar uma TV de 60 polegadas ou mais com resolução 4K baseada nesta tecnologia já em 2017.

Para o mesmo ano, a companhia promete ainda televisores de tamanho similar, mas com tela transparente. Um protótipo do tipo também foi mostrado pela companhia, embora com dimensões medianas. O principal destaque aqui é que a tela apresenta 30% mais de transmitância em relação a protótipos anteriores, o que significa que o dispositivo é capaz de permitir a passagem de maior quantidade de luz e, portanto, diminuir o efeito de névoa.

E a tela transparente

E a tela transparente

Se a LG cumprirá a sua promessa, só em 2017 para descobrirmos, mas sabe-se que a empresa está mesmo fortemente focada em OLED: no ano passado, a companhia prometeu investir pelo menos US$ 665 milhões para, a partir de 2014, ampliar a produção deste tipo de tela em suas fábricas na Coreia do Sul.

Para quem questiona, o aspecto da transparência talvez não tenha mesmo muita utilidade, a não ser em aplicações muito específicas. A flexibilidade, por sua vez, é mais interessante, não necessariamente por permitir que a tela seja enrolada, mas por possibilitar a fabricação de TVs e monitores mais leves, resistentes e com bordas praticamente inexistentes.

É claro, a produção de tela curvadas também deve ser facilitada. O LG G Flex, tal como o esperado, é apenas o começo.

Com informações: VentureBeat

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@
Vamos colocar uma tela transparente no vidro frontal dos carros. Uitlizando realidade aumentada, podemos colocar informações no vidro: previsão do tempo, velocidade dos carros indo e vindo, vídeo para crianças, GPS.
Luis Carlos Rodrigues
Lucas Corrêa hein? Eu trabalhei na LG há muitos anos, mas hj não tenho nenhum vínculo com eles. Sou cliente assíduo porque realmente gosto dos produtos e percebo a antecedência com que anunciam novas tecnologias. Mas na CES a Samsung anuncia a mesma coisa e nínguém lembra quem anunciou primeiro...
Lucas Corrêa
Você é suspeito para falar hein.
trovalds
Minority Report feelings. Pra quem não assistiu: no filme tem uma cena em que é lido um jornal "do futuro", parecido com o de papel mas na verdade uma película transparente e que vai se atualizando conforme as notícias vão chegando.
Luis Carlos Rodrigues
LG, geralmente a frente do seu tempo, mas sem o reconhecimento.