Há um mês, a Samsung apresentou o Samsung Z, o primeiro smartphone com sistema operacional Tizen a ser vendido no mercado. Se tudo corresse como planejado, ele teria sido lançado ontem na Rússia em um evento para desenvolvedores, mas a Samsung anunciou hoje que decidiu adiar o início das vendas. O motivo? Aparentemente, o Tizen ainda não tem aplicativos suficientes.

Vamos relembrar: o Samsung Z é um smartphone topo de linha, com leitor de impressões digitais e sensor de batimentos cardíacos emprestados do Galaxy S5. Por dentro, ele tem um processador quad-core de 2,3 GHz, bateria de 2.600 mAh, 2 GB de RAM, câmera de 8 megapixels e tela de 4,8 polegadas com resolução de 1280×720 pixels. A interface é bem familiar para quem conhece a TouchWiz.

samsung-z

A vice-presidente executiva da divisão mobile da Samsung, Lee Young Hee, disse à Bloomberg que um smartphone premium com Tizen seria lançado em agosto ou setembro de 2013, o que não aconteceu. No Japão, o tal aparelho chegaria no início de 2014, mas o lançamento foi cancelado. A operadora NTT DoCoMo disse que o mercado japonês não estava crescendo o suficiente para dar espaço a mais um sistema além do Android e iOS.

E quando a Samsung lançará o Samsung Z na Rússia? A resposta mais adequada para essa pergunta certamente é: “não tem como saber”. A resposta oficial da Samsung é que o smartphone com Tizen será lançado “quando puder oferecer aos usuários um portfólio completo de aplicativos”. Mesmo assim, a Samsung disse que vai continuar trabalhando no desenvolvimento do Tizen e seu ecossistema.

O que nos leva a outra pergunta: quando o Tizen terá um “portfólio completo de aplicativos”? O Android tem a Play Store, o iOS tem a App Store e o Windows Phone tem a Windows Phone Store. No entanto, o Tizen ainda não tem uma grande loja: a Samsung prometeu uma “Tizen Store” no lançamento do Samsung Z, sem citar nenhuma grande desenvolvedora que estivesse apoiando a plataforma.

Não precisa pagar nada para publicar na Tizen Store, e os lucros ficam 100% com o desenvolvedor. Falta de incentivo não é.

Não precisa pagar nada para publicar na Tizen Store, e os lucros ficam 100% com o desenvolvedor. Falta de incentivo não é.

É difícil um sistema sobreviver sem bons aplicativos e, mesmo com apenas três grandes plataformas, o mercado já mostra sinais de saturação: o Windows Phone, ainda distante do Android e iOS em participação de mercado, é muitas vezes colocado em segundo plano. Raramente os aplicativos da plataforma da Microsoft recebem atualizações rapidamente como nas duas líderes de mercado. O Instagram Direct não funciona no app oficial, não há suporte a GIFs animados no Twitter, nada de streaming grátis no Spotify…

Se nem a terceira grande opção está com essa bola toda quase quatro anos depois de seu lançamento (os primeiros aparelhos com Windows Phone 7 chegaram em outubro de 2010), é difícil apostar que um quarto sistema móvel vingue tão cedo. Só não dá para declarar a morte de nenhum competidor porque, há apenas cinco anos, a gente ainda discutia, ahn… Symbian e BlackBerry.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

LordVan Brasil

Que o diga o lixo do bada, porcaria da samsung, que mal lançou e foi abandonado, a marca nem deveria estar entre as tops.

LordVan Brasil
Que o diga o lixo do bada, porcaria da samsung, que mal lançou e foi abandonado, a marca nem deveria estar entre as tops.
Ronaldo Domingos
Também acho que foi mais uma atitude emocional do que sensata! Não dá mais pra um sistema operacional querer se estabelecer. Com 3 já está massante e sem suporte!
Claudio Holanda Júnior
Fernando Garcia Cara, querendo ou não o iOS detém a maior fatia de lucro de aplicativos móveis dentre todas as plataformas. O povo acha normal só desenvolver com Mac porque eles sabem que o investimento vai ter retorno (sem contar que as atualizações de SO deles é de graça). Agora no caso do Windows, a plataforma deles tá lutando pra crescer ainda, e os caras já vem com esse nariz empinado todo... ai é complicado.
Edmilson Junior
Fernando Garcia Ela detêm 20~30% do mercado e acho que metade da renda de plataformas móveis. Ainda não vi nenhuma matéria sobre a rentabilidade do WP mas a questão é que não deve ser grande o suficiente para justificar a migração.
Vagner Alexandre Abreu
Ter um "quarto" OS de celular, só se fosse em celulares baratissimos. O ponto não é nem a falta de apps, só, mas sim a interoperabilidade entre plataformas. Quem tem um WinPhone, iPhone e um Android, as vezes quer passar arquivos uns para os outros. E os sistemas não se conversam, exceto se os três tiverem algum app em comum que deixe dados na nuvem. O FirefoxOS, que é a tentativa de ser a "quarta via" em celulares baratos, bem, não vejo por aí falar muito sobre ele depois do lançamento. Acho que o problema principal, no final, é a ideia de "mercado fechado" que as criadoras fazem. O Google deu uma bola dentro quando fez a criação do Android de forma que a base dele fosse aberta, assim permitindo que outras desenvolvedoras, até contando a Microsoft, fizessem versões diferenciadas. Começa por aí: se todos os OS de celular tivessem uma base em comum na qual facilite a produção de aplicativos, provavelmente o mercado ganharia e muito. Enquanto houver pessoas pensado que "fechando o mercado se ganha milhões", o resultado será sempre um mercado confuso e que não atende legal o cliente leigo.
Fernando Garcia
Rafael Machado de Souza Como se migrar de Windows 7 para Windows 8 não fosse acontecer um dia...Além do mais, quem desenvolve para IOS tem que usar MAC e todo mundo acha super normal.
Rafael Machado de Souza
Vitor Gabriel não ve problema? imagina uma empresa precisar migrar para windows 8 e reinstaçar os aplicatovos de desenvolvimento só para poder desenvolver para Winphone8...., imagina o custo e tempo pra isso!
Edmilson Junior
Vitor Gabriel ter de migrar de PC/SO só para desenvolver para uma plataforma, que nem é a maior do mercado, não me parece vantajoso.
Vitor Gabriel
Sim, precisa do Windows 8, mas não vejo problema nisso...
Junior Camargo
vaporware
Gustavo Hofer
na verdade a samsung empacou no galaxy s4 e se nao bastante cometeu o mesmo erro no galaxy s5
Edmilson Junior
Rafael Machado de Souza Lembro de ler um desenvolvedor reclamando disso em um post em outro site faz tempo, como não sou desenvolvedor confiei na palavra dele. Pesquisei agora para confirmar de forma embasada. "Windows Phone SDK 8.0 requires 64-bit Windows 8 Pro or higher. You can't develop Windows Phone 8 apps on Windows 7, on Windows Server 2008, or on Windows Server 2012. The Windows Phone 8 Emulator has special hardware, software, and configuration requirements. For more info, see System requirements for the emulator for Windows Phone 8." http://msdn.microsoft.com/en-us/library/windowsphone/develop/ff402529(v=vs.105).aspx
Rafael Machado de Souza
sério isso? ai a empresa que desenvolve deve atualizar seus computadores para Win8 e reinstalar todos os aplicativos de desenvolvimento somente para isso?
Eric Viana
O Tizen, para mim, foi uma maneira criada pela Samsung para causar alguma pressão no Google... Lembro que foi anunciado dentro daquele período em que soubemos que o Google havia comprado a Motorola. Acredito que ali a Samsung pensou que seria preterida (mesmo sendo a maior vendedora de aparelhos Android) em favor da Moto. Não aconteceu. O Google revendeu a Moto para a Lenovo e agora a Samsung recuou... Duvido que o Tizen tenha vida longa... Talvez fique em standby apenas como carta na manga para pressionar a turma do Google.
Exibir mais comentários