Início » Jogos » Sem Kinect, vendas do Xbox One nos EUA dobram

Sem Kinect, vendas do Xbox One nos EUA dobram

Avatar Por

A Microsoft anunciou, em maio, que iria vender uma versão do Xbox One sem Kinect a partir de junho. O principal atrativo da oferta era o preço menor: por 399 dólares, ela saía 100 dólares mais barata que a completa – mesmo preço que o PS4. No Brasil, a economia era de 300 reais, passando a custar R$ 1.999.

O objetivo era tornar a redução do preço atraente o bastante para aumentar as vendas do console. E parece que deu certo.

xbox_one_kinect_eua

A Microsoft não revelou números ou falou de liderança no mercado – que, pelo menos até maio, era liderado pelo PS4 nos EUA – , mas afirma que a mudança no bundle dobrou as vendas do console em junho no mesmo país em relação ao mês anterior.

Por enquanto, não foi divulgado nenhum estudo que compare as vendas entre o console da Microsoft e o da Sony em junho, então não dá para saber ainda se o dobro das vendas foi o suficiente para ter o primeiro mês de liderança do mercado americano.

Além do preço reduzido, a empresa aponta que as novidades anunciadas para o Xbox One na E3 também tiveram sua parte de culpa no sucesso de vendas. Entre os exclusivos, podemos esperar Halo: The Master Chief Collection, Sunset Overdrive, Forza Horizon 2Ori and the Blind Forest. Há ainda os grandes lançamentos que serão divididos com outras plataformas, como GTA V, Assassin’s Creed: Unity, Destiny, Evolve e muitos outros.

Inicialmente anunciado como um item essencial para o funcionamento do Xbox One, o Kinect, pelo visto, não faz tanta falta assim. O console perde algumas funções como o comando de voz, mas dá para mexer normalmente nele sem isso (e sem risco do Aaron Paul ligá-lo acidentalmente). E, de quebra, 10% a mais do poder de processamento pode ser aproveitado pelos desenvolvedores sem o sensor.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Luis Henrique Torres Bigode
Eu acho o Kinect uma das coisas mais sensacionais no mundo do video game. Você só precisa do seu corpo para jogar. Agora eu, particularmente, prefiro jogar um jogo sentado, ou até deitado de boa, pra que vou me cansar? hehe. Mas casualmente com amigos é muito bacana. Se as desenvolvedoras não ligam pra Kinect a Microsoft devia ter botado vários estúdios próprios pra isso, só com Kinect Sports e Just Dance não tem como sobreviver.
RamonGonz
demoraram um milhao de anos pra perceber o obvio...
Danilo Do Nascimento Ferreira
Arlys Souza Quem faz o processamento é o Kinect, por isso ele é importante, se não poderíamos usar recursos de voz com o headset apenas. E é uma realidade que esta se aproximando e devemos a nos acostumar, assim como nos filmes futuristas, começamos a falar e com aparelhos e eles começam a nos responder, em breve a interação será ainda maior.
Arlys Souza
Danilo Do Nascimento Ferreira Já eu, detesto essas coisas de controle por vôz. Ativei a Cortana no meu celular, usei uma semana e desativei. Me sinto meio idiota conversando com aparelhos. E sobre cortana/kinect/controle por voz no xbox one, nada que um headset não possa fazer.
Danilo Do Nascimento Ferreira
Arlys Souza Eu sempre o vi como diferencial, e depois de usar, posso dizer que não me arrependo da compra, muitas coisas ainda não estão prontas no Xbox One, por exemplo a assistente social Cortana, que pode ser portada (rumor ainda) pro console, e sem o Kinect vai ser algo parado, aqueles que tiverem o sensor vão poder aproveitar ao máximo. Claro, acho que todos tem o direito de jogar e vender sem ele torna o Xbox mai acessível, o que é justo pra quem não tem tantas condições. Mas vale apena a experiencia.
Arlys Souza
Danilo Do Nascimento Ferreira Pois é, eu não estou falando mal do aparelho em si. Ele melhorou muito na segunda versão, o problema é que essas melhoras não cativam o público, e ao meu ver, nem as produtoras. Prova disso é que nem a própria Microsoft lançou alguma coisa realmente relevante relacionado ao Kinect. Enfim, essa é a minha opinião. Não acredito que o Kinect vai vingar. Quem comprou até agora foi basicamente por falta de opção.
Danilo Do Nascimento Ferreira
Arlys Souza Não tenha duvidas, obvio que um jogo que roda em todas as plataformas vende mais e agrada mais, o Kinect é um diferencial no Xbox, e esse tem muito mais poder que o anterior. Claro que desenvolver um jogo que use o sensor é mais trabalhoso, precisa de mais precisão e tem um custo melhor. Mas que outra plataforma oferece isso? Jogos com o PS Move ou Wii Mote são tão bons e eficientes quanto os do Kinect? Dificilmente. Mas como eu disse, estamos apenas no inicio da geração, os devs ainda não arrancaram todo o poder dele. E muitos jogos vão vir ainda.
Arlys Souza
Danilo Do Nascimento Ferreira Não concordo muito com você. O que vemos hoje utilizando o Kinect são basicamente alguns joguinhos casuais e jogos de "dança". Acho que o Kinect deu um novo fôlego de vida ao xBox 360, porque era uma novidade e tudo mais. Posso citar o exemplo da minha sobrinha, que queria MUITO um xBox por causa do Kinect. Ganhou, usou muito, hoje nem ela usa. O Kinect perdeu o efeito "novidade" que tinha, não teve toda a adesão que precisava para que as produtoras inserissem elementos dele em seus jogos. Dá trabalho e gasto criar recursos pra Kinect, quando você pode lançar o MESMO jogo pra todas as plataformas e absolutamente NINGUÉM vai reclamar por causa disso. É por isso que eu não acredito no sucesso do Kinect DESSA VEZ.
Fernando Lima
Se a Microsoft quer tanto vender o Kinect, deveria só ter baixado o preço ai ao invés de vender o dobro, venderia 4x mais
Danilo Do Nascimento Ferreira
Arlys Souza Kinect é uma opção da desenvolvedora desde o principio, vai da criatividade de cada um, afinal um jogo que o utilize sempre vai ser exclusivo, pois o PS4 não tem acessório que se assemelhe a ele. Devem existir de 5 a 6 milhões de Kinects ativos graças a venda obrigatória do Xbox One, então eu acredito sim que boas desenvolvedoras seguirão a desenvolver pra ele. O Kinect do 360 ainda recebe jogos, porque o da nova geração não receberia? Além do mais o bundle com ele incluso continua a venda, e logo ele começa a ser vendido separadamente, então o mercado dele não estagnou, os preços tendem a cair um pouco depois de algum tempo, e estamos só no inicio da geração. Por fim, posso dizer, o Xbox One sem o ele perde a própria essência, ele facilita muito, digo isso por experiência própria.
Arlys Souza
Danilo Do Nascimento Ferreira Você realmente acredita que as produtoras continuarão apostando no Kinect?
Abilio José Simeão
Fato, a coisa mais comum hoje é tomarem decisões e terem que voltar atrás.
Danilo Do Nascimento Ferreira
Na verdade ela foi esperta, vendeu um bom numero de kinects, agora existe um montante considerável de pessoas com o sensor em casa, o que da mais tranquilidade e motivos pra que jogos pra ele sejam desenvolvidos.
Arlys Souza
A Microsoft constatando o que TODO MUNDO já sabia há mais de 1 ano. A Microsoft é a rainha das decisões estúpidas.