Início » Negócios » Google vai construir espaço para startups em São Paulo

Google vai construir espaço para startups em São Paulo

Por
5 anos atrás

Pode adicionar a capital financeira do país à seleta lista de cidades que contam com espaço de coworking de uma empresa sinônimo de internet. O Google anunciou que vai abrir um espaço chamado por eles de “Campus” na cidade de São Paulo. Com a iniciativa, o buscador quer ajudar no desenvolvimento de startups.

Não confunda este Campus com o campus dedicado aos funcionários da empresa – nome legal que o pessoal do Vale do Silício dá para os escritórios modernosos e com refrigerante grátis. O Campus São Paulo do Google vai abrigar empresas de internet iniciantes.

Espaço em Londres recebe startups e visitantes (Imagem: Divulgação / Google)

Espaço em Londres recebe startups e visitantes (Imagem: Divulgação / Google)

Já existem iniciativas similares em Londres, Tel Aviv e Varsóvia. A ideia é oferecer um espaço para inovar por meio de colaboração, mentoria e que estimule o networking. Os participantes poderão entrar em contato com a comunidade startupeira do país, bem como profissionais experientes e especialistas do próprio Google.

O Campus São Paulo será palco de eventos do setor. Eu aposto minhas fichas em muitos encontros relacionados a programação e desenvolvimento. Quem sabe hackatons também entram na lista?

Para atender a essa demanda, o Google vai oferecer o teto, com direito a escritórios para empresas inquilinas e cafeteria para convidados. O Campus paulistano também terá acesso à internet (por motivos óbvios).

Nós ficamos curiosos em relação a este tópico. Lá nos Estados Unidos, o Google fornece internet de 1.000 Mb/s em algumas cidades. Qual será a velocidade da banda larga no Campus São Paulo? Por ora, a empresa prefere não entrar em detalhes, pois o projeto ainda não está pronto. Mas por favor, Google, menos do que 100 Mb/s é mancada! Isso até eu tenho em casa.

Campus londrino teve 1.100 eventos no ano passado, entre palestras, workshops e sessões de mentoria (Imagem: Divulgação / Google)

Campus londrino teve 1.100 eventos no ano passado, entre palestras, workshops e sessões de mentoria (Imagem: Divulgação / Google)

Os inquilinos deverão pagar um aluguel pelo uso do espaço. O Google não informou de quanto será. Os visitantes poderão fazer um cadastro prévio em um site similar ao do Campus de Londres.

Por falar da capital inglesa, ela serve de parâmetro para o que o Google quer fazer aqui no país. No ano passado, o ambiente recebeu nada menos que 1.100 eventos. Pudera: são sete andares em um prédio dedicados à inovação das startups. O Campus londrino tem 30 mil usuários, entre inquilinos e visitantes.

Quando fica pronto? “A previsão é de que o Campus esteja pronto em 2015”. Não temos uma data precisa. Mas a empresa confirmou que o prédio será na região da Avenida Paulista, uma área bem servida de transporte público e outros serviços.

Mais sobre: ,
Participe das conversas do Tecnoblog

Leia o post inteiro antes de comentar
e seja legal com seus amiguinhos.

Carregar Comentários Conheça nossa política de comentários aqui.