Início » Celular » Instagram lança o app Bolt somente em três países

Instagram lança o app Bolt somente em três países

Avatar Por

Há cerca de uma semana, surgiu no Instagram o anúncio de um aplicativo chamado Bolt. Pela descrição, ele parecia se assemelhar ao Snapchat por enviar fotos com apenas um toque.

O Bolt foi lançado hoje e é bem isso mesmo: um aplicativo que tem a proposta de simplificar a comunicação com fotos entre amigos.

Curiosamente, o lançamento foi feito em somente três países: Singapura, África do Sul e Nova Zelândia. Neles, o aplicativo será testado e refinado para um lançamento mundial posterior.

Segundo o Instagram, que é o responsável pelo Bolt, o motivo para a escolha desses locais é uma combinação de fatores: os três falam inglês, usam muito o Instagram e a internet para conectar comunidades e há grande adoção do Android Ice Cream Sandwich.

Como o aplicativo ainda nem pode ser baixado por aqui, vamos nos basear nas impressões do The Next Web e do TechCrunch para falar dele.

O processo para criar um perfil é um pouco diferente do que estamos acostumados - nada de login com o Facebook ou por email. De fato, o aplicativo não tem qualquer conexão com outro, nem mesmo com o Instagram. Seu perfil fica vinculado com o seu número de telefone, como o WhatsApp. Por um lado, isso é legal porque faz com que você só troque Bolts com pessoas conhecidas. Por outro, esse mesmo motivo pode ser negativo.

Para criar a imagem do seu perfil, ele solicita uma selfie feita na hora. Todos os contatos no Bolt são representados por selfies, que ficam no lugar do botão de capturar imagem. Dessa forma, só é possível enviar um Bolt de cada vez, sem criar grupos (pelo menos por enquanto), e você deve escolher o destinatário antes de fazer a foto. Ao tocar na imagem do seu contato escolhido para enviá-la, o aplicativo na mesma hora faz isso, tornando o processo bem mais rápido que em outros apps. Para enviar vídeo, é só tocar e manter o dedo na foto do seu amigo.

bolt app

É possível adicionar texto às fotos, mas só antes de tirá-las. As respostas a Bolts também podem ser só em texto; nesse caso, ele fica em cima da imagem que foi recebida. Como comentado pelo TNB, isso facilita a conversa pelo app sem que seja necessário tirar um monte de fotos.

E, assim como o Snapchat, as imagens não ficam disponíveis para sempre. Mas não há uma contagem regressiva de alguns segundos para que você possa vê-la. Em vez disso, você se desfaz dela ao dar um swipe. Se não o fizer, ela é apagada dentro de 30 dias automaticamente.

Outra função legal é a de cancelar o envio de uma imagem. Para fazer isso, basta ser rápido e chacoalhar o aparelho. Fazendo isso, o aplicativo dá a opção de salvar a foto na sua galeria. Fazer o upload de imagens existentes, no entanto, é impossível.

O Bolt tem sido elogiado por quem já o testou, mas a dúvida que fica é se há público para mais um aplicativo de envio rápido de fotos. Além do já estabelecido Snapchat, o Facebook lançou recentemente o Slingshot e há ainda outros, como o Taptalk e o Mirage. O diferencial do Bolt, ao que parece, é ser o mais rápido deles, e o início em somente três países indica que o Instagram quer colocar no mercado mundial o melhor aplicativo possível. Ainda não tem data para que isso ocorra mas, quando ocorrer, ele deve estar disponível para iOS e Android.

Mais sobre: , ,