Início » Internet » As mudanças que a Microsoft fez para melhorar a compatibilidade do IE no Windows Phone

As mudanças que a Microsoft fez para melhorar a compatibilidade do IE no Windows Phone

Paulo Higa Por
5 anos atrás

Este texto certamente seria publicado em uma dessas páginas de notícias falsas se fosse escrito há uns dez anos, mas hoje a web funciona de maneira diferente. Muitos sites móveis usam tecnologias proprietárias, adotadas pelos navegadores padrão do iOS e Android. Consequentemente, o Internet Explorer, que recorre a soluções abertas e padronizadas (!), não renderiza corretamente uma série de páginas. Isso deve mudar no Windows Phone 8.1 Update.

A Microsoft terá o mesmo trabalho que os navegadores alternativos da década passada tiveram: na próxima atualização do Windows Phone 8.1, o Internet Explorer 11 suportará recursos não padronizados pela W3C para tornar a renderização das páginas mais parecida com a que vemos no iOS e Android. De acordo com a Microsoft, as alterações melhoram a experiência de navegação em 40% dos 500 sites móveis mais acessados.

Que alterações são essas?

Gradientes, animações, transições e outros efeitos são frequentemente inseridos no CSS das páginas móveis com o prefixo "webkit", motor que serve como base para Safari e Chrome. Por isso, nos códigos há propriedades como "-webkit-gradient" e "-webkit-transform". Como o Internet Explorer não suporta essas funções, usuários do Windows Phone precisam se contentar em visualizar versões mais simples das páginas.

twitter-macy-ie-wp

Mas, quando uma página for renderizada no Internet Explorer atualizado do Windows Phone 8.1 Update, o próprio navegador se encarregará de traduzir o código com as tecnologias proprietárias para os padrões abertos (se existirem). A Microsoft deixa claro que nem todas as propriedades do WebKit serão suportadas pelo motor Trident, mas as mais comuns serão implementadas.

Há algumas soluções proprietárias que foram popularizadas pelo iPhone e são frequentemente usadas em sites móveis, mas ainda não são padrões web. Como remar contra a maré é perda de tempo, a Microsoft decidiu que vai adicionar o suporte a essas tecnologias no Internet Explorer, assim como outros navegadores, como Firefox e Opera, estão fazendo.

Sites para desktop abrindo no Windows Phone: cena frequente

Sites para desktop abrindo no Windows Phone: cena frequente

Os sites móveis também costumam usar os Touch Events para interpretar a atividade do usuário em telas sensíveis ao toque. Eles não eram suportados pelo Internet Explorer, que adotou o Pointer Events, mais recente e com melhor compatibilidade para quem navega pela página usando tanto um touchscreen quanto um mouse. Agora serão. Isso tem tudo a ver com a estratégia da Microsoft de juntar todos os Windows em um só.

Por fim, mas não menos importante, a Microsoft está alterando o user-agent do Internet Explorer para que os sites forneçam o mesmo conteúdo que forneceriam para o Safari. Não é a primeira vez que a Microsoft faz algo do tipo: no Internet Explorer 11 para desktop, a empresa colocou na identificação do navegador um "like Gecko", nome do motor do Firefox.

Você pode ler todos os detalhes das mudanças no blog oficial do Internet Explorer.

(Sim, o novo layout do Tecnoblog também está bem ruim no Internet Explorer do Windows Phone. Já estamos trabalhando para consertar o problema!)