De acordo com as estatísticas de acesso do Tecnoblog, há uma chance em cinco que, nesse momento, você esteja lendo esse post através do seu smartphone. Pois bem, interrompa a sua leitura por um minuto, olhe ao redor e me diga: esse é um momento apropriado para estar no celular?

Sim? Legal! Vamos em frente. 🙂

alo5-01

Tsc Tsc. (arte by @grigio)

No Tecnocast 005 conversamos sobre isso: gente que deveria estar fazendo uma coisa, mas em vez disso está no celular. Esse é um comportamento cada vez mais comum hoje em dia e não acontece só no bar, mas em restaurantes, baladas e até no trabalho. Será que a tecnologia, que tanto nos conecta, está nos deixando antissociais e narcisistas?

Participantes

Marcações

  • 00h01m12s – Caixa Postal.
  • 00h13m56s – Os restaurantes estão lentos e a culpa é sua.
  • 00h23m27s – Smartphone é um conversation starter?
  • 00h34m53s – A argamassa do Mobilon.
  • 00h39m08s – Selfie na academia.
  • 00h47m21s – A cultura da distração.
  • 01h14m25s – Gente que manda SMS parada na esquerda da escada rolante.
  • 01h25m03s – Você iria em um restaurante/bar que bloqueia sinal de celular?
  • 01h33m42s – Agora acabou. 🙁

Links Citados

Caixa Postal

Manda aí a sua mensagem: [email protected]

Assine o Tecnocast

Edição e Sonorização

O Tecnocast é editado por Radiofobia Podcast e Multimídia.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Petrus Augusto
Fico puto, realmente revoltado, com gente que fica com a porra da bunda enfiada na mesa, com a cara no telefone e a mesa limpa, isso é, depois que ele pediu e comeu, fica lá sentado na porra da mesa ocupando a merda do espaço.
Rogério Calsavara
Ótimo programa! Quero apenas acrescentar uma informação sobre os bloqueadores de celular. Pela atual legislação o seu uso é proibido em qualquer situação, exceto em prisões e demais "áreas de segurança pública". Nem mesmo na sua casa você pode usar um bloqueador.
Leonardo Domingues
Sobre essa coisa de ficar sempre conectado, quando estou com amigo consigo me controlar de boa, já fiquei direto com a cara na tela do Smartphone, mas nem precisou o pessoal falar nada, eu memso me incomodei com isso e passei a prestar mais atenção na real life.
Leonardo Domingues
Minha mãe é facil saber, ela nasceu em 1960, então é facil fazer a conta. kkk
Leonardo Domingues
Olha esse Mobilão. kkkkkkkkkkkkkk
Gustavo Sant'Anna
Acho um argumento valido, no entanto que só sei que minha mae esta na faixa dos 40, mas nao me pergunte se 41, 42, e etc.
Pablo Alfonso
HUEHUEHUEHUEHUE!!!!!!1
mstrey
Achei bastante contraditório o programa iniciar criticando a falta de profissionalismo de vários meios de divulgação e passam todo o programa falando de uma história de uma pseudo-pesquisa de comportamento do consumidor feita em um "famoso restaurante" que ninguém sabe o nome. Claro que a história faz sentido e a reflexão é válida, mas não existe qualquer evidência de que tal história seja verdadeira e quem tanto cobra profissionalismo na divulgação de noticias deveria ter deixado isso bem claro ao invés de divulgar como se fosse verdade. Essa tal pesquisa pode ser apenas um hoax de algum mal amado recalcado que quer ficar de mimimi sobre novos comportamentos. Novas gerações sempre tem novos comportamentos. Um dia disseram que a TV iria acabar com o convívio familiar pois ninguém mais iria conversar em casa. sempre lembro da imagem do trem onde ninguém interage:http://www.chongas.com.br/2013/11/tecnologia/ resumindo: se tanto querem cobrar profissionalismo e credibilidade do mercado de midia, sejam um exemplo ao invés de só seguirem vendendo um peixe que todos estão vendendo sem saber se realmente é um peixe....
Thiago Mobilon
Ela muda todo ano, é difícil manter a conta!
Danillo Nunes
Pô, Mobilon, não sabe a idade da própria mãe? :P
PP CarvalhoF
Ouvi novamente o cast e só tenho uma coisa pra postar #mobilonsaidoarmario! É só uma zoação em Mobilon! Achei muito legal você não esquentar pras zoeiras da galera daí! O "bota uma música de piada sem graça..." foi demais! Carvalho.
Thássius Veloso
"Balada é sempre escura e às vezes você pega um troll crente que está pegando um elfo." HAHAHAHA!
Leandro Passos
Usar celular com amigos ao redor, sem motivo, é frustrante. Eu mesmo não fico com celular na mão quando tô acompanhado, mas já aconteceu de eu estar com ex-colegas de faculdade numa casa de shows e parecia que só eu estava curtindo a apresentação de uma banda cover do Coldplay, enquanto os demais pegavam o smartphone toda santa hora. Imaginem se eu voltei a sair com essas pessoas depois disso.
Junior Camargo
Me lembrou de um tumblr: http://notonappstore.com/
drigomenezes
Então... Eu sou dessas pessoas hiperconectadas que não consegue ficar mais de cinco minutos sem olhar pro smartphone pra conferir o que está rolando nas interwebs. Sou constantemente recriminado por muitos amigos, mas dependendo do grupo, encontro outros tão viciados quanto. Nem mesmo quando estou andando de longboard esqueço do celular e dou umas paradinhas pra checar as redes sociais. Sinto que essa extrema dependência do mundo virtual têm me prejudicado tanto nas minhas interações com as pessoas no mundo "real", quanto na capacidade de fixar minha atenção em leituras mais profundas e filmes mais longos por exemplo. Meio que me condicionei a receber informação da forma como ela nos é oferecida na net, em pílulas, através de textos curtos e rápidos e qualquer coisa diferente disso tem me cansado... Sobre smartphones e baladas eu sou desses que abre todos os apps de pegação no meio da pista: Tinder, Ok Cupid, Grindr, Growlr, Scruff e Hornet... Porque, né... Balada é sempre escura e às vezes você pega um troll crente que está pegando um elfo... Acho que é só isso. Se vocês forem comercializar Action Figures/Toy Arts dos membros do cast, eu quero um Mobilonzinho igual ao da vitrine do episódio!
Exibir mais comentários